7 truques para levar o bebê do berço para a cama

· 20 de junho de 2017

Algumas vezes, por comodidade dos pais ou pela novidade que significa para a família a chegada de um bebê, se permite que o bebê durma na cama com os pais durante alguns meses na etapa da amamentação. Isso antes de começar a transição de levar o bebê do berço ou da cama da mamãe para seu quarto afim de dormir sozinho em sua cama.

A mudança da criança do berço para a cama é um desafio. Não só para a criança, mas também para os pais, que devem superar esse pequeno medo de ter seu bebê longe e a angústia de se separar dele.

As crianças necessitam criar desde cedo o hábito da individualidade e a melhor maneira de ajudá-los é os mandando dormir em seu quarto uma vez que estejam capacitados a dormir sozinhos. Aos 4 ou 5 meses de idade, o bebê já está pronto para passar para o seu quarto; basicamente isso funciona assim porque nessa idade ele já tem sua rotina de alimentação e sono prolongado.

7 truques para levar o bebê do berço para a cama

Organize adequadamente o quarto de seu filho

O quarto do bebê deve estar bem iluminado, sobretudo na região da cama, e é aconselhável ter uma luz fraca acesa durante a noite, caso você precise entrar sem despertar a criança e também para evitar que você acabe tropeçando em alguma surpresa deixada pelo chão, dessa maneira você poderá caminhar tranquilamente.

O momento ideal é quando já dormem a noite toda

Algumas crianças dormem a noite inteira a partir dos quatro aos seis meses e isso será decisivo em sua decisão para o melhor momento para colocá-lo para dormir sozinho em seu quarto. Saber que seu bebê dorme toda a noite, lhe dará a segurança suficiente para tomar a decisão de enviá-lo para dormir sozinho em sua cama, a qual te dará a oportunidade de descansar melhor.

Faça de seu quarto um lugar ideal para dormir

O quarto de seu bebê deve ser um espaço quente e sem umidade, um lugar onde ele deseje ficar e dormir. Em seu quarto não é aconselhável colocar travesseiros de penas ou plumas, já que a cabeça do bebê pode afundar nelas.

Se for possível, utilize intercomunicadores no quarto do bebê para escutar quando ele acorde ou chore, para poder atendê-lo a tempo.

As grades não são necessárias para limitar a cama

Para essa mudança do berço para a cama não é preciso colocar grades na cama da criança, já que eles aprendem a administrar e memorizar com facilidade o espaço do colchão.

Entretanto, se você quer agregar uma tranquilidade extra a seu sono, durante as primeiras semanas de mudança é recomendável colocar algumas almofadas em volta do bebê ou alguma outra proteção capaz de detê-lo.

A cama escolhida para seu bebê tem grande importância

É muito importante verificar que a cama de seu filho não seja muito alta. Ela também não deve ter cantos pontiagudos para evitar o risco de acidentes. Se o seu filho reclama de deixar o berço, venda a ele a ideia da cama e faça com que ela seja atrativa para ele. Por exemplo, cubra-a com um edredom de seu personagem favorito, logo ele não vai querer sair dela. Também é adequado deixar que ele participe nas decisões, que escolha as cores, os desenhos, os cobertores, entre outras coisas.

Mantenha os hábitos e costumes

Pode ser que seu filho se sinta melhor se você deixar que ele continue dormindo com seu velho cobertor, ainda que seja demasiado pequeno para uma cama tão grande. Ou com o bicho de pelúcia que usava em seu berço. Não há nenhum problema em relação a isso. Seu filho não estranhará a sua própria cama se levar alguma pequena lembrança que o recorde de sua anterior estadia no berço.