8 caminhos para educar na proatividade

A educação das crianças é um fator determinante. Portanto, colocamos à sua disposição 8 caminhos para educar as crianças na proatividade.
8 caminhos para educar na proatividade

Última atualização: 17 Maio, 2018

Educar na proatividade não é uma tarefa fácil, mas também não é impossível. Tudo se trata de aplicar as ferramentas certas e ser criativos (e muito inteligentes) para alcançar os resultados desejados. Naturalmente, também é necessário uma dose de bom humor que seja “contagiante” para que as crianças sejam motivadas mais facilmente.

A infância é uma fase crucial para estabelecer as bases da educação e da formação integral. Como mãe, o importante é que você guie os processos, corrija de maneira positiva, dê o exemplo e esteja aberta ao diálogo ao fornecer as ferramentas.

Através da disciplina, seremos capazes de educar as crianças na proatividade. Isso porque esse valor promove o autocontrole e a responsabilidade da criança. Também te ajuda no processo de tomada de decisões.

“A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo

–Nelson Mandela.

8 caminhos para educar na proatividade

1. Estabeleça limites

O primeiro passo para educar na proatividade é moderar as expectativas. Uma coisa é manter as crianças inspiradas, e outra é impor nossas ideias ou conceitos.

Uma vez que tenhamos claro o exposto acima, será necessário estabelecer limites saudáveis para ajudar as crianças a não ter um único ponto de vista. Neste sentido, elas precisam entender o que é esperado delas para que possam distinguir entre o que elas querem e o que se espera delas.

Por outro lado, é necessário ter em mente que os limites foram criados para reduzir os comportamentos desafiadores. Além disso, os limites permitem que as crianças tenham a confiança e a liberdade para assumir riscos seguros.

2. Responsabilidades

Ensinar as crianças a assumir a responsabilidade por seu comportamento irá ajudá-las a reconhecer suas falhas, a melhorá-las e a não se desanimar por causa delas. Além disso, sua autoestima não será prejudicada e seu bom humor contagiará as outras crianças.

Se você delega responsabilidades ao seu filho, fará com que ele tenha um propósito sobre seus comportamentos, ações e escolhas. Prestar contas significa que as decisões e ações serão justificadas, sempre que necessário, como forma de promover o bem comum.

3. Informe

Outro aspecto importante ao educar na proatividade é informar as crianças sobre o que se espera delas. Não apenas para que se responsabilizem por si mesmas, mas também para que aprendam a distinguir até que ponto devem prestar atenção ao que os outros pensam.

4. Técnicas de orientação

A orientação é a maneira como se podem resolver problemas, comportamentos diretos e ações. Como mãe, você deve usar técnicas de orientação que apoiem o comportamento positivo do seu filho.

O objetivo das técnicas de orientação é promover um comportamento positivo e reduzir o comportamento desafiador. Sua aplicação permitirá que você ensine comportamentos apropriados, além de mostrar como resolver conflitos e lidar com as dificuldades da vida.

5. Escute com empatia

Outro caminho importante para educar na proatividade é a escuta empática. Ela ajuda a criança a aprofundar e desenvolver melhor seu pensamento. Além disso, ouvir seu filho te ajudará a encontrar as melhores soluções para os diferentes problemas.

Este fato gera confiança, pois a criança entende que pode se expressar livremente e contar com o seu apoio. Como mãe, você deve ter o cuidado de não transformar sua própria mensagem em avaliação, opinião ou conselho.

6. Priorize o comportamento

Seja na escola ou em qualquer atividade que o seu filho realize, você deve priorizar o comportamento com o qual ele realiza a atividade, e não o resultado.

De fato, exigir um resultado aumenta o estresse e pressiona a criança, além de nem sempre recompensar os esforços realizados.

7.  Mostre autoridade

Os filhos de pais com autoridade são geralmente responsáveis, independentes, com boa autoestima e capazes de controlar seus impulsos agressivos.

Esse estilo de criação proporciona um equilíbrio entre estabelecer os limites apropriados e dar independência à criança, além de fornecer carinho e orientação de apoio.

8. Trabalho e perseverança

Finalmente, para educar na proatividade, você deve fazer com que seu filho entenda que o esforço é sempre recompensado. Nesse sentido, ensine que nada pode ser alcançado sem esforço ou trabalho árduo.

Seu filho deve entender que o trabalho permite ser útil na sociedade. Para isso, é importante que, como mãe, você traduza esse conceito para a criança.

Desta forma, seu filho será mais consciente dos valores intangíveis trazidos pelo ato de trabalhar e pela necessidade de perseverar para alcançar qualquer meta a que se proponha.

Pode interessar a você...
Algumas dicas para que seu filho não se sinta um fracassado
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Algumas dicas para que seu filho não se sinta um fracassado

Fracassar em alguma coisa pelo menos uma vez na vida é inevitável. Mas as crianças vivem seus erros e acertos com muita intensidade. Então o que os...