A importância de chorar para as crianças

· 1 de julho de 2018
Os pais estão acostumados que os filhos chorem quando são bebês porque isso é normal no desenvolvimento. Mas você sabe qual é a importância de chorar para as crianças?

Os pequenos não têm outra maneira de mostrar suas emoções ou de deixar claro para os adultos ao redor que têm algumas necessidades básicas que devem ser atendidas.

É muito importante que as crianças possam chorar. Mas o que acontece com as crianças que são mais velhas e também choram?

As crianças choram quando precisam para expressar emoções

Chorar é a coisa mais normal e natural para as crianças. O choro é algo que não deve ser reprimido. Deve ser entendido como a necessidade da criança de mostrar suas emoções.

Quando uma criança é pequena, ainda não tem as habilidades necessárias para mostrar suas emoções negativas como a raiva ou a tristeza. O choro é uma forma de mostrar essas emoções e, assim, canalizar os sentimentos gerados por essas emoções.

No entanto, as crianças devem aprender a compreender o que as emoções querem dizer. É papel do adulto mostrar o que acontece com elas, por que elas choram e ajudar a identificar as emoções. Assim, as crianças podem entender o motivo pelo qual choram e assim poderão controlar melhor as suas reações e o comportamento no futuro.

Mas, atenção! Ensinar as crianças a compreender suas emoções não significa que elas devem ser proibidas de expressá-las.

importância de chorar

O choro é uma maneira saudável de expressar as emoções fortes

Adultos também usam o choro para expressar a tristeza, o desespero ou a raiva. As lágrimas são uma maneira de liberar as emoções. E é de conhecimento geral que suprimir emoções não é saudável e pode levar a uma série de problemas psicológicos.

Os pais podem achar que é um pouco chato ouvir seus filhos chorarem, além de partir o coração deles. Mas saiba que, como acontece com adultos, o choro é uma maneira saudável de expressar e liberar as emoções fortes.

Você precisa ter cuidado na forma como reage ao choro dos filhos. É necessário agir de forma adequada para garantir um bom desenvolvimento social e para que a autoestima não seja prejudicada.

Não se deve proibir o choro em nenhuma idade

Chorar é uma reação natural do ser humano para expressar e canalizar as emoções. Por isso, nunca (nunca!) se deve proibir uma criança de chorar. O adulto deve procurar a razão do choro para que junto com a criança possam encontrar soluções para o desconforto. Sempre com respeito, compreensão e empatia.

É um equívoco pensar que as crianças devam aprender a controlar suas emoções aprendendo a não chorar. Em nenhum caso isso é saudável. As crianças devem chorar seja porque têm dois anos e fazem birra, seja porque são adolescentes e têm problemas com os amigos. O choro vai ajudá-las a entender que não estão bem e que devem procurar uma solução para o seu desconforto.

importância de chorar

Você nunca deve ignorar o choro de uma criança

Se as tentativas de uma criança de comunicar seus sentimentos de tristeza ou raiva forem ignoradas frequentemente, ela vai pensar que suas emoções não são importantes e sua autoestima será seriamente afetada. Além disso, ela não poderá aprender a expressar seus sentimentos com palavras.

Quando uma criança chora, deve receber uma resposta adequada e positiva por parte do adulto para ver que seus sentimentos são aceitos. Se os seus sentimentos forem ignorados ou mesmo se o fato de chorar for castigado, ela entenderá que alguns sentimentos como tristeza ou raiva não são aceitos. Independentemente de como ela os expressa. Isso gera um comportamento agressivo por não saber como expressar seus sentimentos e por não entender o motivo de sentir esse tipo de emoção.

É impossível para uma criança entender que a expressão de tristeza, raiva ou irritação pode ser aceita se achar que os adultos de referência negam essas emoções.

A criança só poderá se comunicar se você deixar. Então, à medida que ela vai crescendo, poderá perceber que seus sentimentos são valorizados. Assim, poderá ter confiança o suficiente com seus pais para poder se comunicar e explicar o que acontece.

De acordo com a idade, a experiência e as circunstâncias, todas as crianças fazem o possível para poderem se expressar e se comunicar da melhor maneira que conseguem. Elas só necessitam um pouco de aprendizado. Por isso, é injusto castigar uma criança por tentar se comunicar.