A importância do compromisso nos relacionamentos amorosos

· 2 de abril de 2019
O compromisso nos relacionamentos amorosos não é uma simples palavra ou algo que vem acompanhado por uma aliança antes do casamento. Esse compromisso implica garantir a continuidade do trabalho em equipe.

O amor, o respeito e o compromisso são fundamentais nos relacionamentos amorosos. No entanto, o compromisso muitas vezes passa despercebido ou é negligenciado, por várias razões. E, geralmente, a maioria das pessoas costuma confundir a aliança ou a festa de casamento com um compromisso verdadeiro.

Nesse sentido, diferentemente do que geralmente se acredita, ter uma aliança de compromisso não é garantia de nada.

Sim, ela é um símbolo muito bonito, mas, se não houver um relacionamento amoroso com uma base real, no qual cada detalhe tenha sido amplamente discutido e esclarecido, ela dificilmente deixará de ser um simples objeto, uma promessa vazia, uma fórmula socialmente aceita.

Conceito e importância do compromisso

Ao contrário do que se acredita, o compromisso em um relacionamento amoroso não precisa implicar no abandono do amor-próprio ou da individualidade. Afinal, para estar bem com os outros, sempre é necessário, em primeiro lugar, estar bem consigo mesmo.

Agora, para construir um relacionamento estável, é necessário um compromisso que implique um trabalho em equipe, uma colaboração constante, agradável e clara.

Conceito e importância do compromisso

O compromisso não é o fim da liberdade de cada um, nem impede a autorrealização.

Atualmente, considera-se que o compromisso em um relacionamento amoroso é uma questão complicada, porque não parece ser compatível com o fato de que todos sejam livres para fazer “o que quiserem”. Porém, isso vem a ser um produto da confusão da ideia de liberdade, responsabilidade e outros conceitos.

Para um relacionamento amoroso durar ao longo do tempo, é importante que exista um compromisso; e ele deve ser entendido como um acordo de cumplicidade, honestidade, respeito e cooperação em evolução constante. A partir desse ponto de vista, o compromisso contribui para o bem-estar do casal, mesmo que apareçam dificuldades.

O compromisso em um relacionamento não se trata apenas de colocar uma aliança no dedo da outra pessoa, mas sim de aprender a trabalhar em equipe e manter uma visão de futuro comum, sem deixar de lado as necessidades de cada um.

O compromisso nos relacionamentos amorosos, mais do que uma aliança

Conforme mencionado anteriormente, o verdadeiro compromisso não se limita apenas à troca de alianças ou a ter uma grande festa de casamento. Ele também não deve ser considerado como a soma dos sacrifícios de cada uma das partes para que “o relacionamento funcione”.

Se o compromisso é baseado apenas em expectativas ou em ter controle sobre o outro, o relacionamento não vai funcionar. Por outro lado, se for entendido como um acordo mútuo, com uma visão de futuro, respeito, boa comunicação e fidelidade, vai contribuir positivamente para o vínculo afetivo.

Honestidade e respeito, valores essenciais

Muitas vezes damos como certo que, apenas por mencioná-los, valores como respeito e honestidade já estarão presentes no relacionamento. No entanto, a realidade é que eles devem ser cultivados diariamente, através de diversos gestos, tais como falar com total confiança sobre qualquer coisa.

Honestidade e respeito, valores-chave

É necessário evitar ficar calado e deixar as coisas passarem e, até mesmo, ir dormir sem resolver as diferenças; por menores que elas sejam.

Em outras palavras, não devemos adiar ou minimizar as preocupações ou os aborrecimentos. Sempre podemos conversar e agir para encontrar (e manter) o equilíbrio no relacionamento. O mais importante é manter uma atitude receptiva e procurar, juntos, a maneira de somar.

Além disso, também é importante não ficar guardando sentimentos e falar sobre o que cada um sente e pensa, cara a cara.

E nunca, sob nenhuma circunstância, devemos pensar que a nossa própria opinião ou a do outro não contam. Certamente isso não pode faltar em nenhum casal; tanto se forem recém-casados quanto se já tiverem muitos anos de convivência.

Falar a verdade sempre, não esconder os problemas, propor soluções e não “guardar” os sentimentos, não só demonstram que existe um compromisso, mas também amor.

Em suma, o compromisso nos relacionamentos amorosos vai além das promessas e expectativas sociais. De fato, é um bem intangível que deve ser cuidado todos os dias e que deve evoluir junto com o casal. Enfim, o compromisso não precisa ser submetido a uma ideia estática.