A vergonha nas crianças

20 de maio de 2018
A vergonha nas crianças aparece com frequência à medida que aprendem a reagir a várias situações. O papel dos pais é vital para que aprendam a superá-la, pouco a pouco.

Existe uma demonstração precoce de vergonha nas crianças? A vergonha é considerada uma emoção seletiva, pois dependerá do valor e significado que cada criança der às suas ações; isto dependerá potencialmente do ambiente social e cultural.

A vergonha é considerada uma emoção moral universal, que deriva da inconformidade por um ato cometido, seja por frustração ou por não atingir as expectativas do ambiente.

Quando uma criança começa a sentir vergonha?

Desde o começo da vida e por um período de dois anos, o bebê estabelece comunicações verbais ou não-verbais com o seu ambiente. A partir dessa idade, a vergonha nas crianças aparece, graças ao começo do senso do ridículo.

Às vezes, a criança quer ser independente e, por causa de sua condição, ela não consegue. Nelas, se desenvolve uma espécie de frustração que termina em vergonha por não conseguir cuidar de si mesmas.

Embora seja verdade, pensa-se que as crianças nascem de certa forma predispostas à vergonha e que algumas serão mais sensíveis do que outras a ela, mas isso será determinado em boa medida pelo tratamento de seus pais ou das pessoas responsáveis por sua criação.

Ainda que pareça ser totalmente negativa, a vergonha nas crianças pode ajudá-las a se adaptar às demandas da sociedade.

 consequências emocionais da vergonha

Como a vergonha se manifesta nas crianças?

Quando uma criança sente vergonha, isso pode se manifestar fisicamente. Muitas crianças tendem a andar de cabeça baixa, se isolar e ficar vermelhas. Às vezes, risadas descontroladas aparecem para ajudá-las a aliviar a tensão que o momento vergonhoso produziu.

Que consequências emocionais a vergonha traz às crianças?

Uma vez que o episódio vergonhoso tenha ocorrido, outras emoções podem assumir o controle da criança.

A raiva, por exemplo, é uma delas. Comumente depois de ter sentido vergonha devido a algum acontecimento, as crianças podem ser levadas pela raiva e até mesmo tentar se vingar.

O objetivo será causar algum tipo de agressão em relação àquela pessoa que as fez se envergonhar, o que pode resultar em abuso físico e psicológico.

Outra emoção derivada da vergonha é a impotência. Ela se manifesta após o evento vergonhoso, ao não ser capaz de voltar no tempo e resolvê-lo. As crianças se sentem desamparadas e abandonadas.

Cenários comuns nos quais a vergonha aparece nas crianças

A vergonha será algo comum nas crianças, pois estão em um período de adaptação a diversas situações sociais; essa inexperiência as leva a cometer erros e, consequentemente, se sentirem envergonhadas.

Algumas das situações mais comuns em que a criança pode se sentir envergonhada são:

  • Quando algo que tentam fazer dá errado e outras pessoas estão observando
  • Quando devem se dirigir publicamente a pessoas desconhecidas
  • Ao ser objeto de comentários que as ridicularizem
  • Quando são obrigadas a demonstrar suas habilidades
  • Ao cometer um erro ao comer ou ao fazer suas necessidades

Como ajudar as crianças a superar a vergonha?

Ao colocar em prática as dicas a seguir, os pais podem ajudar seus filhos a superar episódios de vergonha com mais facilidade.

Embora seja verdade que a vergonha não desaparecerá. Ela mudará as formas de se manifestar e até de intensidade ao longo da vida, mas aprender a lidar com ela é uma ótima ferramenta.

ajudar as crianças a superar a vergonha

Servir de exemplo

Os pais devem mostrar às crianças que se sentir envergonhado é algo que pode acontecer com qualquer pessoa, inclusive com os adultos. Ficar calmo e equilibrado diante de um evento vergonhoso as ajudará a se colocar diante de um evento similar.

Evite forçá-la a fazer algo que não quer

Uma prática frequente dos pais é obrigar as crianças a fazer coisas que não lhes agradam. Uma das mais comuns é forçá-las a beijar e abraçar estranhos.

Geralmente, após essas situações, elas se sentem um pouco envergonhadas, por isso se recomenda incentivar as boas maneiras, mas não forçá-las a amar as pessoas.

Mostrar respeito por suas emoções

Evite a todo custo que a criança seja motivo de piada depois de sentir vergonha. Os pais devem orientar seus filhos, quer sejam extrovertidos ou introvertidos, servindo como companhia em todos os eventos sociais em que possam se sentir envergonhados.

É muito importante que as crianças saibam que têm o apoio de seus pais e que suas emoções são valorizadas.

Recomendados para você