O abandono escolar e suas consequências

Muitos adolescentes pensam em abandonar a escola por vários motivos. No entanto, essa decisão pode trazer múltiplas repercussões, a maioria delas negativas.
O abandono escolar e suas consequências

Última atualização: 26 março, 2022

O abandono escolar é um problema para todos, tanto na família como na sociedade. Os adolescentes que não dão continuidade aos seus estudos ao final do Ensino Médio, ou que nem mesmo o terminam para obter o diploma, tornam-se fonte direta de delinquência, dependência econômica ou depressão.

As pessoas que não completam a sua educação tendem a ter empregos mal remunerados, por isso podem ficar frustradas. Além disso, elas afetam negativamente as sociedades, pois aumenta a desigualdade e aumenta a probabilidade de realizar o trabalho de forma incorreta.

No entanto, é importante notar que existem exceções a essas características e que nem todas as pessoas terão o mesmo destino. Para que seu filho nunca faça parte de nenhum dos grupos mencionados, neste texto oferecemos algumas sugestões que, consideramos, você deve colocar em prática a partir desse minuto.

Lembre-se: a educação começa em casa.

Causas que motivam a interrupção dos estudos

A interrupção dos estudos é um problema mais comum do que parece por várias causas. Entre elas podemos citar:

  • Os baixos recursos econômicos da família que levam a criança a ingressar no mercado de trabalho antes de terminar seus estudos.
  • Gravidez na adolescência.
  • As influências negativas do ambiente familiar em que o jovem vive, seus amigos, vizinhos e o restante da sociedade.
  • Vícios precoces em drogas, como cigarros e álcool, para os quais é necessário alocar grandes somas de dinheiro.
  • Desempenho ruim, bullying, experiências negativas, falta de interesse, muitas distrações ou falta de apoio da escola.

Um estudo recente no Japão mostrou que o início tardio da educação é uma das principais causas do abandono escolar. Por sua vez, o hábito de fumar e graves problemas pessoais e familiares também têm grande influência.

O estudo citado acima também mostra que 18% dos adolescentes desistem no 3º ano do ensino médio. Além disso, o sexo masculino apresenta maior taxa de abandono, compondo mais de 50% dos casos.

Por todo o lado existem milhares de pretextos que diariamente podem levar os menores a se afastarem do sistema educativo, dedicando-se a outras tarefas. No entanto, assim como existem influências negativas, também existem as positivas, e são essas que devem ser incentivadas em casa para evitar o abandono escolar precoce.

A seguir, falaremos sobre elas.

Transforme o estudo em uma atividade atraente

menino fazendo lição de casa

Toda a família deve contribuir diretamente para estimular crianças e adolescentes a gostarem da pesquisa e do estudo. Esse deve ser um dos primeiros objetivos.

Para que uma criança se interesse por estudar, ela deve achar realmente atraente perguntar, questionar, ler e buscar informações de várias fontes sobre um tema específico.

Você deve ajudá-la a elaborar problemas e fazer a si mesmo perguntas que possam chamar sua atenção para que ela queira encontrar uma resposta por conta própria.

Para melhorar tudo isso, é melhor que papai ou mamãe, ou ambos juntos, a acompanhem nos estudos. Não importa se a pesquisa se concentra em descobrir quais outras ferramentas além do limpador de cachimbo podem ser usadas para soprar bolhas de sabão.

Qualquer hora e tema é ideal para acostumar a criança ao fato de que o conhecimento não ocupa espaço e que é ótimo saber a verdade das coisas, aprendendo sobre vários temas.

Nunca fale ou trate qualquer coisa que tenha a ver com a escola como uma punição ou algo ruim

Se seu filho estiver brincando, não o obrigue a abandonar o momento de recreação para fazer a lição de casa. Mais do que forçá-lo, convença-o a dedicar um certo tempo a isso. Ele precisa se acostumar a seguir a rotina todos os dias sem sacrificar seu tempo de brincadeira ou suas avaliações escolares.

Quando ele estiver doente e você decidir não levá-lo à escola, não o ameace com: “Se você andar descalço eu te levo pra escola”.

Atenda às suas necessidades básicas

Você, como mãe dele, tem a responsabilidade de sustentá-lo financeiramente durante seus anos de estudo enquanto ele for menor de idade, ou contribuir, juntamente com seu pai, para que seu filho tenha suas necessidades básicas atendidas: alimentação, estudo, saúde…

Você deve deixar de lado quaisquer preocupações sobre privação financeira, contas a pagar, baixa renda ou desemprego.

Seu filho não deve se preocupar com questões do mundo adulto, muito menos ocupar sua pequena mente em encontrar alguma forma de trabalhar para contribuir com o sustento da família.

Ainda não é hora para isso.

Recompense-o

As recompensas são importantes para estimular uma criança. É claro, não devem se tornar um pagamento que a criança espera receber toda vez que tira uma boa nota, e sim um incentivo que você dá todas as vezes para lembrá-la de como está feliz por seu desempenho, como se sente orgulhosa ou como é bom ir bem na escola e se comportar como você ensinou.

Abandono escolar. Um problema que pode ser evitado

Mãe, se você quiser evitar que seu filho abandone a escola mais cedo, cuide para que ele não fique viciado em internet. É essencial que a criança ou o adolescente não passe a madrugada jogando videogame, pois no dia seguinte não terá forças para se levantar e isso, aos poucos, poderá levar à desmotivação.

Mantenha seu filho longe de más influências. Não é que você deva escolher seus amigos, mas é sempre bom ficar de olho em quem seu filho leva para casa, principalmente se estiver passando pela difícil fase da adolescência, quando sente uma necessidade urgente de fazer parte do grupo, ouvir o que os amigos dizem e, o mais perigoso, segui-los em suas aventuras. O abandono escolar precoce pode ser evitado.

This might interest you...
Isolamento escolar: o que é e como evitar
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Isolamento escolar: o que é e como evitar

O isolamento escolar pode causar graves problemas psicológicos. Saber identificá-lo e agir a tempo pode ajudar a prevenir numerosas situações de as...