Ajudar os filhos a escolher o que estudar, potencializando suas competências

Às vezes, os estudantes se sentem perdidos em relação ao seu futuro profissional. Por isso, é importante que os pais ajudem nessa escolha, porém sempre respeitando as preferências dos filhos.
Ajudar os filhos a escolher o que estudar, potencializando suas competências

Última atualização: 23 Novembro, 2020

São muitos os estudantes que, quando precisam decidir o que estudar no ensino superior, sentem-se oprimidos por precisar tomar uma decisão para a qual não se sentem seguros, tendo em vista sua curta experiência de vida. Neste espaço, veremos como podemos ajudar os filhos a escolher o que estudar, potencializando suas competências.

Há pesquisas que indicam que 4 em cada 10 jovens não têm certeza quanto ao que decidiram estudar, apontando fatores externos como responsáveis. Ou seja, eles dizem que foram essas as causas que os levaram a escolher determinada carreira sem que estivessem totalmente convencidos.

Para que os filhos possam escolher o que estudar, é importante que contem com a figura dos pais para orientar e ajudar a tomar essa decisão tão importante em suas vidas. Você quer conhecer algumas dicas para orientar o seu filho na decisão sobre o que estudar? A seguir, vamos dar mais informações.

Como os pais podem ajudar os filhos a escolher o que estudar?

Todos os pais querem e desejam o melhor para os filhos, mas, às vezes, a falta de informação sobre a evolução na área profissional pode ser uma dificuldade a mais para a compreensão de ambos.

Às vezes, eles querem escolher uma carreira que não nos agrada, pelo motivo que for. Por isso, com o desenvolvimento da tecnologia e a era digital, com a qual surgiram novas carreiras para atender a essas demandas, é importante que, como pais, estejamos informados sobre essas novas especialidades.

Para ajudar os adolescentes na tomada dessa decisão tão importante em suas vidas, da qual dependerá o seu futuro financeiro e a sua satisfação profissional, é importante que saibamos como orientá-los e guiá-los nesse processo.

Dicas para ajudar os filhos a escolher o que estudar

Como ajudar os filhos a escolher o que estudar, potencializando as suas competências

O ponto de partida será o que gostam

Às vezes, os jovens não têm certeza e não sabem o que querem, mas certamente sabem do que não gostam. Durante o ensino médio, há disciplinas em que eles são bons, mas, ao mesmo tempo, não saberiam dizer de qual gostam mais. Contudo, eles sabem perfeitamente do que não gostam. Quando já souberem do que gostam e do que não gostam, é hora de buscar uma carreira de acordo com seus interesses.

Levar seus hobbies em consideração

Os hobbies podem ser um ponto de partida para escolher o que estudar, pois, por meio deles, é possível identificar os talentos naturais do jovem. Isso não significa que ele tenha que escolher uma carreira com base em seus hobbies. Contudo, devemos perguntar se ele quer dedicar mais tempo a esse hobby e, a partir de então, se assim desejar, transformá-lo em sua profissão ou não.

Conhecer as perspectivas profissionais

Podemos ajudar a ajustar as preferências fazendo perguntas importantes, tais como: “Você se vê trabalhando em um escritório?”, “No que gostaria de trabalhar?”, “Você gostaria de ensinar crianças?”. Essas perguntas vão ajudá-los a se orientar. Além disso, há cada vez mais novos modelos de trabalho e, por isso, é aconselhável buscar informações a respeito para ajudá-los na escolha.

Buscar informações de qualidade e promover o pensamento crítico

Os pais devem ser responsáveis ​​por orientar os filhos em sua escolha, mas são eles que devem decidir por conta própria o que querem estudar. Informações e dados objetivos devem ser contrapostos às opiniões pessoais baseadas em experiências. Isso pode ajudar os adolescentes a escolher e a tomar uma decisão por conta própria, de forma independente.

Não devemos oprimir ou obrigar nosso filho a estudar uma determinada carreira porque pensamos que ela oferece mais oportunidades do que outra da qual ele gosta. É preciso ter em mente que essa escolha vai marcar a sua vida futura e que, consequentemente, a sua felicidade dependerá disso. Não é a mesma coisa trabalhar em algo de que gostamos do que em algo que não nos faz sentir satisfeitos ou confortáveis.

Como ajudar os filhos a escolher o que estudar, potencializando as suas competências

Ter uma mente flexível

É importante evitar preconceitos sobre qualquer trabalho. Nosso objetivo é ajudar os nossos filhos a refletir sobre suas próprias competências e fraquezas, sobre o tipo de vida que desejam levar e sobre quais objetivos desejam alcançar. Para isso, eles devem se sentir seguros e compreendidos por nós. Dessa forma, poderão escolher o que estudar de maneira que seja realmente algo relacionado a suas competências.

Procurar a ajuda para guiá-los com a orientação profissional

Às vezes, podemos precisar da ajuda de um orientador pedagógico para ajudar o adolescente a fazer sua escolha. O profissional, através de uma avaliação de perfil, poderá fornecer todas as informações sobre os programas de formação, a inserção no mercado de trabalho, etc.

Potencializar as competências para ajudar seus filhos a escolher o que estudar

É importante que, durante esse período, os estudantes se sintam amparados e compreendidos pelos pais. Isso será fundamental para que possam escolher de forma acertada, responsável e independente. Esperamos que essas dicas para ajudar os jovens a escolher o que estudar sejam úteis para facilitar o processo de escolha.

Pode interessar a você...
4 dicas para voltar à faculdade depois de se tornar mãe
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
4 dicas para voltar à faculdade depois de se tornar mãe

Voltar à faculdade após o nascimento do bebê não é nada fácil. Vamos te dar algumas ideias para que você possa aprender a se organizar. Tome nota!