Alike: um curta-metragem sobre a importância da criatividade

24 de novembro de 2019
Alike é um curta-metragem que nos permite refletir sobre como é importante cuidar da criatividade das crianças para que ela não seja perdida quando elas forem adultas.

Alike é um curta-metragem animado que todos deveriam ver. De fato, ele ganhou inúmeros prêmios, incluindo o Prêmio Goya de melhor curta-metragem de animação em 2016.

Esse grande reconhecimento se deve à excelente maneira como os seus criadores, Rafa Cano Méndez e Daniel Martínez Lara, descreveram a importância da criatividade e como ela é perdida ao longo dos anos por causa de uma sociedade monótona e sem brilho.

Neste artigo, vamos apresentar um breve resumo desse maravilhoso filme. Mas, para apreciá-lo e entendê-lo, é necessário assisti-lo. Você ainda não assistiu? O que está esperando?

 “Um adulto criativo é uma criança que sobreviveu”.

–Ursula K. Le Guin-

O que é a criatividade?

Antes de falar sobre a importância da criatividade, é necessário saber o que esse conceito significa. Assim, de acordo com o psicólogo Joy Paul Guilford, ser criativo implica a presença das três habilidades a seguir:

  • Fluidez: capacidade de encontrar um grande leque de soluções para o mesmo problema.
  • Flexibilidade: capacidade de ver as situações a partir de diferentes ângulos e, assim, propor soluções diferentes umas das outras.
  • Originalidade: pensar de maneira diferente e incomum.
Alike: um curta-metragem sobre a importância da criatividade
© Pepe School Land

De fato, Howard Gardner, o criador da teoria das inteligências múltiplas, postula que cada uma das oito inteligências expressa a criatividade em si mesma.

Portanto, ela é essencial para o correto desenvolvimento cognitivo das crianças, de tal forma que é interessante permitir e incentivar as crianças a expressar a sua imaginação por meio das seguintes atividades:

  • Música.
  • Pintura.
  • Brincadeiras.
  • Dança.
  • Escrita.
  • Artesanato.
  • Teatro.

“Criatividade implica em fugir do óbvio, seguro e previsível para produzir algo novo”.

-Joy Paul Guilford-

Alike: um curta-metragem sobre a importância da criatividade

Alike nos mostra a triste realidade ao descrever, de maneira gráfica, uma sociedade triste e entediante na qual os cidadãos simplesmente cumprem com a rotina estabelecida diariamente. O pequeno protagonista da história tenta não seguir essa vida cinzenta e monótona, mas a sua maneira de entender o mundo não combina com a dos demais.

Assim, a sua criatividade é penalizada e punida até fazê-lo perder a esperança e os seus sonhos, aceitando as regras e se tornando mais um no rebanho. Felizmente, o pai dessa criança percebe o que está acontecendo: o seu filho não é mais tão animado e alegre como antes.

Por isso, ele soluciona esse grave problema fazendo com que o pequeno veja que é necessário ser criativo para ter uma vida cheia de cores e ensinando que ele deve continuar nesse caminho para encontrar a felicidade.

curta-metragem sobre a importância da criatividade
© Pepe School Land

“Educação, para a maioria das pessoas, significa tentar levar a criança a se parecer com o típico adulto de sua sociedade. Para mim, educação significa criar criadores, inventores, inovadores, não-conformistas.”

-Jean William Fritz Piaget-

Conclusões depois de assistir Alike

Graças a esse curta-metragem, podemos concluir que, como mães, pais e educadores, temos o dever de não deixar a criatividade das crianças morrer, de tal forma que os professores devem garantir que frequentar a escola não consista apenas no desenvolvimento de habilidades acadêmicas, mas também de habilidades criativas, sociais, emocionais etc.

Da mesma forma, em casa, as crianças devem receber, independentemente da idade, a liberdade para expressar os seus pensamentos e as suas ideias por meio da arte e da imaginação.

Portanto, temos o dever de impedir que as crianças percam a sua essência e identidade. Devemos assumir que cada pessoa é diferente e que isso é enriquecedor e necessário para termos uma sociedade saudável e equilibrada, uma vez que um mundo sem criatividade é um mundo infeliz e inútil.

  • Curtis, J., Demos, G. y Torrance, E. (1976). Implicaciones educativas de la creatividad. Madrid: Anaya.