O aparelho reprodutor feminino: o que é e como funciona

O aparelho reprodutor feminino é a estrutura anatômica que possibilita a fecundação, a gestação e o nascimento de um filho. Todo esse sistema está localizado na pélvis e compreende os órgãos que participam na reprodução.

Dentro do aparato reprodutor feminino existem órgãos externos e órgãos internos. Todos estão inter-relacionados e abrangem um sistema em que cada parte desempenha um papel essencial.

As principais funções desse sistema são: produzir as células reprodutoras, permitir a fecundação, proteger e nutrir a célula fecundada até que alcance seu pleno desenvolvimento e dar luz a esse novo ser.

Órgãos externos do aparelho reprodutor feminino

A zona externa do aparelho reprodutor feminino se chama “vulva”, palavra que significa “coberta”. Encontra-se localizada entre as pernas e sua principal função é a de proteger o orifício vaginal e, por sua vez, os órgãos reprodutores internos.

Os órgãos externos do aparelho reprodutor feminino localizados na vulva são os seguintes:

  • Monte púbico ou de vênus. É um tecido macio e adiposo que está localizado sobre a pélvis e tem o papel de proteger os órgãos internos. Cobre-se de pelos durante a puberdade.
  • Grandes lábios. São duas pregas cutâneas, em forma de lábios, que limitam a vulva exteriormente. O espaço que existe entre os dois se chama “fenda vulvar”. Evitam a entrada de bactérias no aparelho reprodutor feminino.
  • Pequenos lábios. Estão dentro dos grandes lábios e são semelhantes a eles, mas menores. Circundam o orifício da vagina ou introito vaginal. Mantêm a temperatura e evitam a entrada de partículas estranhas.
  • Clítoris. É um órgão composto por 8.000 terminações nervosas. Começa nos pequenos lábios e logo se bifurca em dois corpos cavernosos dentro da vagina. Sua função é gerar prazer durante a relação sexual.
  • Meato urinário. É um orifício por onde sai a urina. Faz parte da seção externa da uretra. Localiza-se entre o clítoris e o orifício vaginal.
  • Hímen. É uma membrana que está localizada na entrada da vagina e a protege. Geralmente se rompe durante a primeira relação sexual ou como resultado de atividades rotineiras.
  • Comissura posterior dos lábios. Chama-se assim o ponto onde se unem os grandes lábios com os pequenos lábios.
  • Períneo. Está entre o púbis e o cóccix e tem como função proteger a bexiga, o reto e o aparelho reprodutor.

Órgãos reprodutores internos

Aparelho reprodutor

Entre os órgãos internos do aparelho reprodutor feminino encontramos os seguintes:

  • Vagina. É um tecido muscular em forma de tubo, que comunica o útero com o exterior. É elástico e termina num orifício chamado introito. Une a vulva com os órgãos reprodutivos internos.
  • Útero. Trata-se de um órgão oco e musculoso, que está localizado entre a vagina e as trompas de Falópio. É nele que acontece a gestaçãoPossui três capas: endométrio, músculos lisos e tecido elástico.
  • Trompas de Falópio. Apresentam forma de tubos e comunicam o útero com os ovários. Sua função é conduzir os óvulos, as células reprodutoras, desde o ovário até o útero.
  • Ovários. São dois órgãos do tamanho de uma amêndoa, cuja função é produzir um óvulo, ou célula reprodutora, aproximadamente a cada 28 dias. Também produzem os hormônios sexuais.

O funcionamento do sistema

Ao nascer, uma mulher possui centenas de milhares de óvulos ou células reprodutoras dentro dos seus ovários. Graças a produções de hormônios sexuais, a partir da puberdade se inicia o ciclo menstrual. Nele, uma vez por mês é liberado um óvulo. Se ele for fecundado, permanece no útero e começa a formação de um novo ser.

Se o óvulo não for fecundado, seca e abandona o corpo umas duas semanas depois de ter sido liberado pelo ovário. Faz isso através do útero. Ele sai para o exterior juntamente com sangue e tecidos internos que cobrem este órgão. Esse processo é chamado de menstruação. Na primeira vez que ocorre é chamada de menarca.

Aparelho reprodutor

Quando um espermatozoide fecunda o óvulo, forma-se o zigoto, que é a união das duas células. Logo se forma o blastocisto, que se parece com uma bola de células com líquido no seu interior. Está localizada no endométrio, uma das capas do útero. Os hormônios sexuais facilitam e consolidam esse processo. O resultado final é a implantação.

Mais adiante se forma o embrião e logo o feto. Este flutua no líquido amniótico. Respira e se alimenta através da “placenta”. A placenta se comunica com o feto graças ao cordão umbilical. Depois de nove meses de gestação, o colo uterino e as paredes geram contrações que empurram o bebê para o exterior. Nesse momento nasce o bebê.

Recomendados para você