Aprenda como dizer não de forma positiva

· 1 de abril de 2018
Ninguém gosta de negar algo a uma criança. Mas, infelizmente, é algo necessário para elas, por isso é importante saber fazer isso com astúcia e determinação

As crianças possuem o dom de serem adoráveis, mas também o de nos tirar do sério. Ainda que geralmente sejam risonhas e alegres, podem ser caprichosas quando colocam algo na cabeça… Não há quem as convença do contrário. Antes que essas situações apareçam, é necessário aprender como dizer não de forma positiva, mas ao mesmo tempo firme.

Para a maioria das pessoas é muito difícil negar algo para uma criança. São tão inocentes, puras e doces que vê-las tristes ou com raiva por nossa culpa é algo insuportável. Mesmo assim, devemos ser responsáveis e mostrar que a vida não é um parque de diversão hedonista.

Quanto antes aprenderem essa lição, mais cedo aprenderão a viver. É preciso começar a desenvolver sua tolerância à frustração. E se for por meio das pessoas que a amam, melhor ainda.

Não tenha medo que te odeie ou que se irrite contigo: para saber como dizer não para uma criança não é preciso muita prática. Você precisa apenas respirar fundo e manter a mente fria: tudo o que você faz será sempre para o bem dela, por isso não se sinta culpada.

Dicas para saber dizer não de forma positiva

1 – Explique bem o que está acontecendo

Antes de tomar qualquer decisão, converse com a criança. Explique o motivo de você negar o pedido e quais são seus motivos. Faça isso de uma forma tranquila e sem levantar a voz porque a criança pode ficar nervosa.

Às vezes é melhor tratar as crianças de uma forma mais adulta. Elas devem ir adquirindo responsabilidades e aprender a se comportar. Se você explicar o que está acontecendo de forma tranquila e pausada é possível que ela entenda. 

Aprenda como dizer não de forma positiva

2 – Mantenha-se alerta

É possível que a criança chore, que faça birra ou que apele à chantagem emocional. Para evitar cair nessas armadilhas, procure ficar alerta sabendo que é possível que algo assim aconteça. As crianças sabem perfeitamente que os mais velhos sentem uma certa fraqueza por elas e sabem como tirar partido da situação. 

Ainda assim, não seja muito duro com ela. Não deixa de ser uma criança com sentimentos que podem ser feridos, por isso, se ela agir mal, seja compreensivo e demonstre que o mundo não vai acabar porque algo lhe foi negado. 

“A vida é a infância de nossa imortalidade”

–Johann Wolfgang von Goethe–

3 – Não se sinta mal

Aprender como dizer não para uma criança é muito difícil e precisamente por isso é preciso se sentir orgulhoso. Impor limites vai evitar que a criança se transforme num adulto mal educado e vai fazer com que descubra que as coisas nem sempre vão ser como ela quer.

Não se sinta mal a respeito disso ainda que você sofra. Está em nossas mãos educar as novas gerações e possivelmente a criança fará o mesmo quando crescer. Pode ficar tranquila: você não é uma pessoa tóxica para o seu filho, apenas se preocupa com ele.

Aprenda como dizer não de forma positiva

4 – Seja coerente

Nada de dizer uma coisa e depois outra. Uma vez tomada, sua decisão não tem como voltar atrás, mesmo se a criança fizer birra e começar a chorar. Se você mudar de ideia uma e outra vez, você confundirá a criança que não saberá como reagir.

Um “não” é um “não”. Seja coerente e procure não focalizar na criança suas dúvidas e confusões. Se você pensa que suas decisões variam dependendo do seu humor, a criança não não vai levar você a sério e, à medida que crescer, a relação de vocês pode se complicar. E você não deseja isso, não é mesmo?

5 – Seja assertivo

É importante que você seja assertivo com seu filho. É possível dizer “não” para uma coisa, mas “sim” para outra. Assim ele saberá que você não tem nada contra ele e que a recusa foi para o seu próprio bem. Você também pode fazer um trato com ele: se ele aceitar e obedecer, você dará um doce.

Mesmo assim, quando fizer isso, não se esqueça de dizer como você está orgulhosa por ele ser tão responsável. Isso o fará se sentir bem consigo mesmo e se considerar uma pessoa com valor.

Para concluir, é nossa responsabilidade que as crianças aprendam que, ao longo da sua trajetória, vão acontecer coisas más e que nem todo mundo vai querer facilitar a sua vida.

Enfrentar situações de decepção e frustração na infância nos fará amadurecer e começar a pesar a importância de suas reações.