Aprender a dormir: o sono entre 2 e 5 anos de idade

· 24 de novembro de 2018
Alcançar um padrão de sono estável em crianças é uma tarefa se realiza pouco a pouco. As crianças pequenas precisam de uma rotina de sono estável para que possam descansar bem.

Como pais, somos os primeiros responsáveis por ensinar nossos filhos a aprender a dormir. Uma vez fora da barriga da mamãe, o descanso não é mais o mesmo.

A qualidade do sono afeta diretamente a saúde dos nossos filhos. Por isso, é importante cuidar e prestar atenção. Além disso, como diz o ditado, “quanto mais dorme, mais cresce”.

A partir dos dois anos de idade, os hábitos de sono do seu filho mudarão em comparação a quando ele tinha apenas algumas semanas de idade.

Portanto, é necessário criar o ambiente propício e as condições adequadas para que a criança possa aprender a dormir.

Nessa idade, as crianças tendem a dormir cerca de 13 horas por dia. Em seguida, a partir dos três até os cinco anos de idade, as crianças começam a dormir cerca de dez horas por dia.

O que significa a mudança dos hábitos de sono para o meu filho? Muito simples.

Os hábitos do sono nunca permanecem estáticos nos seres humanos. O relógio biológico se ajusta progressivamente às mudanças físicas no corpo da criança e procura satisfazer a quantidade adequada de descanso.

aprender a dormir

Nessa faixa etária, é possível que as crianças acordem à noite por uma razão ou outra. No entanto, isso tende a acontecer cada vez menos e por períodos mais curtos, geralmente por cerca de 20 minutos.

Aprender a dormir vai levar um tempo, mas se soubermos como ensiná-las, será vantajoso para todo mundo.

Lembre-se: os padrões de sono devem se ajustar até a criança completar dez anos de idade.

Aprender a dormir tem seus estágios

Quando a criança aprende a falar, ela já consegue se comunicar melhor e dizer o que sente ou necessita quando acorda à noite.

É justamente nessa fase que é tão necessário reforçar a rotina. Para a criança, aprender a dormir levará um tempo.

Satisfaça suas necessidades e tente ajudar a criança a alcançar as condições ideais para poder descansar bem. Até os 5 anos de idade, é muito provável que ela ainda precise da ajuda dos pais para conseguir dormir.

É muito importante que os pais também estabeleçam limites e saibam como atender às necessidades sem mimar. Você deve aprender a diferenciar quando é uma necessidade real ou quando a criança está fazendo manha.

É perfeitamente normal que a criança peça coisas quando ela acorda durante a noite. De acordo com especialistas, quando isso acontece é recomendável que você mostre que ela consegue dormir sozinha e que nada de ruim vai acontecer.

Explique que ela precisa dormir bem para que possa recarregar as energias para brincar no dia seguinte.

Evite criar um ambiente tenso o máximo possível. Também evite punir ou repreender a criança se ela acordar tarde da noite. Esse tipo de atitude só vai piorar a situação.

Até os 5 anos de idade, as crianças ainda vão querer tirar um cochilo de uma hora durante a tarde. Essas sonecas não devem ser muito longas e também não podem acontecer muito tarde para que a criança consiga dormir à noite sem dificuldade.

Devemos ensiná-las a dormir

Estabeleça e respeite uma rotina para alcançar um padrão de sono estável. É muito importante que a criança vá dormir e se levante todos os dias no mesmo horário.

Também é bom evitar que a criança vá dormir com fome ou que beba muito líquido antes de ir para a cama, pois pode acordar durante a noite querendo comer ou ir ao banheiro.

A rotina da hora de dormir pode incluir atividades relaxantes. Essa rotina pode incluir um banho, ler uma história ou até mesmo cantar uma música. Também é bom manifestar gestos positivos para a criança.

Explique que você sempre estará por perto e que sempre cuidará do bem-estar dela. Assim, ela vai entender e lidar melhor com a sensação de separação.

aprender a dormir

É imprescindível que as crianças não associem a hora de ir para a cama como um castigo.

Embora seja um costume tradicional, não é bom dizer que o “bicho papão vai pegar” se seu filho não for logo para a cama. Em vez de ajudá-lo, pode prejudicar porque esse tipo de história transmite medo.

O que não fazer

Muitos pais levam seus filhos para a cama quando eles estão esgotados, até tentam cansá-los mais se veem que ainda estão muito ativos.

Entretanto, isso pode ter efeito contrário. Sem querer, acabam estimulando mais a criança em vez de deixá-la cansada.

Evite o uso de aparelhos eletrônicos antes de ir para a cama, como televisão, tablets, celulares, videogames ou qualquer outro aparelho que emita luz artificial. A luz desses aparelhos dificulta o sono, tanto de crianças quanto de adultos.

Aprender a dormir pode ser fácil se soubermos ser consistentes, pacientes e coerentes com a rotina. É claro, também não pode faltar amor na hora de ensinar tudo isso aos nossos filhos.