Até que idade se pode ser mãe?

· 19 de novembro de 2018
Hoje em dia, a maternidade é muitas vezes uma escolha. Devido à incorporação feminina no mercado de trabalho, a decisão de ter filhos se tornou um desafio.

Descobrir até que idade se pode ser mãe é uma tarefa complicada, mas que pode ser respondida.

Biologicamente, a resposta para até que idade se pode ser mãe são os 24 ou 25 anos. Isso ocorre porque neste período a taxa de fertilidade é a mais alta, com mais de 20% de possibilidades de conceber.

À medida que os anos passam, esta capacidade diminui drasticamente, atingindo 8 por cento uma vez chegados os 40 anos. Os óvulos envelhecem e, junto com eles, nosso corpo também.

À medida que amadurece, aumentam as chances de sofrer determinadas doenças durante a gestação, assim como a possibilidade de um aborto.

Também aumenta o risco para a saúde do feto, já que existem certas anormalidades genéticas, como a Síndrome de Down, mais susceptíveis de aparecer.

O mesmo acontece com o parto, já que de acordo com vários estudos, o sofrimento fetal durante este é maior. Felizmente, há cada vez mais avanços científicos que permitem estender a idade para ser mãe.

Graças a isso, se reduz o risco de possíveis problemas que podem afetar tanto a grávida quanto o futuro bebê.

Até que idade se pode ser mãe?

idade se pode ser mãe

Atualmente, se perguntar até que idade se pode ser mãe começa a se tornar obsoleto. Já não é necessário atender a certos fatores, como a idade ou a capacidade reprodutiva.

Felizmente, a ciência tem criado alternativas para permitir que a mulher seja mãe se adaptando às suas necessidades de trabalho e pessoais.

O que anos atrás era visto como algo impossível tem se tornado uma realidade. É verdade que para realizar algumas dessas propostas é necessário ter certo poder aquisitivo. Mas em pouco tempo isso não será mais um problema.

Cada vez são maiores os números de casais que tentam ser pais através de outros métodos. A reprodução não é algo que diz respeito apenas às mulheres: a qualidade do esperma também diminui com a idade.

E isso não só afeta internamente, já que não se tem a mesma energia nem a mesma força que em etapas mais jovens.

Grande é o amor maternal. Mas tudo fica sublime quando se mescla com a admiração pelo filho amado

-Angel Gavinet-

Alternativas de fertilização

Fecundação in vitro

Esta técnica provém do latim “dentro do vidro”. Como o próprio nome indica, permite realizar a união do óvulo e do espermatozoide em um laboratório.

Este último é introduzido por injeção intracitoplasmática no ovócito, o qual quando se transformar em embrião, será transferido para o corpo da mãe.

Tanto o óvulo quanto o espermatozoide podem ser dos membros do casal ou de doadores anônimos. O tratamento, no entanto, geralmente é caro.

idade se pode ser mãe

Inseminação artificial

É um dos métodos mais simples. Consiste em transportar o sêmen para a cavidade uterina da mulher, favorecendo que os espermatozoides cheguem ao seu destino.

Geralmente, é usado nos casos em que a qualidade do sêmen é baixa ou os espermatozoides não possuem a mobilidade necessária.

Também é necessário que a mulher tenha a capacidade de ovular e que pelo menos uma das trompas de Falópio seja permeável.

Recomendações a considerar

Embora sempre seja uma decisão pessoal, há uma série de recomendações a considerar para determinar até que idade se pode ser mãe.

Existem muitos fatores que devem ser estudados antes de uma gravidez. Fatores que não devem ser negligenciados.

Ter pressa para conceber apenas por causa do medo da idade não é algo saudável. Pode criar inseguranças e frustrações se por algum motivo a fecundidade for adiada.

Ter um filho é uma decisão séria, que não apenas muda nosso corpo, mas também nossos hábitos.

Atrever-se a dar o grande passo requer muita maturidade e responsabilidade. Não devemos pensar apenas em nós mesmos, mas também no bem-estar do bebê.

Se quisermos ser bons pais, devemos deixar de lado o egoísmo. Portanto, trazer uma criança ao mundo requer ter um espírito generoso e uma grande capacidade de sacrifício.

Nem todo mundo é feito para ter filhos. Se optar por fazê-lo, devemos aceitar tudo o que isso implica.