As atividades que te ajudarão a se aproximar do seu parceiro

No começo de um relacionamento tudo é novo. Os dois estão se conhecendo e experimentando o que sentem ao estar juntos.
As atividades que te ajudarão a se aproximar do seu parceiro

Última atualização: 25 Dezembro, 2018

É no começo do relacionamento que você descobre os gostos e as preferências do seu parceiro e é muito provável que algum dos dois faça coisas que nunca tenha feito antes.

É exatamente este o assunto. Nesta primeira etapa, acabamos por ir a um jogo de futebol ainda que não conheçamos nada do esporte. Ao mesmo tempo, nosso parceiro provavelmente irá fazer compras alguma vez conosco, mesmo que não goste muito disso.

Então é natural que participar nas atividades em que haja interesse em comum vire um tema de rotina em que a emoção se perde pouco a pouco. Eu acho que o segredo está em sempre experimentar atividades novas.

Nesta situação, é conveniente que ambos conversem e cheguem a um acordo em relação ao que se quer fazer, ou seja, se essa atividade é prazerosa para ambos e se querem realizá-la juntos.

seu parceiro

Curtir o outro

Quando penso em atividades novas, imagino ficar em uma ilha do Caribe ou voar de parapente. Mas na verdade há atividades mais simples e que são interessantes como aprender a fazer massagem. Se ambos souberem fazer, é ótimo para o casal.

Uma boa massagem ajuda quando estamos cansados, quando estamos estressados e também serve de aperitivo para a intimidade. Tudo depende do momento, da intenção e da maneira de tocar.

Cozinhar juntos pode ser uma atividade divertida que os ajudará a se unir. Durante essa atividade, vocês podem colocar uma boa música e estimular atividades cooperativas porque os dois estão trabalhando por um objetivo em comum que também serve para alimentar.

O prato em si não tem muita importância. Pode ser um prato simples como um sanduíche com suco de laranja para o café da manhã.

Mas o importante é que vocês possam compartilhar tempo juntos e que o processo seja divertido, que os dois interajam e aproveitem aromas, sabores, cores e texturas agradáveis em todos os sentidos.

Um jantar romântico no terraço de casa pode ser o início de uma noite espetacular.

Viajar sempre é agradável, especialmente se for a um lugar novo. Durante a viagem, também pode-se deixar que ambos tenham momentos livres para ficar sozinhos.

Não há fórmulas entre casais. Mas penso que o importante é se comunicar consigo mesma e com seu parceiro, pois isso te ajudará a saber o que você quer e como pedir.

Uma viagem também sempre deixará boas lembranças. Mesmo que seja preciso superar algum inconveniente, o ato de lidar com isso normalmente gera uma história.

O bom humor é uma arma eficaz para resolver nossos conflitos, busque que seja um humor doce e sem sarcasmo.

seu parceiro

O prazer e o físico

Sair para correr, dançar, andar de bicicleta, etc. Toda atividade física pode ser aproveitada em companhia. Lembre-se que o exercício físico estimula a liberação de uma série de hormônios que produzem prazer, bom humor e motivação.

E se o exercício gera em nossos corpos tantas coisas boas, por que não fazê-lo na companhia de alguém mais?

Um estudo do Departamento de Psicologia da Universidade de Santa Clara, na Califórnia (EUA), indica que para alcançar metas relacionadas à atividade física, nos ajuda bastante ter um ponto de comparação com outra pessoa.

Não necessariamente é preciso seguir a rotina de Rocky para fazer exercícios. Você pode começar pouco a pouco, indo caminhar no parque e com o passar do tempo a intensidade do exercício pode aumentar.

Também pode-se começar aulas de dança, que eu acho absolutamente divertido. Isso vai proporcionar o aprendizado de uma atividade nova que os fará suar, rir, alcançar objetivos juntos e se divertir bastante. Na verdade, é parecido com uma boa noite de sexo.

E é justamente o sexo uma atividade física bastante prazerosa. Atreva-se a brincar na cama e inclusive a sair dela

Certamente ter uma boa condição física ajudará com que você tenha um melhor desempenho na intimidade, dará mais resistência, mais flexibilidade e – por que não? – te deixará mais criativa. Lembre-se de que podemos adaptar algumas posições às atividades amorosas.

It might interest you...
Meu filho não aceita meu novo parceiro
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Meu filho não aceita meu novo parceiro

É importante que você entenda as reações de seu filho quando lhe apresentar um novo parceiro. Por quê? As principais razões podem ser o ciúmes, o m...



  • NELDOR. (2015). El matrimonio hace a las personas más felices. Portafolio.
  • Val, A. I. del. (2004). El futuro de la familia: la familia. Iglesia Viva: Revista de Pensamiento Cristiano.
  • Melendo, T., & Granados, T. M. (2003). Matrimonio y felicidad(Vol. 736). Palabra.
  • Ceballos, G. C. (2006). CONFIDENCIAS DE CASADOS, FAMOSOS Y FELICES: Claves para crecer como matrimonio. Editorial AMAT.
  • Castillo, G. (2005). La camisa del casado feliz: el secreto de los matrimonios que funcionan. Amat Editorial.
  • Alarcón, R. (2017). Funcionamiento familiar y sus relaciones con la felicidad. Revista peruana de Psicología y trabajo social, 3(1), 61-74.
  • Núñez, B. (2007). Los secretos para un feliz matrimonio. Género y sexualidad en la segunda mitad del siglo XIX. Estudios de historia moderna y contemporánea de México, (33), 5-32. http://www.scielo.org.mx/scielo.php?pid=S0185-26202007000100005&script=sci_abstract&tlng=en
  • Moreno Martín, F. (1999). La violencia en la pareja. Revista Panamericana de Salud Pública. https://scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49891999000400008&lng=es&nrm=iso&tlng=es
  • Perles, F., San Martín, J., Canto, J., & Moreno, P. (2011). Inteligencia emocional, celos, tendencia al abuso y estrategias de resolución de conflicto en la pareja. Escritos de Psicología / Psychological Writingshttp://www.escritosdepsicologia.es/descargas/revistas/vol4num1/vol4num1_5.pdf
  • Morón Gaspar, R. (2006). Terapia integral de pareja. EduPsykhé. https://doi.org/10.1109/CVPR.2013.167