As atividades que te ajudarão a se aproximar do seu parceiro

No começo de um relacionamento tudo é novo. Os dois estão se conhecendo e experimentando o que sentem ao estar juntos.
As atividades que te ajudarão a se aproximar do seu parceiro

Última atualização: 25 Dezembro, 2018

É no começo do relacionamento que você descobre os gostos e as preferências do seu parceiro e é muito provável que algum dos dois faça coisas que nunca tenha feito antes.

É exatamente este o assunto. Nesta primeira etapa, acabamos por ir a um jogo de futebol ainda que não conheçamos nada do esporte. Ao mesmo tempo, nosso parceiro provavelmente irá fazer compras alguma vez conosco, mesmo que não goste muito disso.

Então é natural que participar nas atividades em que haja interesse em comum vire um tema de rotina em que a emoção se perde pouco a pouco. Eu acho que o segredo está em sempre experimentar atividades novas.

Nesta situação, é conveniente que ambos conversem e cheguem a um acordo em relação ao que se quer fazer, ou seja, se essa atividade é prazerosa para ambos e se querem realizá-la juntos.

seu parceiro

Curtir o outro

Quando penso em atividades novas, imagino ficar em uma ilha do Caribe ou voar de parapente. Mas na verdade há atividades mais simples e que são interessantes como aprender a fazer massagem. Se ambos souberem fazer, é ótimo para o casal.

Uma boa massagem ajuda quando estamos cansados, quando estamos estressados e também serve de aperitivo para a intimidade. Tudo depende do momento, da intenção e da maneira de tocar.

Cozinhar juntos pode ser uma atividade divertida que os ajudará a se unir. Durante essa atividade, vocês podem colocar uma boa música e estimular atividades cooperativas porque os dois estão trabalhando por um objetivo em comum que também serve para alimentar.

O prato em si não tem muita importância. Pode ser um prato simples como um sanduíche com suco de laranja para o café da manhã.

Mas o importante é que vocês possam compartilhar tempo juntos e que o processo seja divertido, que os dois interajam e aproveitem aromas, sabores, cores e texturas agradáveis em todos os sentidos.

Um jantar romântico no terraço de casa pode ser o início de uma noite espetacular.

Viajar sempre é agradável, especialmente se for a um lugar novo. Durante a viagem, também pode-se deixar que ambos tenham momentos livres para ficar sozinhos.

Não há fórmulas entre casais. Mas penso que o importante é se comunicar consigo mesma e com seu parceiro, pois isso te ajudará a saber o que você quer e como pedir.

Uma viagem também sempre deixará boas lembranças. Mesmo que seja preciso superar algum inconveniente, o ato de lidar com isso normalmente gera uma história.

O bom humor é uma arma eficaz para resolver nossos conflitos, busque que seja um humor doce e sem sarcasmo.

seu parceiro

O prazer e o físico

Sair para correr, dançar, andar de bicicleta, etc. Toda atividade física pode ser aproveitada em companhia. Lembre-se que o exercício físico estimula a liberação de uma série de hormônios que produzem prazer, bom humor e motivação.

E se o exercício gera em nossos corpos tantas coisas boas, por que não fazê-lo na companhia de alguém mais?

Um estudo do Departamento de Psicologia da Universidade de Santa Clara, na Califórnia (EUA), indica que para alcançar metas relacionadas à atividade física, nos ajuda bastante ter um ponto de comparação com outra pessoa.

Não necessariamente é preciso seguir a rotina de Rocky para fazer exercícios. Você pode começar pouco a pouco, indo caminhar no parque e com o passar do tempo a intensidade do exercício pode aumentar.

Também pode-se começar aulas de dança, que eu acho absolutamente divertido. Isso vai proporcionar o aprendizado de uma atividade nova que os fará suar, rir, alcançar objetivos juntos e se divertir bastante. Na verdade, é parecido com uma boa noite de sexo.

E é justamente o sexo uma atividade física bastante prazerosa. Atreva-se a brincar na cama e inclusive a sair dela

Certamente ter uma boa condição física ajudará com que você tenha um melhor desempenho na intimidade, dará mais resistência, mais flexibilidade e – por que não? – te deixará mais criativa. Lembre-se de que podemos adaptar algumas posições às atividades amorosas.

Pode interessar a você...
Meu filho não aceita meu novo parceiro
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Meu filho não aceita meu novo parceiro

É importante que você entenda as reações de seu filho quando lhe apresentar um novo parceiro. Por quê? As principais razões podem ser o ciúmes, o m...



  • NELDOR. (2015). El matrimonio hace a las personas más felices. Portafolio.
  • Val, A. I. del. (2004). El futuro de la familia: la familia. Iglesia Viva: Revista de Pensamiento Cristiano.
  • Melendo, T., & Granados, T. M. (2003). Matrimonio y felicidad(Vol. 736). Palabra.
  • Ceballos, G. C. (2006). CONFIDENCIAS DE CASADOS, FAMOSOS Y FELICES: Claves para crecer como matrimonio. Editorial AMAT.
  • Castillo, G. (2005). La camisa del casado feliz: el secreto de los matrimonios que funcionan. Amat Editorial.
  • Alarcón, R. (2017). Funcionamiento familiar y sus relaciones con la felicidad. Revista peruana de Psicología y trabajo social, 3(1), 61-74.
  • Núñez, B. (2007). Los secretos para un feliz matrimonio. Género y sexualidad en la segunda mitad del siglo XIX. Estudios de historia moderna y contemporánea de México, (33), 5-32. http://www.scielo.org.mx/scielo.php?pid=S0185-26202007000100005&script=sci_abstract&tlng=en
  • Moreno Martín, F. (1999). La violencia en la pareja. Revista Panamericana de Salud Pública. https://scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49891999000400008&lng=es&nrm=iso&tlng=es
  • Perles, F., San Martín, J., Canto, J., & Moreno, P. (2011). Inteligencia emocional, celos, tendencia al abuso y estrategias de resolución de conflicto en la pareja. Escritos de Psicología / Psychological Writingshttp://www.escritosdepsicologia.es/descargas/revistas/vol4num1/vol4num1_5.pdf
  • Morón Gaspar, R. (2006). Terapia integral de pareja. EduPsykhé. https://doi.org/10.1109/CVPR.2013.167