Baby planner: o que é e como pode ajudar você?

Pedir ajuda a um baby planner pode ser o primeiro passo para começar a organizar a experiência da maternidade.
Baby planner: o que é e como pode ajudar você?

Última atualização: 02 agosto, 2022

A criação dos filhos é um universo cheio de incertezas, recomendações e dúvidas sobre por onde começar, mesmo quando lemos os últimos livros recomendados.

Embora cada pequeno seja um desfio único, a chegada do primeiro filho da família dobra as apostas e alguns conselhos podem parecer confusos. Por isso, é importante usar recursos próprios que nos permitam conhecer, nos informar, nos sentir seguros e nos preparar para o que está por vir.

Sempre haverá uma parcela de surpresa, típica de qualquer relacionamento em pleno desenvolvimento, mas também há muito que podemos fazer para nos conectar com a maternidade e torná-la uma experiência agradável. O conselho de um baby planner pode ser uma dessas boas ferramentas, por isso vamos contar do que se trata.

Baby planner: o que é

mulher grávida sentada na cama notebook birome notebook ramo de oliveira broto vida
Antes de o bebê chegar há muitas coisas para planejar, organizar e antecipar. Portanto, se você não pode fazer tudo sozinha, não deixe de considerar a ajuda de um baby planner.

O baby planner é uma das formas de conhecer o serviço de apoio e aconselhamento para a maternidade e a paternidade. É especialmente útil para iniciantes, pois a experiência realmente vira seu mundo de cabeça para baixo. E como existem tantas versões e conselhos sobre o melhor e o pior da paternidade, é necessário encontrar um norte.

Nesse sentido, um baby planner pode dar uma ideia geral de como se organizar e ajuda a definir prioridades, orientando no curto e médio prazo. Ele desempenha um papel fundamental ao mostrar diferentes opções e, principalmente, ao ajustar expectativas e desarmar ideias ou planos únicos.

Ter essa ajuda pode lhe dar serenidade e calma em uma situação que, por si só, é estressante. Planejamento não deve ser confundido com rigidez, pois pensar no futuro não implica apegar-se a uma única ideia. Tampouco se trata de “tirar o protagonismo” do pai, mas de facilitar uma experiência para viver esse momento em plenitude.

É muito importante observar que o serviço prestado por um baby planner não substitui outros recursos que preparam as mulheres para a maternidade. Em outras palavras, não é um processo terapêutico, nem substitui os exames médicos ou obstétricos. Pode ser um complemento muito útil e prático, mas não confunda as funções.

Por fim, é verdade que nem todas as pessoas poderão contratar esse serviço profissional. No entanto, é bom poder pensar em alternativas para isso, como usar um caderno ou planner para anotar todos os objetivos ou tarefas que deseja realizar, assim como os recursos e orçamentos disponíveis para lidar com essa nova realidade.

Como um baby planner pode ajudar você?

A seguir, vamos compartilhar algumas ideias sobre como a ajuda de uma pessoa com experiência em maternidade e paternidade pode ser útil.

  • É uma forma de fazer a transição para o novo papel que você terá que ocupar. Se para cada decisão que tomamos em nossas vidas nos preparamos, então tornar-se pais não deve ser a exceção. Também está ajudando você a tomar suas próprias decisões em meio a um turbilhão de conselhos e experiências de outras pessoas.
  • Serve para fazer contato com seu estado emocional, para começar a medir como você se sente com a mudança que sua vida vai dar. Muitas vezes, acredita-se que o instinto materno se desenvolverá naturalmente, mas na verdade é um vínculo único e dinâmico que se constrói com o bebê em um momento de revolução e mudança.
  • É o ponto de partida para refletir sobre a parentalidade e o modelo que você pretende aplicar na sua casa. Muitas vezes repetimos modelos de maneira acrítica, por inércia, porque sempre vimos as coisas serem feitas desse modo. No entanto, parar para pensar no que queremos nos dá a oportunidade de tomar nossas próprias decisões e trilhar nosso próprio caminho.
  • Ajuda você a otimizar seu tempo, a entender quais são as necessidades que devem ser atendidas em primeiro lugar e quais são secundárias. Ao mesmo tempo, também pode orientar sobre os acessórios essenciais e os menos necessários. Na necessidade de ter “tudo sob controle”, mais de uma vez são feitas despesas com elementos que não são úteis.
  • É uma fonte de informações atualizadas sobre tendências e pesquisas sobre questões parentais (desenvolvimento infantil, vinculação, amamentação, puerpério, entre outras). Muitas vezes, nos deixamos levar pelos conselhos de terceiros e não investigamos a origem das coisas, o que pode nos levar a cometer erros.
mãe e pai com bebê recém-nascido nos braços
A chegada de um novo membro à família é um evento que traz mudanças psicológicas, físicas, hormonais e sociais. Por isso, é importante se preparar para vivê-lo ao máximo.

A importância de se preparar

A maternidade não implica buscar a perfeição. Em vez disso, trata-se de construir equipes: com seu parceiro (se presente), com sua família, com sua rede de amigos. Além disso, baseia-se em reconhecer esses pontos fortes e aproveitá-los, bem como identificar os pontos fracos e enfrentá-los.

Por fim, trata-se de buscar uma experiência de maternidade que possa ser usufruída, que nos permita conectar com o bebê que está nossa frente, que seja vivida como um momento de aprendizado e crescimento. Embora haja mudanças, o estresse não deve ser maior nesse processo de adaptação. Tornar-se mãe e pai requer a capacidade de ser flexível, adaptável e realista com a mudança para que possamos aceitá-la no dia a dia.

Featured-post url=”https://eresmama.com/unforgettable-moments-you-will-live-with-your-children-in-every-stage-of-your-childhood/”]



  • Verea, C. P. (2004). “Malas madres”: la construcción social de la maternidad. Debate feminista, 30, 12-34.
  • de María Cáceres-Manrique, F., Molina-Marín, G., & Ruiz-Rodríguez, M. (2014). Maternidad: un proceso con distintos matices y construcción de vínculos. Aquichan, 14(3), 3196-326.