Benefícios de escolarizar as crianças antes dos três anos

Muitas famílias poderiam não concordar com escolarizar as crianças sendo tão pequenas. No entanto, estudos têm mostrado que pode ser benéfico porque as lições aprendidas durante a primeira fase da vida são mais duradouras.

Embora os especialistas já tenham determinado que o desempenho de crianças com menos de três anos melhora em áreas como matemática, ciências e linguagem, não há muitas instituições públicas de ensino que oferecem opções para essa etapa da educação infantil. No caso da educação particular é mais ou menos o mesmo, mas com um pouco mais de opções.

Nesse caso, os estudos têm determinado que são muito inferiores as taxas de crianças escolarizadas aos três anos ou antes, o que é um reflexo de que por várias razões os pais acham que é mais difícil tomar esta iniciativa.

Isto é, embora não seja uma obrigação que a criança tenha mais de três anos para começar a escola, a maioria das famílias têm seguido esse costume.

escolarizar as crianças

Em quê o estudo foi baseado?

De acordo com o Instituto Nacional de Avaliação Educacional, existem vários fatores que influenciam no efeito que a educação tem sobre os estudantes quando entram na escola. Portanto, o estudo se baseou nas diferenças que as crianças têm  quanto ao seu amadurecimento cognitivo.

Embora seja verdade que as crianças com mais de três anos deveriam ter um nível superior em termos de maturidade, sabe-se também que crianças menores têm desenvolvido e interiorizado aprendizagens muito complexas.

Nessa idade, a criança deve dominar pelo menos uma estrutura linguística e ter convivido com elementos de espaço, tempo e valor numérico desde o seu nascimento.

Aos três anos uma criança é capaz de falar, compreender e ser compreendida; pode comer, provavelmente já deixou a fralda e dependendo do estímulo recebido em casa, é capaz de identificar formas, cores e texturas. Nesse sentido, não há diferenças marcantes entre a idade anterior mais próxima e a idade acostumada para a escolaridade.

Para obter resultados quanto ao rendimento acadêmico, os pesquisadores analisaram pequenos estudantes da quarta série que tinham sido escolarizados antes dos três anos. O diagnóstico revelou que eles podem ter uma vantagem superior de até quarenta pontos, o que é inverso no caso de crianças que são economicamente desfavorecidas.

A esse respeito, o estudo avaliou cerca de vinte mil crianças espanholas que cursavam a quarta série; a avaliação se concentrou sobre quatro áreas gerais, tais como matemática, linguística, interação social e cidadania, e conhecimento do mundo físico. A análise dos resultados levou a concluir que as diferenças favoreceram as crianças escolarizadas antes dos três anos.

escolarizar as crianças

É benéfico escolarizar as crianças antes dos três anos?

De acordo com estudos a este respeito, sim, é benéfico escolarizar as crianças antes dos três anos. Nesse caso, as crianças que começaram a frequentar as aulas a partir de três anos estavam em desvantagem com relação àquelas que já tinha começado antes um ciclo da educação infantil não obrigatório na educação privada.

Isto também mostra que por falta de lugares para receber esses jovens estudantes na educação pública, aquelas crianças menos favorecidas socioeconomicamente também entram em desvantagem. Da mesma forma, o estudo descobriu que as crianças menores não alcançam rapidamente as competências necessárias. Isso implica, portanto, que cabe a elas lidar com propostas mais complexas sem qualquer experiência.

Os benefícios da escolarização precoce focaliza nas competências matemáticas e linguísticas, o que aumenta as vantagens na comunicação e no desenvolvimento das outras áreas restantes. Por isso, é uma vantagem apreciável de maneira individual no aluno, como a nível de educação institucional, porque a educação eleva seus padrões.

A esse respeito, os especialistas aconselham aumentar o número de vagas disponíveis para a educação infantil e que também sejam incorporados programas mais avançados. Isto é, os conteúdos do primeiro ciclo de educação devem ser modificados para que se ofereça um nível básico de instrução matemática e de leitura.

No entanto, outros fatores podem afetar a aquisição ou não desses benefícios porque a estrutura curricular da instituição, a formação e metodologia do ensino, assim como a qualidade da educação na escola, podem determinar se a criança é favorecida nesta primeira instância.

Recomendados para você