Benefícios do método canguru para bebês

07 Dezembro, 2016

O método canguru para bebês é cada vez mais popular entre as mamães que acabaram de dar a luz. Ele é indicado para todos os bebês, não somente aqueles que nasceram prematuros. Todas as mães possuem um vínculo inquebrável com seus filhos. Algumas relações entre pais e filhos são mais fortes que outras. Mas a verdade é que há muitas crianças que podem sentir falta de afeto por parte dos pais.

Essa sensação vai fazer com que essas crianças tenham notas mais baixas na escola. Ou talvez possa fazer com que elas sofram por sentir que não estão conectadas com seus pais.

A forma mais fácil de começar a construir o apego com os filhos é praticar desde o primeiro momento em que os pequenos chegam ao mundo. É necessário manter o contato pele com pele com o recém-nascido, tanto o pai como a mãe. Esses momentos vão estabelecer as interações dos pais com os filhos durante o resto da vida deles. Você que conhecer alguns benefícios do método canguru para os bebês? Assim, se você já está esperando um bebê poderá saber a importância de colocar em prática esse método assim que seu pequeno nascer.

Seu bebê vai regular melhor a temperatura corporal

Quando seu bebê estava no útero não precisava regular sua temperatura. Entretanto, quando nasce, passa a ser vital realizar esse processo. A melhor forma de contribuir com esse controle é deixar o bebê pele com pele com a mãe, já que ela naturalmente tem a pele na mesma temperatura que o útero (para acolher o bebê no momento do nascimento). Como você pode perceber, a natureza é muito sábia! Assim, o bebê pode se adaptar mais facilmente ao ambiente à sua volta.

Não é uma prática exclusiva das mães

O contato pele com pele, porém, não é somente coisa das mamães. Os papais também podem (e devem) praticar o método canguru junto com a mamãe. Dessa maneira, os pais poderão se certificar de que o vínculo com seu bebê será mais forte. As crianças se sentirão seguras e protegidas também quando estiverem com o pai.

metodo-canguru2

Estimula o desenvolvimento cerebral

Quando se pratica o método canguru com bebês recém-nascidos eles podem passar a receber uma estimulação cerebral melhor. Há estudos que demonstram que as crianças que receberam esse método ao nascer por parte dos seus pais possuem aos 15 anos um desenvolvimento intelectual melhor que aqueles que foram colocados em incubadoras. Esse estudo analisou tanto bebês prematuros como os que nasceram no tempo previsto.

Isso acontece devido ao método canguru, onde os bebês podem dormir melhor, estabilizam o ritmo cardíaco e o oxigênio é mais bem absorvido. Por esses motivos o cérebro se desenvolve muito melhor.

Dormem melhor

As crianças que nascem e podem se beneficiar do método canguru vão conseguir dormir muito melhor que os bebês cujos pais não praticam ou os que são colocados em incubadoras. Graças à pele com pele eles se sentem mais seguros e, portanto, vão dormir muito melhor.

Ganham mais peso

Por regular a temperatura graças à pele da mãe, os bebês não precisam gastar a própria energia para regular a temperatura. Assim, essa energia é usada para promover o crescimento.

Além disso, graças ao contato da pele com pele os bebês podem cheirar a mãe e conseguem saber exatamente onde está o mamilo. Eles mesmo procuram os mamilos para mamar e começar mais cedo a amamentação (também se produz mais leite).

metodo-canguru

Reduz o estresse do bebê

Ao nascer, os bebês passam por um período de estresse muito grande, já que passam de um ambiente seguro e confortável, o útero, para fora dele, onde tudo é incerto, cheio de barulhos e com temperaturas estranhas. Quando um bebê recém-nascido fica por 10 minutos pele com pele com sua mãe o hormônio cortisol começa a diminuir e aumentam os níveis de ocitocina. Isso quer dizer que o bebê deixa de ficar estressado e passa a ficar mais calmo, feliz e tranquilo com sua mãe.

Como você pode comprovar, os benefícios do método canguru para bebês recém-nascidos são muitos. Por isso, é necessário que todos os novos pais saibam praticá-lo. Você gostaria de incluir mais algum benefício a esta lista?

 

  • Anisfeld F, Lipper E. (1983). Early contact, social support and mother-infant bonding. Pediatrics 1983; 72:79-83.
  • Closa R, Moralejo J, Ravés M, Martínez MJ, Gómez A. (1998). Método canguro en recién nacidos prematuros ingresados en una Unidad de Cuida- dos Intensivos Neonatal. An Esp Pediatr 1998; 49: 495-8.
  • Guerrero, M. D. (2005). El método canguro. Canarias pediátrica, 29(1), 17-22. http://portal.scptfe.com/wp-content/uploads/2017/09/Metodo_canguro.pdf
  • Monasterolo, R. C. (1998). Método canguro en sala de partos en recién nacidos a término. An Esp Pediatr, 48, 631-633. http://www.aeped.es/sites/default/files/anales/48-6-12.pdf