Brincos nas meninas: colocar ou não

· 19 de janeiro de 2019
Você está ciente dos riscos de colocar brincos nas meninas enquanto ainda são bebês? Sabe por que se costuma fazer isso? Vamos te contar porque muitas pessoas questionam essa prática e até mesmo a consideram uma forma de violência infantil.

Colocar brincos nas meninas desde bebês é um costume profundamente enraizado em diferentes partes do mundo. Isso é feito por razões estéticas, principalmente. No entanto, muitas pessoas são contra essa prática, que passou a ser considerada uma forma de abuso infantil.

Talvez você nunca tenha parado para pensar sobre os fundamentos dessa decisão, que muitos pais tomam no momento em que descobrem que o bebê que está a caminho é uma menina. Simplesmente, isso geralmente é feito por costume ou pelo gosto dos pais.

No entanto, nos últimos tempos, surgiram muitas vozes contra a perfuração das orelhas das meninas.

No Reino Unido, até mesmo a sua proibição é solicitada através de abaixo-assinados em plataformas digitais. Entretanto, será que é mesmo um risco real para a saúde das bebês?

Por que não colocar brincos nas meninas?

Aqueles que se opõem a essa decisão afirmam que é um ato que não traz nenhum benefício para as crianças. De fato, veem isso como um ato de sofrimento desnecessário. Quando suas orelhas são perfuradas, as crianças sentem medo, dor e angústia.

Tudo isso, afirmam, pelo simples fato de satisfazer um capricho de seus pais. Como é uma questão de beleza, as meninas estão sendo submetidas a uma prática sem sentido e totalmente desnecessária.

No entanto, muitas pessoas comentam que tal bebê não chorou ao ter a orelha perfurada. Portanto, concluem que “não dói”. É importante esclarecer que não é bem assim.

O sistema nervoso dos bebês ainda é imaturo. Como consequência, sua resposta a diferentes estímulos pode variar de acordo com cada situação. No entanto, os processos neuronais que ocorrem no seu cérebro são os mesmos, assim como o estresse e a tensão gerados neles devido a essa dor.

Bebê sorrindo na cama

Existe risco de infecção?

Embora sejam usados materiais preparados especialmente para a perfuração que são hipoalergênicos, alguns organismos podem não reagir da melhor maneira. Nesses casos, é possível que haja uma infecção na orelha da menina.

Para reconhecê-la, basta detectar algum dos seguintes sintomas na área:

  • Inchaço.
  • Vermelhidão.
  • Presença de pus.
  • Sensibilidade ao toque, que vai se manifestar através de resmungos ou choro.

Se a sua bebê apresentar algum destes sintomas, não espere de forma alguma que desapareçam por conta própria. As infecções podem causar doenças mais graves, tais como reações alérgicas graves, pericondrite e formação de queloides, entre outras.

Portanto, é aconselhável consultar um pediatra o mais rápido possível. Não tente remover o brinco sozinha, pois você pode causar muita dor à bebê e até mesmo machucá-la ainda mais.

Sinal de violência infantil

As campanhas que lutam pela proibição desse ato apontam para ele como uma forma de violência infantil, e também o enquadram como uma questão de gênero.

Afinal, afirmam, é uma maneira de ‘identificar’ as mulheres por razões puramente culturais.

Certamente, existem abusos muito mais aberrantes e cruéis. No entanto, colocar brincos nas meninas não deixa de ser uma decisão dos pais – seja o homem ou a mulher – que gera uma dor desnecessária à bebê.

Posições quanto a colocar ou não brincos nas meninas

Por que colocar brincos nas meninas?

No outro extremo, podemos encontrar aqueles que apoiam e reproduzem essa tradição. Muitos fizeram isso com suas filhas e não veem nada de errado em colocar brincos nelas.

Entre seus principais argumentos, podemos encontrar o de que ficam muito bonitos, que servem para diferenciar o sexo quando a bebê ainda é muito pequena e que, ao fazê-lo em uma idade tão precoce, se evita uma dor maior no futuro.

Um ponto a favor dos que decidem fazer isso é que, em geral, os hospitais oferecem a alternativa de fazer isso assim que a bebê nasce.

Além da conveniência ou não do momento, a verdade é que, dessa forma, é possível fazer o procedimento em um ambiente higiênico, com todo o cuidado que é necessário para cuidar da saúde.

Como sempre, as posições são variadas e todas são igualmente válidas. No entanto, a discussão nos ajuda a parar de fazer algo simplesmente por ‘tradição’ e refletir sobre seus benefícios e desvantagens.

Então, você já sabe: pense duas vezes antes de comprar brincos para a sua bebê ou antes de presenteá-los para uma grávida que você conheça.