Cicatrizes no abdômen e gravidez: recomendações e cuidados

As cicatrizes podem terminar seu processo de forma defeituosa e causar complicações ao longo do tempo. Aqui vamos contar como cuidar delas durante a gravidez. Confira!
Cicatrizes no abdômen e gravidez: recomendações e cuidados

Última atualização: 03 julho, 2022

As cicatrizes no abdômen podem incomodar e afetar a aparência, mas também podem levar a complicações durante a gravidez. Por isso, neste artigo apresentaremos alguns pontos que você deve levar em conta ao cuidar deles, principalmente se for gestante. Te interessa?

O que são as cicatrizes?

As cicatrizes são o resultado inevitável e normal do processo de reparo tecidual após uma lesão. Em geral, podem ser queimaduras, cortes, perfurações ou processos inflamatórios, como a acne.

Na cicatrização, o tecido original é substituído por um tipo fibroso, que é forte, mas de aparência diferente. Isso acontece porque as fibras de colágeno que o compõem são mais espessas do que as da pele saudável e estão dispostas aleatoriamente.

Além disso, o tecido cicatricial sofre um processo de remodelação ao longo das linhas de tensão e durante esse processo pode desenvolver aderências aos tecidos profundos. É por isso que é tão importante oferecer cuidados adequados às feridas para evitar cicatrizes anormais.

Tipos de cicatrização

Como mencionamos anteriormente, as cicatrizes são áreas de tecido mais fibrosas que as originais e, em certos casos, podem se desenvolver de forma irregular. Aqui estão três tipos possíveis de cicatrizes:

  • Queloides: são crescimentos duros, lisos e benignos que se formam quando o tecido cicatricial cresce demais. Eles se elevam a mais de 4 mm da pele, crescendo além dos limites da incisão ou ferida original. Podem crescer e evoluir com o tempo.
  • Hipertróficas: são crescimentos elevados, raramente mais de 4 mm acima da pele, rosa ou vermelho.
  • Atróficas: são cicatrizes afundadas, também podem ser chamadas de lesões de picador de gelo. A cicatriz se forma sob o tecido circundante, criando uma covinha.
Cicatrizes em crianças são muito comuns devido à sua ânsia de explorar.
As cicatrizes queloides se formam em pessoas com predisposição para desenvolvê-las. No entanto, um bom cuidado externo pode melhorar sua aparência.

Quais cuidados devem ser oferecidos às cicatrizes?

Embora o processo de reparo tecidual seja espontâneo e geneticamente programado, com alguns cuidados específicos é possível melhorar os resultados.

1. Massagem das novas cicatrizes

Durante o processo de proliferação cicatricial, a massagem desempenha um papel benéfico e importante. Por um lado, estimula a síntese de colágeno e, por outro, previne a formação de aderências aos planos profundos. Por sua vez, o estresse mecânico proporcionado por essa técnica contribui para a reorganização das fibras colágenas.

2. Controle das aderências em gestantes

É importante ter em mente que, no caso de ter cicatrizes pré-gestacionais, é aconselhável solicitar uma avaliação profissional para descartar a presença de aderências. Se houver, o médico tentará retirá-las total ou parcialmente.

As aderências cicatriciais são semelhantes aos cordões de tecido fibrótico que se desenvolvem dentro das cicatrizes quando não recebem os devidos cuidados. Embora possam se formar em qualquer parte do corpo, são mais frequentes no abdômen e essa área merece atenção especial da futura mamãe.

Por isso, sempre que houver histórico de cirurgias, como cesarianas, é necessário dar às cicatrizes a atenção necessária e os cuidados pertinentes.

3. Nutrição do tecido fibrótico

As mulheres grávidas podem sentir dor e coceira na área da cicatriz, ou até mesmo restringir determinados movimentos devido ao desconforto causado. Cremes ou óleos são úteis na prevenção de complicações do tecido cicatricial e na restauração da aparência natural da pele.

A escolha do produto cosmético adequado dependerá de vários fatores, como o tipo de cicatriz a ser tratada, a reação da pele ou os componentes do creme.

As cicatrizes no abdômen durante a gravidez

De acordo com uma publicação da American Academy of Dermatology Association, muitas das cicatrizes podem desaparecer com o tempo, exceto as queloides ou as deprimidas.

No entanto, a medida mais importante para uma boa cicatrização é a prevenção. Aqueles que têm fatores de risco para desenvolver cicatrizes anormais devem evitar cirurgias eletivas e tratar doenças inflamatórias da pele, como a acne.

À medida que a gravidez avança, as cicatrizes anteriores podem começar a incomodar ou coçar. O prurido é consequência da distensão do tecido cutâneo e geralmente se manifesta ao redor de cicatrizes.

Hidrate sua pele todos os dias!

A aplicação regular de óleos ou cremes antiestrias ajuda a estimular a produção de elastina e colágeno na pele. Além disso, proporcionam outros benefícios a esse tecido como:

  • Nutrição e hidratação.
  • Maior flexibilidade da superfície da pele.
  • Reparação de fibras de colágeno danificadas.

O mais importante é manter a consistência na aplicação dos produtos cosméticos. De fato, seu uso é recomendado pelo menos duas vezes ao dia e priorizando alguns componentes como rosa mosqueta, ácido hialurônico e centella asiatica.

A cicatrização dos pontos após o parto é muito importante para que cicatrizem mais rápido e não haja infecções.
Após a cesariana, você deve verificar suas feridas com seu médico. Assim, poderá detectar aderências e resolvê-las em tempo hábil.

As cicatrizes após o parto

Quando há cicatrizes de cirurgias anteriores, elas podem ser usadas para fazer novas incisões em futuras cesarianas. Se as aderências forem tratadas corretamente, não haverá mais desconforto ou complicações a serem resolvidas.

Por isso, a consulta com o profissional após as cirurgias é recomendada, a fim de rever as condições das cicatrizes e analisar a necessidade de sessões de fisioterapia.

Sobre os cuidados com as cicatrizes durante a gravidez podemos dizer…

Como você viu, as cicatrizes não são perigosas ou fatais para as mulheres grávidas, mas podem causar certas limitações e complicações em algum momento da vida. Portanto, recomenda-se realizar os acompanhamentos necessários para detectar aderências e gerenciá-las em tempo hábil. Acima de tudo, antes de uma nova gestação.

Pode interessar a você...
Dicas para disfarçar as cicatrizes das crianças
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Dicas para disfarçar as cicatrizes das crianças

Essa planta tem muitas propriedades curativas e seus cristais são usados para disfarçar cicatrizes em crianças e adultos: confira!



  • Scars: will my scar go away? [Internet] Disponible en: https://www.aad.org/public/diseases/a-z/scars-go-away
  • Carswell L, Borger J. Hypertrophic Scarring Keloids. [Updated 2022 Feb 5]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2022 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK537058/
  • Ault P, Plaza A, Paratz J. Scar massage for hypertrophic burns scarring-A systematic review. Burns. 2018 Feb;44(1):24-38. doi: 10.1016/j.burns.2017.05.006. Epub 2017 Jun 29. PMID: 28669442.