Ciclos menstruais irregulares

6 de junho de 2019
Os fatores físicos e emocionais não andam separadamente. De fato, tudo influencia, em maior ou menor grau, o nosso organismo.

Os ciclos menstruais irregulares podem surgir como resultado de uma combinação de fatores tanto físicos quanto emocionais. Embora nem todos se manifestem na mesma intensidade, sua presença afeta o nosso bem-estar. Os mais óbvios são a amamentação e a fase anterior à menopausa.

Independentemente da causa, os ciclos menstruais irregulares são motivo de grande preocupação, uma vez que considera-se que a saúde está em risco. Embora esse nem sempre seja o caso, é importante prestar atenção aos sinais do corpo. Certamente, sempre deve ser o médico quem vai determinar o estado de saúde de uma pessoa.

Quando o ciclo menstrual é considerado irregular?

Quando um ciclo menstrual tem menos de 21 dias, ele é chamado de ‘polimenorreia’. Se ele se prolonga além de 35 dias, é conhecido como ‘oligomenorreia’. Em ambos os casos são irregulares, já que na maioria das mulheres os ciclos normais têm entre 21 a 35 dias, com poucas mulheres tendo ciclos de 28 dias.

Além disso, quando a menstruação dura mais de 7 dias e a quantidade é superior a 80 ml, também é possível dizer que há uma irregularidade. Nesses casos, é necessário procurar o ginecologista, que vai fazer uma avaliação completa da paciente e determinar, dependendo do que for necessário, um tratamento.

Ciclo menstrual irregular

Quando há maior inconstância?

Após a primeira menstruação, durante um período de 2 anos, os ciclos menstruais são irregulares em muitas mulheres. Além disso, eles também ocorrem 3 anos antes da menopausa.

Isso acontece porque, durante esses períodos, em entre 6% a 34% das mulheres ocorre a anovulação, um desequilíbrio hormonal que impede os ovários de liberar óvulos maduros.

Causas de ciclos menstruais irregulares

Os desequilíbrios hormonais são frequentes na adolescência e antes da menopausa. Em algumas mulheres, isso pode causar um descontrole do ciclo menstrual.

Em geral, as afecções do tipo psicossomático são as que mais afetam o desequilíbrio orgânico. Portanto, estresse e ansiedade são uma das principais razões para o descontrole e até mesmo a ausência transitória da menstruação. No nível físico, o mau funcionamento da tireoide também pode causar irregularidades.

Em outros casos, os ciclos menstruais irregulares ocorrem devido a um distúrbio da ovulação chamado de síndrome do ovário policístico. Como os ovários têm cistos, o equilíbrio natural do organismo é alterado e, por consequência, a menstruação também.

Por outro lado, o diabetes e os transtornos alimentares, tais como bulimia e anorexia, também causam irregularidades. Além disso, também são a causa tanto de perda quanto de ganho de peso drástico, em pouco tempo.

A adolescência e as irregularidades

Há mulheres jovens cujo ciclo menstrual funciona como um relógio. No entanto, existem mulheres para as quais a menstruação muda de data todos os meses e, às vezes, pode ficar ausente por um mês.

Também pode acontecer que mulher menstrue 2 vezes no mesmo mês. Vale a pena destacar que isso não é um problema, desde que o ciclo tenha entre 21 e 35 dias.

Quanto ao número de dias de duração da menstruação, pode variar a cada mês. Em geral, a duração varia de apenas 2 dias a uma semana. Isso ocorre porque a concentração hormonal do organismo varia a cada mês, o que influencia a duração e a quantidade de sangue.

A amamentação e o ciclo menstrual

Durante a amamentação, o ciclo menstrual varia em cada mulher. Algumas passam de 4 a 5 meses ou até mesmo 12 meses sem menstruação. Isso geralmente acontece quando a amamentação é exclusiva e há um período de intervalo máximo de 6 horas entre as mamadas.

Por consequência, a produção de leite inibe o hormônio responsável pelo período da menstruação. Isso não deve ser motivo de preocupação, pois faz parte de um processo natural do corpo.

Sinais

  • Surto de acne.
  • Alterações de humor.
  • Dores de cabeça.
  • Irritabilidade e hipersensibilidade.
  • Dor e rigidez nas costas.
  • Irregularidade no padrão de sono.
  • Inflamação dos seios, que ficam inchados e endurecidos.
Tratamento para os ciclos menstruais irregulares

Tratamento

Para ciclos menstruais irregulares, o ginecologista indica o tratamento apropriado em cada caso em particular. Geralmente, o tratamento inclui contraceptivos e alguns suplementos nutricionais, os quais ajudam a manter o equilíbrio hormonal e regulam o ciclo menstrual.

Enquanto isso, para ciclos menstruais irregulares causados pela menopausa e pela puberdade, não há tratamento médico indicado a menos que haja uma doença subjacente.

Ciclos menstruais irregulares: algumas recomendações

É necessário descansar o suficiente e evitar o estresse. Uma boa alimentação influencia positivamente o organismo tanto física quanto emocionalmente. Além disso, faça atividades físicas, tais como esportes e exercícios, de acordo com a sua capacidade.

Mantenha uma higiene adequada quando estiver menstruada e faça o tratamento corretamente, caso indicado pelo médico.

O fato de ter ciclos menstruais irregulares pode ser um problema de saúde. No entanto, você pode lidar com a situação conhecendo o seu caso e seguindo as recomendações específicas.