Os sintomas mais comuns da ovulação

5 de agosto de 2018
Cada corpo se manifesta de maneira diferente. As mulheres devido ao ciclo menstrual podem perceber sinais de muitas coisas que ocorrem em seu corpo, entre elas a ovulação. Quais seriam os sintomas da evolução?

O corpo de cada mulher é diferente. Por isso, responderá à sua maneira diante dos sintomas da ovulação e de outras mudanças hormonais que experimentar.

Em alguns casos as mulheres tem a precisão de um relógio nos seus ciclos, e ovulam no mesmo dia de cada mês. Enquanto outras não podem precisar com exatidão a data da ovulação já que pode variar. Antes de nos aprofundar nesse assunto, é preciso definir:

O que é a ovulação?

Quando um dos ovários libera um óvulo se diz que ocorreu uma ovulação. Uma vez liberado, o óvulo pode ser fertilizado e implantado no útero, propiciando assim o começo da gravidez.

O período mais fértil de uma mulher acontece cinco dias antes e no mesmo dia da própria ovulação. Nos últimos três dias desse processo é quando a mulher tem mais chances de engravidar.

Algumas mulheres pensam que seu ciclo menstrual começa e termina com a menstruação e a verdade ela é que é apenas uma parte. A menstruação traz consigo sintomas físicos e emocionais. No entanto, o ciclo menstrual não é o único evento que envia sinais.

Os sintomas da evolução são notórios em algumas garotas e para outras passam despercebidos. É muito provável que quem os experimentou, não os associe com a ovulação. Por isso aqui descreveremos alguns deles para que você possa reconhecê-los.

Os sintomas mais comuns da ovulação

Sintomas mais comuns da ovulação

1. Dor de cabeça

Esse é um dos sintomas mais comuns. A presença desse mal-estar não deve causar preocupação, mas se sua intensidade for considerável é aconselhável consultar um médico para buscar um tratamento alternativo.

Se a mulher é regular na suas datas de menstruação, pode constatar que está com dor de cabeça devido à ovulação, e não por outro motivo.

A carga hormonal que varia no organismo é o que causa esse incômodo. Algumas mulheres, inclusive, apresentam enxaquecas menstruais nesses períodos.

Devido aos contraceptivos orais, essas dores podem aumentar de intensidade e frequência. Nesses casos recomenda-se consultar o ginecologista para mudar a marca da pílula ou inclusive o método contraceptivo. É possível reconhecer esse tipo de enxaqueca porque na maioria dos casos aparece só de um lado da cabeça.

2. Mudança de humor

A variação hormonal pode provocar mudanças de humor. A tristeza e a alegria interferem no ânimo da mulher durante o dia.

3. Mudanças no muco cervical

O muco cervical tem uma aparência gelatinosa e transparente quando a mulher está ovulando ou está próxima de ovular. Uma maior quantidade de fluxo úmido indica que a ovulação está em andamento.

4. Variações na temperatura basal do corpo

Antes de ovular essa temperatura é muito constante. Um dos sintomas da ovulação é a possível diminuição da temperatura basal no início e logo um aumento drástico imediatamente após o processo. Com o acompanhamento mensal desse sintoma, é possível prever quando será a ovulação.

5. Aumento do desejo sexual

A vontade de ter relações sexuais e as probabilidades de ficar excitada aumentam.

6. Vagina mais sensível e inchada

É possível notar um leve inchaço na vulva, além de um aumento na sensibilidade.

7. Dores abdominais

É possível a ocorrência de cólicas ou dores abdominais no momento da ovulação.

8. Dores nas costas e nos rins

A presença de algumas cãibras de baixa intensidade na região lombar inferior. Isso pode provocar uma posição inadequada do corpo ao andar ou ao ficar sentada.

9. Aumento na quantidade de gases

O processo de ovulação da mulher aumenta a produção de gases. Isso é realmente incômodo e contribui para que a possível dor de estômago cause maiores desconfortos. Alimentos como legumes devem ser evitados para não contribuir através da alimentação com a produção de gases.

Os sintomas mais comuns da ovulação

Outros sintomas frequentes da ovulação são:

  • Manchas.
  • Abdômen inchado.
  • Sensibilidade nas mamas.
  • Maior intensidade nos sentidos do olfato e do paladar.

Como saber exatamente quando se está ovulando?

No mercado existem alguns produtos chamados “testes de ovulação”. Eles agem de maneira similar aos testes de gravidez. Detectam a concentração de hormônios indicando se há ovulação ou não.

Os sintomas da ovulação podem oferecer indícios de que o processo está para começar ou se está em curso. Mas para detectá-lo com certeza é preciso recorrer a esse tipo de teste.

Esses testes também podem ajudar a detectar possíveis complicações na saúde que, por desconhecimento, é atribuído à ovulação.

Quando os sintomas da ovulação se apresentam, realiza-se os testes e se os resultados forem negativos, pode-se deduzir que os sintomas se devem a outros tipos de doenças, o que torna necessário outras formas de intervenção.