9 coisas que você faz como mãe ou pai que você disse que não faria

20 Outubro, 2020
Quando descobrimos que seremos pais, começamos a falar sobre as coisas que não faremos com os nossos filhos. Mas então o que acontece depois? Você acaba fazendo as coisas que você disse que não faria.

Sem dúvida, há muitas coisas que você faz como mãe ou pai que você disse que não faria. Antes de ter filhos, muitas pessoas falam “quando eu tiver filhos, não vou fazer isso ou aquilo”, mas depois acabam fazendo muitas das coisas que disseram que não fariam. Quem nunca passou por isso?

Quase todos nós, quando descobrimos que seremos pais, traçamos uma série de objetivos e metas. Mas, quando o momento finalmente chega, muitas vezes mudamos de ideia e acabamos fazendo outras coisas que dissemos que nunca faríamos. Você se identifica com isso? Não se preocupe, pois você não é o único com quem isso acontece, e também é algo completamente normal.

Coisas que você faz como mãe ou pai que você disse que não faria

Muitas dessas coisas que você faz como mãe ou pai que você disse que não faria estão relacionadas à educação e ao lazer dos pequenos da casa, como, por exemplo: dizer que não dará tablets e celulares para que eles se distraiam quando estiverem chorando, que cada um deve dormir na própria cama, que não permitirá assistir televisão até os dois anos, etc. Isso te parece familiar?

Não vou contradizer o outro na presença das crianças

Você certamente se reconhece dizendo isso. Porém, posteriormente, diante de uma discussão com o outro, você se opõe na frente dos seus filhos porque não gostou do que aconteceu. Porém, é muito importante para a educação dos pequenos que os pais se apoiem, ainda mais na frente deles.

coisas que você faz como mãe ou pai que você disse que não faria

Assim, é aconselhável que ambos estabeleçam os limites e estejam de acordo quanto às decisões e valores que serão transmitidos aos filhos, para não desautorizar o outro na frente dos pequenos.

 Não vou usar o celular ou o tablet para entreter as crianças  

Esse é um clássico! Antes de se tornarem pais, muitos já disseram isso, mas depois, na prática, quando você está em um restaurante e a criança não para de chorar e você não sabe mais o que fazer, você certamente já recorreu ao celular porque estava esgotado com o pequeno que não parava de chorar e implorar. Não se culpe por isso. Tudo na medida certa não tem porque ser ruim.

Eles não vão assistir televisão antes dos dois anos

Muitos pais estabelecem esse objetivo e, na verdade, tentam cumpri-lo, mas talvez em algum momento de desespero recorram a ela para colocar algo para o filho assistir e se acalmar quando a situação se torna desesperadora. Não se culpe nem se sinta mal, você não é a única pessoa que passa por isso.

Não vou dizer palavrões na frente dos pequenos

Outra das ideias que surgem ao ser pai é a de que não serão ditos palavrões na frente dos filhos, mas, muitas vezes, isso é violado, principalmente se antes de ter filhos eles eram ditos ​​com regularidade.

Sem dúvida, é preciso dar o exemplo e não podemos pedir aos filhos que não façam algo que eles veem os pais fazendo, mas qualquer um pode cometer um deslize.

Não vou gritar nem perder a paciência

Quem nunca se sentiu sobrecarregado por causa da situação com as crianças e acabou gritando? Você não é a primeira pessoa, nem a última e também não deve se sentir mal por causa disso. Você só precisa tentar se acalmar antes de começar a gritar. Tudo tem remédio.

Não vou mencionar o Papai Noel, os Três Reis Magos ou a Fada do Dente

Usar esses personagens mágicos para que as crianças façam ou não façam alguma coisa é errado, mas muitos pais recorrem a eles com frases como: “Se você se comportar mal, os Três Reis Magos vão trazer carvão para você”.

Todos sabemos que isso não ajuda nem vai fazer com que os pequenos mudem de comportamento, mas é um argumento “mal utilizado” ao qual todos os pais já recorreram em algum momento. Não se preocupe se você também já fez isso. Todos aprendemos com os erros!

coisas que você faz como mãe ou pai que você disse que não faria

Eles não vão dormir conosco na nossa cama

Muitos pais, a princípio, recusam-se a deixar as crianças dormirem em suas camas e sustentam que cada um deve dormir na própria cama, mas, às vezes, acabam dormindo com os filhos, seja porque não conseguem fazer o pequeno dormir na própria cama e são vencidos pelo cansaço ou porque foi uma noite de pesadelos e os pais não encontraram outra forma de tranquilizar as crianças. Se você já se viu nessa posição, não se preocupe, você não é diferente dos outros.

Não vou ameaçar pegar as malas e ir embora

Quem não se lembra da mãe dizendo “Vou pegar as malas e ir embora”Mas o engraçado é que agora você, como pai, certamente já usou essa frase ao se sentir sobrecarregado com a situação e compreendeu perfeitamente porque a sua mãe falava dessa forma.

Não vou chantagear as crianças para que comam

Todos sabemos que isso não deve ser feito, mas, às vezes, depois de ter experimentado mil coisas sem que a criança comesse de jeito nenhum, você certamente já recorreu à típica chantagem com frases como “Se você não comer, não vamos ao parque” ou “Se você comer tudo, vou comprar o brinquedo que você queria”. Mas não se preocupe, porque as coisas podem ser remediadas e você tem tempo para isso.

Em última análise, essas coisas que você faz como mãe ou pai e que você disse que não faria fazem parte da criação dos filhos. Quem nunca disse nenhuma delas? Eu mesma, em certas ocasiões, já recorri a uma delas. Mas não é por isso que você tem que se sentir culpada, você só precisa ser consciente e tentar evitá-las.