Coisas que os pais não devem publicar nas redes sociais

· 29 de agosto de 2018
Até não muito tempo atrás, para poder compartilhar uma foto ou vídeo dos seus filhos, os pais tinham que baixar no computador para enviar por email ou, ainda, passar para um suporte físico.

Embora isso pareça ser muito tedioso, há pouco tempo atrás era ainda mais complicado. Mas com as redes sociais compartilhar imagens e vídeos dos nossos filhos com a família e com os amigos se tornou muito mais fácil … e perigoso.

Na verdade, embora o compartilhamento nas redes sociais pareça ser algo inofensivo, pode causar uma série de problemas em curto e médio prazo. Isso acontece especialmente se você não tiver a privacidade configurada corretamente ou se não conhecer as pessoas que podem ver seu perfil.

Algumas imagens podem parecer inofensivas e inconsequentes. Mas nem sempre é o caso. Por exemplo, se você publicar fotos de seus filhos em espaços públicos, pode estar dando pistas sobre a sua localização e rotina de atividades. Além disso, se você tirar fotos de espaços infantis, como um parque, por exemplo, outras crianças poderão sair nas suas fotos, posando ou não.

Outro exemplo são as fotos que mostram cenas íntimas da criança. Ou, ainda, fotos nas quais ela está nua, mesmo que apenas parcialmente. Quando a criança estiver mais velha, essas fotos podem causar constrangimento, ser motivo de chacotas ou abrir espaço para assédio e extorsão.

Não poste nas redes sociais fotos de seu filho no banheiro

O controle do esfíncter é um marco no desenvolvimento da criança e, para algumas, um desafio. É ótimo que o seu filho consiga fazer xixi ou cocô sozinho, ou que você consiga fazer ele se sentar no penico na hora das necessidades. Se você precisa gritar aos quatro ventos o seu sucesso, faça como quiser. Mas não publique fotos, nem vídeos do seu filho no banheiro.

Da mesma forma, não poste imagens trocando fraldas ou durante o banho. É necessário preservar a intimidade e a privacidade do seu filho. O fato de ser apenas uma criança não significa que você possa desrespeitar o seu direito à privacidade. Fotos de nudez ou seminudez são especialmente perigosas se caírem em mãos erradas.

nas redes sociais

Não compartilhe fotos embaraçosas da criança

Durante muito tempo, constranger as crianças foi uma ferramenta usada por muitos pais e educadores para deixá-las mais “espertas”. Mas tirar sarro de seus filhos em público ou deixá-los constrangidos pega mal para você também. O problema é que com as redes sociais tudo isso fica registrado.

Se você estiver irritada com algo que o seu filho fez, não vai conseguir nada mostrando para todo mundo. Isso é algo que deve ficar em casa. Você não vai se sentir melhor por mostrar a todos o que fez com o seu filho.

Não poste imagens nas quais outras crianças apareçam

Se você não se importa de mostrar fotos dos seus filhos, isso é problema seu. Como pai, mãe ou tutor, essa é uma responsabilidade sua. O que você não pode fazer é publicar fotografias ou vídeos que mostrem outras crianças.

nas redes sociais

Ninguém vai proibir tirar fotos ou gravar vídeos em um parque, nas atividades escolares, nas festas de aniversário ou em qualquer outra situação onde crianças se reúnam. Contudo, sem a autorização dos pais, você não pode postar fotos de outras crianças. Assim como ninguém pode postar fotos de seus filhos.

Não compartilhe fotos dos seus filhos quando estiverem doentes

As crianças podem parecer adoráveis quando estão doentes em determinados momentos. Mas uma coisa é mandar uma foto da criança doentinha à vovó para que ela veja. Outra, é mostrar seu filho para o mundo em um dos seus momentos mais vulneráveis.

Você deve respeitar a privacidade do seu filho também nesses momentos de tanta fragilidade. Lembre-se de que o que pode parecer adorável para você, pode parecer patético para os outros. Quem sabe o que pode acontecer com essas fotos depois.

Não poste fotos que contenham dados pessoais

Uma imagem vale mais do que mil palavras. Mostrar imagens ou vídeos que contenham dados de caráter pessoal pode ser muito perigoso. Por exemplo, você pode estar dando informações sobre onde o seu filho estuda, o seu endereço ou telefone (se tiver esse tipo de informação na mochila ou em outros acessórios que a criança carrega), as rotinas e horários, etc.

Mostrar dados de caráter pessoal coloca você e seu filho em perigo. Se a legislação de diferentes países está dando muita importância à questão de privacidade, tem algum motivo nisso. Não se esqueça de que se você tornar pública qualquer informação pessoal relacionada ao seu filho, estará deixando tanto você quanto ele expostos.

Considerações finais

O fato de muitas pessoas postarem fotos dos filhos nas redes sociais não significa que você tenha que fazer o mesmo. É de sua responsabilidade preservar a privacidade da sua família.

Quanto às imagens usadas neste artigo, todas são fotografias compradas de bancos de imagens com as devidas autorizações.