Como a separação dos pais afeta os filhos de acordo com sua idade?

· 20 de janeiro de 2019
Você gostaria de saber como a separação dos pais afeta as crianças nos diferentes estágios da vida? Nem todas as crianças enfrentam esse momento da mesma maneira, e é muito importante estarmos preparados se tivermos que lidar com essa situação.

Cada criança sente o divórcio de forma diferente. Tudo depende da situação, mas também da idade que ela tem. Neste artigo, vamos contar a você como a separação dos pais afeta os filhos de acordo com sua idade. Dessa forma, você saberá como agir em cada situação específica.

Como a separação dos pais afeta os filhos de acordo com sua idade

Sem dúvida, quando um casal decide se separar e tem filhos em comum, o que preocupa os adultos em questão é a saúde emocional de seus filhos.

A pergunta que se fazem é como agir para que o divórcio afete nossos filhos o mínimo possível? De que maneira passar por esse momento da melhor maneira?

Um divórcio não é nada agradável, não importa quantos anos a criança tenha. No entanto, a experiência é diferente à medida em que elas crescem.

É claro que tudo depende se é uma separação ‘amigável’ ou se é quase uma guerra. Além disso, devemos levar em consideração a personalidade das crianças e até mesmo o modo como os pais enfrentam a situação e a explicam para as crianças.

Preste atenção em como a separação dos pais afeta os filhos de acordo com sua idade para estar preparado e saber como agir se você enfrentar essa situação delicada:

1. Antes do nascimento e até um ano de vida

Você sabia que uma separação afeta o bebê antes mesmo de seu nascimento? Claro, porque o estado de espírito da mãe influencia seu desenvolvimento.

Há muitos casos de crianças com atraso no desenvolvimento cognitivo ou de baixo peso ao nascer quando na gravidez ocorreu um acontecimento traumático para a mãe.

Embora se acredite que os bebês não entendem nada do que acontece ao seu redor, a verdade é que eles são seres muito receptivos e quase um espelho do que seus pais fazem… isso inclui o que sentem também!

Se a mãe está deprimida, irritada ou tensa por causa da situação, o bebê sentirá o mesmo. Provavelmente vai chorar mais, vai querer ficar no colo o tempo todo e, também, não terá muita vontade de brincar.

Como a separação dos pais afeta os filhos

2. Entre 1 e 3 anos

Nessa fase, as crianças ainda não são capazes de entender completamente o que está acontecendo, mas sentem o divórcio como algo muito estressante. Assim, muitos medos e ansiedades podem aparecer, bem como retrocessos em seu desenvolvimento.

Por exemplo, falando de maneira infantil, fazendo xixi na cama, tendo pesadelos ou medo do escuro, entre outras coisas. Outra resposta à separação dos pais nessa idade é o aumento da irritabilidade e agressividade.

Se tiverem irmãos, os pequenos podem querer brigar. O mesmo vai ocorrer se frequentarem uma creche ou se tiverem amigos ou primos da mesma idade. Lembre-se de que as crianças muitas vezes expressam suas mágoas com agressão.

“Um divórcio não é nada agradável, não importa quantos anos a criança tenha. No entanto, a experiência é diferente à medida em que os pequenos crescem”

3. Entre 4 e 7 anos de idade

Se você quer saber como a separação dos pais afeta os filhos de acordo com a idade deles, já que você tem um filho que acabou de começar a escola, você deve saber que nesse estágio as crianças já entendem mais a situação. 

É muito importante, portanto, explicar o que está acontecendo da melhor maneira possível e com uma linguagem adaptada.

Tenha em mente que o pensamento das crianças nesse período é “onipotente”. Isso significa que elas acreditam que tudo é causado por sua culpa.

Como consequência, é provável que seja difícil para elas se concentrar nas atividades escolares ou os medos do passado possam aparecer (como um monstro ou um fantasma). Além disso, pode haver alguma regressão em termos de fazer suas necessidades, falar ou comer.

menina presencia discussão dos pais

4. Entre 7 e 12 anos de idade

Esse período é conhecido como “estágio de latência”, já que as crianças são menos ativas do que antes no que diz respeito ao desenvolvimento.

Elas devem colocar todas as suas energias na escola e no dever de casa. Quanto às emoções, elas tendem a deixar o egocentrismo anterior e se tornar mais sensíveis ao que acontece com os outros.

É nessa fase que elas têm mais capacidade de entender o que é o divórcio, mas não expressam qualquer opinião sobre isso. A criança pode vir a ter pesadelos, sentir-se triste ou com raiva ou ter problemas com provas e atividades escolares.

5. Após os 12 anos

Nessa fase, é complicado aceitar um divórcio, porque as crianças estão procurando por sua própria identidade e seus hormônios estão ‘fervendo’. A separação dos pais pode fazer com que se sintam inseguras e a violação de regras logo aparece.

Se você estava se perguntando como a separação dos pais afeta os filhos de acordo com sua idade, nós contamos o básico de cada etapaSe seus filhos tiverem que superar essa situação complexa, agora você já sabe como eles podem reagir.

  • Maria, L., & Brito, T. De. (2007). Família Pós-Divórcio: A Visão dos Filhos. Psicologia Ciencia e Profissão. https://doi.org/10.1590/S1414-98932007000100004
  • Raposo, H. S., de Carvalho Figueiredo, B. F., Lamela, D. J. P., Nunes-Costa, R. A., Castro, M. C., & Prego, J. (2011). Ajustamento da criança à separação ou divórcio dos pais. Revista de Psiquiatria Clinica. https://doi.org/10.1590/S0101-60832011000100007