Aprenda a linguagem gestual do seu bebê

· 9 de dezembro de 2018
A dificuldade de compreender as necessidades do bebê é o maior medo e frustração de muitas mães.

Para se comunicar com os bebês, é preciso abrir a mente e prestar atenção para poder entender que eles possuem muitas formas de expressar o que sentem e o que querem. Uma delas é por meio da linguagem gestual.

Principalmente por não poderem falar, as crianças se expressam através do corpo. E você, ao ter conhecimento desses pequenos gestos, poderá reconhecer o que está acontecendo ou o que o seu bebê quer.

Chorar é o meio de comunicação mais conhecido dos bebês, mas não é o único. Os pequenos se comunicam através de movimentos corporais, sorrisos, gestos e sons que emitem para chamar sua atenção.

Geralmente, a linguagem gestual do bebê serão mais intensos quando se dirigem aos pais. Contigo ele vai chorar mais alto, mas também vai te dedicar os melhores sorrisos. Sobretudo ao se separar de você ou voltar aos seus braços depois de ter estado sob o cuidado de outras pessoas.

A linguagem do bebê inicia com seus gestos: a linguagem gestual

linguagem gestual

Todos os bebês fazem gestos, demonstram atitudes e emitem sons para que os outros possam compreender.

Por exemplo, quando está brincando, desvia seu olhar, gira a cabeça ou se move para trás. Estas são maneiras de dizer que precisa de um descanso e que prefere continuar brincando até mais tarde.

O choro não apenas quer dizer que ele sente fome, também pode significar sentir frio, estar molhado ou cansado.

Cada bebê tem sua forma de chorar para assinalar seus incômodos e, pouco a pouco, você vai passar a identificá-las. Tenha paciência para reconhecer esses pequenos gestos.

Um bebê pode utilizar várias formas para demonstrar o que deseja. Se o seu bebê sorri, enquanto estão juntos, isso demonstra que ele se sente bem, que está cômodo, contente e possivelmente tem vontade de continuar assim por mais tempo.

Você perceberá que descobrir esses sinais do bebê será muito útil na hora de estabelecer rotinas como a de ir dormir e saber quando ele precisa de ajuda para conciliar o sono.

Próximo dos oito meses, você possivelmente notará que o seu filho se agarrará ao seu pescoço e começará a chorar quando suas amigas ou o pediatra se aproximarem. Isso indica que ele já sabe distinguir entre gente conhecida e desconhecida, e que simplesmente sente medo de pessoas estranhas.

“O amor por um recém-nascido é simplesmente uma das coisas mais lindas do mundo”

– Anônimo –

O segredo: paciência

Com o passar do tempo, ele perceberá que o cumprimentam amistosamente e irá se acostumar com a ideia, além de eventualmente aceitar novas pessoas. Mas tudo ao seu tempo.

É muito importante ter em mente que os mesmos sinais podem ter diferentes significados para os diferentes bebês. Por isso, aprender a interpretar o que o seu bebê quer, às vezes, leva tempo, dedicação e paciência.

Responder corretamente implica uma grande dose de afetividade e fortalecerá o vínculo entre vocês. O segredo para isso é ser muito observadora e se armar de paciência para decifrar o idioma pessoal do seu bebê.

linguagem gestual

Ensine ao seu bebê a linguagem dos sinais

É importante ir sempre no ritmo do bebê e fazer com que ele se divirta. O momento ideal para começar é quando o pequeno começa a se interessar por se comunicar.

Você notará que ele se tornará mais sociável, começará a balbuciar, a sorrir e a fazer expressões para atrair sua atenção.

Quando você disser uma palavra, faça também um sinal ou aponte para o que você está dizendo. Use sempre o mesmo sinal, repita-o várias vezes e coloque ênfase em cada palavra-chave para que o seu bebê veja e escute claramente a conexão entre os dois.

Depois de alguns dias, pode ser o que o seu bebê comece a fazer o gesto sozinho, ainda que também possa demorar várias semanas. Por isso, o ideal é ter paciência.

Transforme essa atividade em algo divertido para o seu bebê. É mais provável que ele aprenda se se divertir com o que está fazendo.

A linguagem gestual: alguns gestos que você pode tentar

Diferentes especialistas recomendam alguns tipos de sinais. O programa Sign with your baby (“Faça sinais com o seu bebê”, em tradução livre) é baseado na linguagem dos sinais americana.

Ao passo que o programa Baby Signs (“Sinais para bebês”, em tradução livre) usa um conjunto de sinais simples desenhados especialmente para os bebês.

Qualquer desses sistemas funcionará para treinar a linguagem gestual com seu bebê. Assim como também pode funcionar um sistema inventado por você mesma.

Qualquer gesto que obviamente imite o significado da palavra funcionará bem. Aqui você tem alguns exemplos:

  • “Comida”: coloque as pontas dos dedos sobre os lábios.
  • “Acabou”: jogue as mãos para o lado, palmas para cima.
  • “Medo”: dê palmadinhas sobre o peito.
  • “Quente”: estique os braço como se fosse tocar algo e em seguida, recolha-o rapidamente.
  • “Onde está?”: encolha os ombros, com as palmas das mãos para cima.
  • “Coelho”: mexa o nariz e mostre dois dedos.
  • “Automóvel”: mova um volante imaginário.
  • “Livro”: junte e abra as duas mãos (palmas para cima).