Como conseguir fazer com que seu bebê tenha uma boa relação com a comida

· 17 de dezembro de 2018
O fato de o seu filho ter ou não uma relação saudável com a comida está relacionado em como você se comporta na hora de comer junto com ele.

Sobre a relação dos bebês com a comida, podemos dizer que é muito importante que você pense que seus filhos aprendem sempre com você.

Dessa forma, aprenderão que a hora de comer é um momento agradável se você fizer com que seja assim. Se, ao contrário, você fizer um escândalo toda vez que seu filho não comer, então, você vai estar ensinando a ter uma relação tóxica com os alimentos.

Nos primeiros dois anos de vida do seu filho, ele vai aprender a ficar em pé, andar, correr, falar e comer. Comer vai além de escolher alimentos a dedo ou com a colher.

Aprender a comer também significa desenvolver o seu gosto por novos sabores e texturas por meio do aprendizado das habilidades necessárias para se tornar um bom apreciador da comida.

Assimilar alguns hábitos alimentares saudáveis antes dos 2 anos de idade é uma espécie de ‘medicina preventiva’ contra os caprichos alimentares.

Ter boas experiências quando começam a comer alimentos sólidos tem um grande impacto sobre os alimentos que depois os bebês vão apreciar ou não.

Os hábitos consolidados na infância em relação à comida (sejam saudáveis ou não) influenciarão o restante da vida da criança, inclusive, na vida adulta.

É necessário, portanto, trabalhar esses hábitos desde o momento em que as crianças são bem pequenas, já que é mais fácil fazê-las assimilar uma relação saudável com os alimentos quando têm menos de dois anos de idade do que quando tiverem, por exemplo, 8 anos de idade.

À medida em que as crianças crescem, se torna mais difícil fazê-las assimilar bons hábitos alimentares. E não se esqueça: sempre o exemplo será o melhor método de aprendizado.

A comida que você come pode ser a mais poderosa forma de cura ou a forma mais lenta de envenenamento

-Ann Wigmore-

Como potencializar uma relação saudável com a comida

relação com a comida

Mude a sua forma de pensar

Talvez, você espera que o seu filho aprenda a comer perfeitamente sem esforços e que aceite todos os alimentos. Mas, na verdade, você vai esbarrar em obstáculos normais que deverá enfrentar com segurança.

Comer é algo que precisa ser ensinado e você deve mostrar aos seus filhos como descobrir novos alimentos e sabores sem a necessidade de obrigá-los a comer nada que não queira. É preciso paciência, perseverança e muito amor.

Apresente o alimento muitas vezes em dias diferentes

Os bebês que comem mais de uma fruta ou verdura em particular, é porque antes lhes foi apresentado o alimento por pelo menos umas 15 vezes e o rejeitaram.

Mas depois de tê-lo rejeitado, não houve nenhum sentimento negativo. Simplesmente, retiraram dele o alimento e continuaram comendo com normalidade. Sem pressão, sem nervosismo, sem insistência nem obrigação.

Isso estimula a curiosidade do bebê, fazendo com que depois se torne capaz de experimentar o alimento e descobrir do que gostam. Ele só precisa de tempo para isso.

Ofereça uma variedade de alimentos

Oferecer muitos alimentos diferentes com diferentes sabores e texturas ao longo dos primeiros anos de vida da criança fará com que ela comece a experimentá-los e descubra quais são bons.

Os bebês podem rejeitar os alimentos, mas depois os aceitarão. Ele terá seus próprios gostos e haverá alimentos que gostará mais do que outros, exatamente como acontece com qualquer adulto.

Propicie um ambiente tranquilo para comer

relação com a comida

Quando for a hora de comer, você deverá deixar o nervosismo e a pressão do lado de fora da casa. Às vezes, as crianças podem rejeitar comer apenas porque estão sob pressão. A ansiedade e o estresse tiram a fome deles.

As refeições em família devem ser feitas todos juntos, conversando e se conectando um com o outro, sem levar em consideração o que o seu filho menor de dois anos de idade come ou deixa de comer.

Mude o seu comportamento para que você possa aproveitar a refeição em um ambiente seguro, onde comer signifique felicidade e tranquilidade.

Você se surpreenderá em como o seu filho começará a aceitar os alimentos de forma mais rápida e poderá comer com a família como um membro qualquer.

Assim, você não terá que se preocupar com o fato de ele comer mais ou menos quantidade. Comer em família será um prazer para todos!

Com esses conselhos e com muita paciência e amor, você se dará conta de como comer em família não será um sofrimento para ninguém. Dessa forma, todos desfrutarão de uma refeição em família na qual seu filho aprenderá bons hábitos.

É fundamental que as crianças aprendam a ter uma boa relação com a comida desde pequenas. Assim, desenvolverão bons hábitos alimentares no futuro.