Como cuidar da pele do recém-nascido?

5 de março de 2019
A pele delicada do bebê recém-nascido pode ficar irritada facilmente devido a vários fatores. Com as informações a seguir, você vai saber tudo o que precisa para manter a saúde da pele do seu bebê em ótimas condições.

A pele do recém-nascido é indiscutivelmente delicada e sensível durante os seus primeiros dias de vida. O bebê saiu do habitat em que foi formado durante nove meses e sua pele não está apenas se adaptando às novas condições, mas também enfrentando novas condições externas.

Por exemplo, a criança é forçada a lutar contra fatores tais como a exposição a produtos de limpeza, o atrito da pele com as roupas ou o contato com as fraldas. Por isso, uma das perguntas frequentes dos pais é: como cuidar da pele do recém-nascido?

Felizmente, seguindo uma série de dicas simples, é possível dar à criança os cuidados específicos para uma limpeza e hidratação equilibradas. Assim, a aparência de descamação e desidratação da pele, tão comum nos primeiros dias, é reduzida o máximo possível.

Como cuidar da pele do recém-nascido?

A pele do recém-nascido é muito delicada. Isso se deve principalmente à mudança tão radical de habitat que a criança sofre.

De repente, a criança passa de estar em um ambiente aquoso, no qual sua pele estava coberta externamente com uma camada protetora de gordura presente no líquido amniótico, para ser exposta ao contato com diversos materiais e substâncias sem a hidratação a que a sua pele estava acostumada.

Partindo dessa premissa, fica claro que existem quatro fatores que vão afetar a boa saúde da pele da criança. São eles: uma exposição reduzida à umidade das fraldas, o uso preciso de sabonetes dermatológicos para a hora do banho, o uso de roupas com tecidos suaves para a pele da criança e uma hidratação adequada duas vezes ao dia.

Trocas de fralda frequentes

Trocas de fralda frequentes

Com o início das evacuações do bebê ao nascer, sua pele entra em contato com as bactérias presentes nas fezes e também na urina. Por isso, pode ficar irritada se a higiene não for providenciada rapidamente.

O primeiro conselho para cuidar da pele do bebê é direcionado ao uso de fraldas extra absorventes, lenços umedecidos livres de produtos químicos e pomadas para as desconfortáveis assaduras.

A hora do banho

A higiene do bebê durante seus primeiros dias de nascido não deve incluir, na medida do possível, o uso de sabonetes. Recomenda-se usar apenas água e não friccionar a pele de nenhuma maneira.

Caso sejam incluídos produtos para a limpeza da pele, eles devem ser utilizados em pequena quantidade e com sabonetes com pH 4, que não são abrasivos para a pele.

Por outro lado, não é recomendado dar banho no bebê mais de duas vezes por semana, e é melhor fazer isso por curtos períodos de tempo. Também é necessário ter um cuidado especial com o cordão umbilical, por exemplo. Outro detalhe importante é, ao final, secar delicadamente toda a pele do bebê sem esfregar.

Tecidos para roupas recomendados para a pele do recém-nascido

O recém-nascido deve usar roupas 100% de algodão. É importante não cair na tentação de vesti-lo com tecidos que pareçam macios, porque não é apenas a maciez ao toque que se procura quando se trata de proteger a pele do bebê.

Mais importante do que a maciez é evitar alergias ou irritações de pele devido à presença de fibras que possam ser sintéticas ou que tenham partículas contaminantes provenientes de corantes.

Agora, também é importante considerar o tipo de sabão para lavar a roupa da criança. Deve-se usar produtos específicos para bebês até que a criança atinja os 6 meses de idade. Além disso, embora toalhas e roupas de cama sempre devam ser lavadas com frequência, não é aconselhável usar amaciante de roupas.

pele do recém-nascido

O banho do bebê durante seus primeiros dias de nascido não deve incluir o uso de sabonetes. Recomenda-se usar apenas água e não friccionar a pele de nenhuma maneira.

Hidratar a pele do bebê

Como explicamos na introdução, a pele do bebê durante os primeiros dias de nascido é especialmente propensa à desidratação, mas também à descamação. Este é um processo natural e, em teoria, os pais não devem se preocupar.

No entanto, é bom usar cremes especializados para manter a umidade correta da pele do bebê. Dessa forma, evita-se que ele tenha um mal-estar ou desconforto. Nesse sentido, recomenda-se aplicar um hidratante no bebê duas vezes ao dia. Certamente, um tipo que seja emoliente e especial para a pele do bebê.

Como recomendação final, lembre-se de consultar o pediatra sobre as melhores opções de cremes para crianças. Além disso, não hesite em levar seu filho para uma consulta médica urgente se notar alterações anormais na sua pele.

  • Blume-Peytavi, U., Hauser, M., Stamatas, G. N., Pathirana, D., & Bartels, N. G. (2012). Skin care practices for newborns and infants: Review of the clinical evidence for best practices. Pediatric Dermatology. https://doi.org/10.1111/j.1525-1470.2011.01594.x
  • Adam, R. (2008). Skin care of the diaper area. Pediatric Dermatology. https://doi.org/10.1111/j.1525-1470.2008.00725.x