Como duas maçãs podem explicar o que é o bullying

O bullying é um dos principais problemas que as crianças enfrentam diariamente. Vamos apresentar aqui uma maneira prática de ensinar aos seus filhos o que é o bullying... com maçãs!
Como duas maçãs podem explicar o que é o bullying

Última atualização: 23 Julho, 2021

Hoje em dia, há cada vez mais casos de assédio escolar ou bullying. Esse fenômeno perigoso que é frequentemente observado em escolas e institutos. Além disso, causa muitos danos à vítima. Pior ainda, em alguns casos, pode chegar até a levar ao suicídio. Uma professora britânica, chamada Rosie Dutton, usou o método das maçãs para explicar o bullying e fazer as crianças entenderem esse fenômeno. Neste artigo, vamos analisar em que consiste esse método.

As crianças que sofrem bullying podem desenvolver sérios problemas psicológicos que afetarão suas vidas diárias. Essa situação gera uma angústia que às vezes elas acreditam não serem capazes de superar. Além disso, as crianças causadoras do assédio verbal ou físico não entendem que podem provocar muitos danos às suas vítimas. É por isso que pais e educadores devem ensinar aos pequenos a importância de não prejudicar os colegas.

Qual é o método da maçã para explicar o bullying?

 

Como explicar o que é o bullying com maçãs

Rosie Dutton, uma professora britânica da escola Relax Kids em Londres, usou esse método específico para explicar aos seus alunos como o bullying afeta os outros.

Para explicar como os insultos e desprezos afetam as vítimas, a professora pegou duas maçãs idênticas, mas uma delas (só ela sabia qual) tinha sido jogada no chão várias vezes. Quando a aula começou, a professora mostrou as duas maçãs que eram idênticas por fora. Então disse às crianças que uma delas era feia e ela não gostava. Então, as crianças agiram igual, falando “É feia mesmo” ou “Está com cheiro ruim”. Por outro lado, diziam palavras gentis e amáveis para a outra maçã: “Que casca linda ela tem”, “É uma maçã deliciosa”.

Durante uma semana, as crianças puderam dizer coisas feias para uma das maçãs e para as outras coisas bonitas. Depois de sete dias, a professora cortou as duas maçãs ao meio. Aquela que recebeu elogios e comentários positivos estava branca e suculenta, enquanto a outra parecia surrada e manchada. A educadora disse aos alunos:

“O que vimos dentro da maçã, os pedaços quebrados e danificados, é o que acontece dentro de cada um de nós quando alguém nos maltrata com ações ou palavras. Quando as crianças são intimidadas, elas se sentem horríveis por dentro. Em muitas ocasiões, elas não mostram esse sentimento nem contam aos outros como se sentem. Se as maçãs não tivessem sido cortadas, não teríamos percebido a dor que causamos a ela.”

Uma das meninas da classe recusou-se a dizer coisas feias para a maçã. A professora costumava dizer: “É preciso ser igual a ela, porque todos vocês tem a capacidade de evitar que qualquer maçã estrague por dentro.

As crianças captaram a ideia com o exemplo das maçãs. Se ferissem outras crianças, poderiam fazer muito mal a elas. E mesmo que isso não seja visível por fora, o interior pode ficar bastante danificado.

A ação dos pais e educadores é importante para acabar com o bullying

Se for acompanhada de criatividade, a educação é muito mais eficaz. Mas isso não precisa acontecer apenas nas escolas, pois é igualmente importante usar essas estratégias em casa para educar pessoas e cidadãos melhores.

Os pais e educadores têm a possibilidade de acabar com os comportamentos nocivos de algumas crianças para com outras. Podemos e devemos ensinar aos jovens que não é correto dizer coisas desagradáveis a ninguém. Com isso, podemos causar muitos danos, e mesmo que não pareça por fora, pode acontecer como foi com maçãs, que foram destruídas por dentro.

É preciso educar as crianças com base no respeito e ensiná-las a se colocarem sempre no lugar do outro para que demonstrem empatia. Podemos impedir as crianças que insultam, recusando-nos a seguir seus passos dizendo palavras nocivas aos outros. As crianças têm que apoiar uns aos outros diante de um caso de bullying.

 

Como lidar com o bullying escolar

O bullying causa cada vez mais dor e danos internos às crianças que são submetidas a essa situação. Esses pequenos estão quebrados por dentro. Todos nós temos que fazer a nossa parte para barrar o bullying. Pais e educadores devem unir forças para criar uma geração de crianças solidárias e bondosas.

Apesar de hoje haver muitas informações sobre o bullying e sobre como essa dinâmica pode afetar a vida de uma pessoa, o número de casos de bullying, bem como suas consequências, é cada vez mais preocupante.

A língua não tem ossos, mas é forte o suficiente para partir um coração.

Pode interessar a você...
Atenção! Você sabe o que é cyberbullying, sexting e grooming?
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Atenção! Você sabe o que é cyberbullying, sexting e grooming?

As novas tecnologias são como as moedas, têm dois lados bem diferentes. Elas podem causar dependência e, acima de tudo, desencadear o cyberbullying...