Como é a geração alfa?

30 de janeiro de 2019
A geração alfa é o nome que se dá ao grupo de crianças nascidas depois de 2010. Nesse artigo, vamos contar tudo o que sabemos sobre essa nova geração.

Cada geração é nomeada de acordo com o alfabeto grego. Nesse caso, a geração alfa é o nome dado ao grupo de crianças nascidas depois de 2010. Como todas as gerações, quando e como elas crescem afetará o seu comportamento e as escolhas que fazem. Então, neste artigo vamos revisar suas principais características.

As crianças da geração alfa crescerão com os smartphones em suas mãos e terão a capacidade de transferir seus pensamentos on-line em apenas alguns segundos. As enormes mudanças tecnológicas, entre outros fatores, fazem dessa geração uma mais preparadas e transformadas da história.

Esse novo clima de conectividade faz com que o salto de geração seja um dos maiores da história. Além disso, ao contrário das gerações anteriores, que simplesmente usaram a tecnologia, a geração alfa passará a maior parte dos seus anos completamente imersa nela.

A primeira geração do século 21

A geração alfa, também conhecido como os “filhos dos Millennials unificando pessoas que nasceram entre 2010 e 2025. É um conceito criado pelo demógrafo australiano Mark McCrindle que descreve com esse nome a primeira geração nascida inteiramente no século XXI.

Essa geração sucede a geração Z, que corresponde aos nascidos em meados da década de 90. Por isso, eles representam o começo de algo novo.

O futuro que essas pessoas criarão será construído sobre as mudanças que estamos experimentando hoje. A geração alfa nasce de pais mais velhos, e é mais provável que isso ocorra em unidades familiares menores, com lares com somente um filho.

Em todo o mundo, essa geração experimentará uma maior riqueza e mais bens materiais do que as gerações anteriores. A primeira geração do século 21 está imersa em tecnologia desde o dia em que nasceu. Portanto, essas crianças nunca conhecerão um mundo onde os aparelhos tecnológicos não existem.

As crianças sabem lidar com dispositivos eletrônicos desde cedo.

“A geração alfa é o nome dado ao grupo de crianças nascidas a partir de 2010. Ao contrário das outras gerações, seus membros passarão a maior parte de suas vidas completamente imersos na tecnologia”

Características comuns da geração alfa

1. Especialistas em tecnologia

Sem dúvida, as crianças que fazem parte da geração alfa serão especialistas em tecnologia e não conhecerão um mundo sem redes sociais. Previsivelmente, a maioria delas terá telefones tão sofisticados que dificilmente precisarão usar um computador.

Como se isso não bastasse, os hábitos de consumo também mudarão com o uso da tecnologia. Principalmente, elas vão comprar mais pela internet e vão ter menos contato humano do que as gerações anteriores.

2. Preparados para os desafios

Os filhos da geração alfa serão mais autossuficientes e preparados para enfrentar os grandes desafios. Eles obterão educação por meio de aprendizado on-line e terão seu próprio modo de aprender.

Da mesma forma, por ter nascido em um mundo borbulhante, inteligente e conectado, a geração alfa estará melhor preparada do que qualquer outra para resolver os problemas que não conseguimos resolver hoje.

3. Menos capacidade de atenção

As crianças da geração alfa ficam entediadas rapidamente. Isso se deve ao fato de que elas estão acostumadas a usar várias telas e a identificar rapidamente as informações para encontrar o que desejam.

Elas saltam de um aplicativo para outro, de tela para tela, de vídeo para vídeo, em busca de algo que chame a atenção delas. Isso acaba reduzindo a sua capacidade de atenção.

As crianças sabem lidar com dispositivos eletrônicos desde cedo.

4. Mudança de interesses

Espera-se também que os membros da chamada geração alfa tenham interesse no jogo físico, mas não da maneira como entendemos agora. Estudos mostram que os alfas terão um grande interesse em aparelhos portáteis e interfaces gestuais.

Isso afetará o número de horas a menos por semana que as crianças praticarão esportes. Além disso, espera-se também que seus interesses e prioridades mudem o mundo em breve, especialmente no que diz respeito à tecnologia.

Para concluir, não se esqueça de que haverá claros desafios psicológicos com essa geração. Isso porque, apesar de estarem tão conectadas, essas crianças se sentirão mais sozinhas. Em todo caso, é algo natural e consequência da evolução tecnológica e da própria sociedade.

  • Abelson, P. H. (1979). Education for the 21st century. Science. https://doi.org/10.1126/science.205.4411.1087
  • Rotherham, A., & Willingham, D. (2009). 21st Century skills: The challenges ahead. Educational Leadership. https://doi.org/10.1145/1719292.1730970