Como explicar as emoções para as crianças?

· 26 de março de 2018
Embora para nós seja óbvio, para as crianças nem sempre é fácil interpretar as emoções, muito menos as dos outros. Com essas atividades simples você pode ensiná-las a identificar o que está acontecendo em sua cabeça e a saber como reagir.

As emoções são estados internos característicos do ser humano, determinados por sensações, pensamentos, comportamentos e reações subjetivas. Têm uma enorme influência na conduta e nos pensamentos, especialmente para as crianças. Por isso, é necessário conhecer e saber como explicar as emoções para as crianças.

Ajudá-las a conhecer a si mesmas e a reconhecer suas emoções favorecerá a seu correto desenvolvimento mental. Ademais, aprenderão a se controlar, terão uma autoestima alta o que contribuirá para sua felicidade.

Por que é importante explicar aos filhos as emoções?

Os estudos realizados têm demonstrado que a educação emocional no lar aumenta o bem-estar da família. A ideia é proporcionar métodos no âmbito familiar para regular as emoções sem evitá-las nem exagerá-las.

Alguns dos benefícios mais importantes são:

  • Permite que a criança se conheça e aumente a percepção de controle sobre o que acontece com ela.
  • É fundamental para o desenvolvimento social da criança.
  • Diminui os comportamentos agressivos nos lugares de estudo.
  • Reduz as possibilidades de consumo de substâncias aditivas, como álcool e tabaco.
  • Minimiza a porcentagem de condutas antissociais, autodestrutivas e evita os graves danos ocasionados por elas.

É importante destacar que as emoções devem ser controladas, não reprimidas. A criança deve aprender a expressá-las dependendo do momento, as pessoas e a ocasião.

Saber como explicar as emoções lhes permitirá lidar melhor com a sua raiva.

a importância de explicar aos filhos as emoções

Conheça as emoções

As crianças nascem com emoções, mas a maneira como reagem diante delas pode ser uma conduta inata ou adquirida. O rumo da vida pode depender de como se controlam as emoções. Daí a importância de explicar as emoções para as crianças.

As primeiras emoções que se devem trabalhar com as crianças são as seguintes:

  • Ira: é a raiva gerada quando a criança não obtém o que quer. Se o pequeno não é capaz da controlar, com o tempo pode manifestar problemas de comportamento.
  • Medo: trata-se da insegurança diante de perigos imaginários ou reais. Gera comportamentos positivos, pois motiva a agir com precaução. No entanto, deve ser controlado para que não se transforme em um temor excessivo.
  • Desprezo/asco: é a sensação de aversão para com alguém ou algo. Geralmente, as crianças têm asco de alguns alimentos; isto faz que os recusem e não queiram comer.
  • Tristeza: sentimento de dor com tendência ao choro. Pode estar associado com uma perda real ou imaginária. Perder um brinquedo ou um bicho de estimação poderá provocar tristeza na criança.
  • Alegria: sentimento de prazer ocasionado por um acontecimento favorável, pessoa, coisa ou desejo. Impulsiona à ação, ao afeto e à gratidão.
  • Surpresa: é a sensação de assombro; ajuda a criança a compreender coisas novas e a motiva a buscar respostas e soluções.

Utilize diferentes métodos para explicar as emoções para as crianças

Deve-se aproveitar cada oportunidade para ajudar seu filho a reconhecer e expressar as emoções. Se a criança é reservada, utilize métodos simples que facilitem a comunicação e que sejam divertidos.

Jogos para explicar as emoções para as crianças

Estas são algumas atividades práticas que você pode incluir na rotina diária:

  •  Teatro de bonecos das emoções. Escreva em várias cartas diferentes emoções. Utilize um personagem ou uma marionete para interpretar uma história com as emoções escritas nas cartas. Este jogo fomentará a expressão dos sentimentos da criança.
  • Detetive de emoções. Consiste em apresentar à criança diferentes personagens de contos, internet ou revistas e pedir-lhe que descubra o estado emocional da cada um. Cada um deve expor quais acham que são as causas do estado emocional das personagens.

“As crianças nascem com emoções, mas a maneira como reagem diante delas pode ser uma conduta inata ou adquirida”

Explique as emoções com música

Desde muito cedo as crianças têm a capacidade de processar a música, de maneira que esta pode mudar o estado de ânimo. A música libera a função emocional e a energia reprimida.

Por esta razão é um bom método para ensinar às crianças. Selecione diferentes estilos musicais e escute-os junto com seu filho. Depois, peça que expresse a emoção que lhe provocou.

A inteligência emocional

Aprender a reconhecer as emoções aumentará a felicidade das crianças.

Dê um diário de presente

Para meninos maiores de 6 anos é difícil expressar suas emoções, contar com um diário para descrevê-las pode ser útil. Assim, não se sentirá pressionado a contar seus sentimentos bruscamente, mas pouco a pouco se animará a se expressar livremente.

Sugestões para desenvolver a inteligência emocional nas crianças

A inteligência emocional é a capacidade de reconhecer os próprios sentimentos e os alheios. Motive a criança a lidar com as emoções em diferentes circunstâncias. É importante para ter uma personalidade equilibrada.

Para ajudar a criança a desenvolver inteligência emocional, siga essas sugestões:

  • Motive-a a expressar o que sente.
  • Ajuda-a a conhecer suas preferências, necessidades, opiniões, desejos e limitações.
  • Anime-a a tentar resolver seus problemas e ofereça ajuda se necessário, dando sugestões.
  • Reconheça seus esforços.
  • Mostre-lhe como reconhecer seus erros e demonstre que são parte primordial da aprendizagem.
  • Explique a importância de respeitar os gostos e as emoções dos outros.

“A inteligência emocional é a capacidade de reconhecer os próprios sentimentos e os alheios”

Saber como explicar as emoções para as crianças te ajudará a conhecer seu mundo interno e, ao mesmo tempo, abrirá as portas para que elas também o façam. Sem dúvidas contribuirá muito para o bem-estar e a felicidade de todos.