Como saber que o trabalho de parto começou?

17 de junho de 2018
O dia do parto é um dos mais esperados por toda a família e, geralmente, há muita ansiedade para saber quais são os sinais que indicam que o trabalho de parto começou.

Como saber que o trabalho de parto começou? Além dos sinais óbvios quando chega a hora de dar à luz, há alguns sinais prévios que podem lhe dizer que o dia do parto está próximo e você deve começar a se preparar.

Primeiros sinais do trabalho de parto

Durante as últimas semanas de gravidez o seu corpo vai dar sinais de que em breve você vai ver seu filho pela primeira vez. Então, vamos ver a seguir, quais são os primeiros sinais do trabalho de parto:

1. Descida da pélvis

Algumas semanas antes do parto, o bebê vai começar a descer dentro de sua pélvis. Isso acontece porque o bebê está se colocando em posição para sair ao mundo. Quando isso acontecer, você vai sentir necessidade de urinar frequentemente, pois a cabeça do seu bebê estará pressionando sua bexiga.

2. Colo do útero dilatado

Para abrir caminho para o seu bebê, o colo do útero começa a dilatar, dias e semanas antes do nascimento. Nos exames médicos, a dilatação deverá ser medida para conferir se o seu corpo está devidamente preparado.

3. Mais cólicas e dores nas costas

Principalmente quando não for a primeira gravidez, você terá dores no abdômen e na região lombar quando o trabalho de parto estiver prestes a começar. Isso acontece porque os músculos e as articulações estão se esticando como parte da preparação do corpo.

4. Possíveis episódios de diarreia

Assim como os músculos do útero, os outros músculos do seu corpo ficam relaxados durante a preparação para o parto, incluindo os do reto. Isso pode fazer com que os movimentos intestinais fiquem irregulares. Lembre-se de ficar bem hidratada!

o trabalho de parto

5. Alguns quilos a menos

Quando o final da gravidez se aproxima, você para de ganhar peso, muitas mães começam até a perder alguns quilinhos. Você não deve se preocupar porque isso não vai afetar o peso de seu bebê no nascimento. A explicação para esse acontecimento é que os níveis de líquido amniótico ficam mais baixos.

6. Mais cansaço do que o habitual

Durante o último trimestre de gravidez suas noites podem ser um pouco mais difíceis do que já eram. Além da necessidade de urinar constantemente, você sentirá cansaço excessivo. Dessa forma, terá mais dificuldade para dormir. Se você não conseguir dormir bem à noite, tente tirar uma soneca durante o dia para recuperar o momento de descanso perdido.

7. Articulações mais flexíveis.

A relaxina, um hormônio liberado durante a gravidez, faz com que os ligamentos fiquem um pouco menos tensionados. Antes do trabalho de parto, todas as articulações do corpo ficarão mais flexíveis porque essa é a maneira de abrir caminho para o bebê na pélvis.

Sinais de que o trabalho de parto se aproxima

o trabalho de parto

1. Mudança de cor e textura do fluxo vaginal

Nos últimos dias de gravidez podem ocorrer vazamentos de um líquido não muito espesso ou de uma espécie de membrana mucosa do útero. Em alguns casos, podem haver pequenos pingos de sangue. Nesse caso, se você estiver nas últimas semanas de gravidez, deve ir para o hospital com tudo pronto.

2. Contrações mais fortes e mais frequentes

As contrações são um sinal de que o trabalho de parto está realmente próximo. Você pode sentir pontadas no abdômen enquanto o útero se expande para o grande momento. Veja algumas características das contrações características do parto:

  • As contrações ficam cada vez mais fortes, não diminuem de intensidade.
  • Mesmo quando você muda de posição, a dor continua.
  • Começam na parte inferior das costas, depois vão para o abdômen e, às vezes, até mesmo para as pernas.
  • São progressivas, mais frequentes e mais dolorosas e viram dores permanentes nas costas que não param até o bebê nascer.

3. Rompimento da bolsa

Um dos sinais de que o trabalho é iminente, é no momento em que a bolsa estoura. Mas em muitos casos isso não acontece. Por isso, é preciso prestar atenção aos outros sinais. Essa sinal só aparece em 15% das gestações. Dessa forma, se não acontecer com você, não é preciso ficar muito preocupada.

Recomendados para você