Como tratar a dermatite das fraldas?

05 Março, 2019
A dermatite das fraldas geralmente é causada por diferentes motivos, principalmente pelo contato da urina e da fralda com o corpo do bebê. Existem algumas diretrizes que podem ser levadas em consideração para preveni-la e também alguns remédios caseiros para o seu tratamento.

O atrito da fralda contra a pele do bebê geralmente causa inflamações muito desconfortáveis. Essa é uma situação muito normal em qualquer criança que use fraldas. A seguir, vamos conhecer tudo o que é preciso saber sobre a dermatite das fraldas.

A pele das crianças é muito sensível e delicada. Muitos pais acham difícil tratar a dermatite das fraldas, já que é uma área que fica sempre coberta. Então, o que fazer nesses casos?

Entre os 4 e os 16 meses, os bebês podem sofrer com a tão desconfortável dermatite das fraldas. Em muitos casos, ela tem a ver com o contato com a urina e a matéria fecal, principalmente quando as crianças começam a ingerir sólidos e o contato com as fezes é mais desconfortável.

Em caso de diarreia, mesmo trocando a fralda o mais rápido possível, o breve contato com a pele delicada pode provocar a dermatite e também outras irritações.

Como distinguir a dermatite das fraldas

Na prática, não é difícil diagnosticar um caso de dermatite das fraldas. Isso pode ser feito simplesmente apalpando a área das nádegas da criança ou até mesmo analisando-a visualmente.

As áreas afetadas, principalmente aquelas em contato com as bordas da fralda, vão apresentar erupção cutânea, manchas vermelhas ou simplesmente uma irritação de tom rosa escuro.

Embora seja uma condição que pode ser tratada até mesmo de forma caseira, é aconselhável consultar o pediatra ou o dermatologista infantil.

Por outro lado, também pode acontecer de, em casos avançados ou se a criança se coçar muito, a irritação se tornar uma ferida e permitir a entrada de fungos ou bactérias. Nesses casos, a infecção deve ser tratada antes de tratar a dermatite das fraldas pontualmente.

Como a dermatite das fraldas deve ser tratada?

O primeiro passo para o tratamento é lavar a área com água morna e sabão neutro a cada troca de fralda. Os sabonetes de glicerina devem ser evitados, pois esse componente pode afetar o pH da pele do bebê.

Óleos e loções de limpeza também não são recomendados para substituir o enxágue. Sempre que possível e se usar água morna, basta colocar o bebê perto da água, pegar um pouco de líquido com as mãos e deixá-lo cair suavemente na área afetada.

O próximo passo é a secagem, que deve ser feita com muita delicadeza e, de preferência, com tecidos de algodão e movimentos lentos. Certamente, o ideal é deixar o bebê um tempo ao ar livre, sem colocar a próxima fralda imediatamente.

Muitos pais têm pavor de que o bebê molhe ou suje a cama. Embora para as crianças esses minutos de liberdade para o corpo sejam de grande felicidade e alívio, o cuidado com a higiene é sempre importante.

Quando a pele estiver seca, aplique a pomada, o bálsamo ou o creme que tiver escolhido para tratar a dermatite das fraldas. Há vários produtos tradicionais nesse sentido: existem cremes específicos para hidratar e nutrir a pele na área da fralda.

Então é necessário lembrar que, muitas vezes, esses cremes podem causar o efeito oposto. Assim, dependendo do tipo de pele do bebê, alguns componentes químicos, tais como o óxido de zinco, podem ser muito desfavoráveis.

As áreas afetadas pela dermatite das fraldas vão apresentar erupção cutânea, manchas vermelhas ou simplesmente uma irritação de tom rosa escuro.

Outros remédios caseiros

Uma ótima alternativa é recorrer a produtos naturais e remédios caseiros. Entre os primeiros, contamos com o pó de arroz, que serve para reduzir a inflamação. Além disso, os cremes de calêndula e aveia também têm propriedades anti-inflamatórias interessantes.

Ao dar banho no bebê, podemos colocar saquinhos de pano com aveia instantânea na água. Outra opção é fazer compressas com esse ingrediente e colocá-las de forma mais prática, confortável e simples nas áreas afetadas.

 

Como a dermatite das fraldas deve ser tratada

O último passo do tratamento consiste em lembrar que, quando colocada, a fralda não precisa ficar muito apertada. Dessa forma, o ar pode continuar a circular.

Quanto aos pais que esperam muito tempo antes de trocar a fralda, devem ficar sabendo que isso aumenta as chances de desenvolver a desconfortável e irritante dermatite das fraldas.

Por sua vez, as mães que amamentam têm uma grande vantagem no tratamento da dermatite das fraldas. Basta aplicar o seu próprio leite materno na área afetada da criança. De fato, o leite materno tem várias substâncias que reparam muitos dos males do bebê.

Em suma, o importante para evitar irritações é a regularidade na troca das fraldas, o enxágue adequado e o uso de um produto que mantenha a pele protegida durante o dia todo. Sem dúvida, com esses cuidados simples, o seu bebê vai permanecer feliz, radiante e sem qualquer desconforto.

  • Azcona, L. Dermatitis del pañal. Farmacia Salud. Farmacia profesional. 2010; 24 (1): 60-62.
  • Zambrano E, Zamabrano A, Fernández T. Dermatitis del pañal. AEPED [En línea].