Longe dos pais: como se desenvolvem as crianças nessa condição

5 de fevereiro de 2019
Nesta sociedade moderna, é normal ver crianças sendo criadas longe dos pais. No entanto, você sabia que a ausência do pai tem um impacto negativo no desenvolvimento físico e emocional da criança?

Atualmente, há muitas crianças que crescem na ausência de qualquer um de seus pais. Embora haja muitos fatores que causem esse abandono, na maioria dos casos, as crianças sofrem as consequências de serem criadas longe dos pais.

Consequências para as crianças que crescem longe dos pais

No caso em que a criança percebe o abandono de um de seus pais, ela poderá apresentar problemas durante o estágio de crescimento. Alguns exemplos disso são:

Baixa autoestima

As crianças que tendem a crescer longe dos pais durante a idade escolar apresentam uma falta de autoconfiança

É durante esse estágio que elas se tornam conscientes da figura paterna e percebem sua ausência. No entanto, ainda não têm maturidade suficiente para entender essa dura realidade.

É então quando elas inconscientemente procuram uma figura paterna em outra pessoa. Pode ser o avô, o tio ou outra pessoa importante que interaja com eles.

Problemas de comportamento

Em geral, as crianças que crescem longe dos pais apresentam um comportamento rebeldeElas são intolerantes com regras, acham difícil se relacionar com colegas e professores e são emocionalmente instáveis.

Baixo desempenho acadêmico

Tamanha pode ser a falta de atenção do pai em relação à criança, que isso a afeta em suas atividades escolares. Assim, pode apresentar falta de concentração, pouco interesse em fazer lição de casa e desmotivação.

Falta de identidade

Dentro do círculo familiar, a criança atinge seu desenvolvimento físico e emocional. No entanto, se o pai ou a mãe estiver ausente, ela não se sentirá identificada ou segura em seu ambiente familiar.

Por essa razão, é difícil desenvolver habilidades e manter relações de convivência na sociedade.

Outras dificuldades que uma criança apresenta ao crescer longe dos pais são ansiedade, raiva e sentimentos de culpa. Além disso, pode haver sentimentos de abandono, isolamento, depressão e dificuldade de enfrentar situações que causam estresse. Os sentimentos de solidão e abandono a dominam.

longe dos pais

Os conflitos que uma criança apresenta devido à ausência dos pais podem se manter presentes durante toda a sua vida.

Como resultado, um círculo vicioso é criado porque no estágio adulto ela também pode abandonar seus próprios filhos. Além disso, pode se tornar uma pessoa mais vulnerável ​​ao consumo de substâncias nocivas desde tenra idade.

As crianças que crescem sem uma figura paterna são diferentes?

Embora dependa de cada caso em particular, as crianças que têm os pais presentes em sua criação são mais estáveis. Elas se saem melhor do que aquelas que não tiveram a oportunidade de ter uma figura pilar, no caso, a do pai.

No entanto, há mães que criam seus filhos sozinhas e fornecem tudo o que eles precisam. Essas crianças conseguem se desenvolver normalmente na sociedade.

“Crianças que tendem a crescer longe dos pais durante a idade escolar apresentam falta de autoconfiança”

Por que um pai abandona seus filhos?

Em cada família, as circunstâncias pelas quais um pai está ausente são diferentes. Em alguns casos, morte do pai deixa uma criança sozinha, assim como alguma doença, trabalho fora de casa ou divórcio. 

Outro problema muito comum em algumas famílias é a ausência paterna devido ao abuso de substâncias ilícitas.

Por outro lado, tanto o pai quanto a mãe que estão criando os filhos juntos podem ser considerados emocionalmente ausentes. 

São os casos daqueles pais que não desenvolvem o papel de um guia, nem de um conselheiro, nem transmitem segurança e estabilidade para a criança.

Normalmente, são aqueles que saem muito cedo para trabalhar e voltam à noite. Eles não estão cientes dos danos emocionais que causam na vida da criança.

Dessa forma, por não estarem presentes em vários processos do desenvolvimento dos pequenos, não fortalecem esse laço de apego que a criança exige para se sentir amada.

menina sente a ausência do pai

Como evitar a sensação de abandono

Para que uma criança não sofra as consequências de se afastar dos pais, é necessário que ela tenha o apoio da família. Ela deve ter um ambiente de segurança e confiança para que se sinta valorizada.

Embora a figura paterna não possa ser completamente substituída, a criança pode encontrar um modelo de pai que a represente. Essa figura pode ser um avô, um tio ou outro parente próximo da criança.

Dessa forma, a criança não experimentará esse sentimento de abandono e se desenvolverá com uma autoestima adequada.

Para as crianças, o efeito de crescer longe dos pais pode ser devastador. Por isso a importância de ajudá-las a evitar esse sentimento de abandono e frustração.