A criança é mais desobediente com a mãe ou com o pai?

17 Março, 2017

Você já teve alguma vez a sensação de que seu filho se comporta melhor quando está com o pai? Acredita que é mais desobediente quando está com você? Pois isso não é algo estranho nem uma opinião sem fundamento. Nós comprovamos que muitas vezes pode ser verdade.

Além disso, antes de continuar, é importante assinalar que não só é normal que a criança se comporte melhor quando está com o pai. Também quando está com os amigos, avós ou outros familiares seu comportamento é mais positivo do que com sua mãe. Existe base científica nisso?

Um estudo confirma que a criança é mais desobediente com sua mãe

Segundo o Departamento de Psicologia da Universidade de Washington, responsáveis desse estudo em questão, uma criança pode chegar a se comportar pior em até 800% quando sua querida mamãe está presente. A que isso se deve?

baby-215867_960_720

Os investigadores estudaram um total de 500 famílias. Durante seus trabalhos de campo mediam as vezes em que cada criança pedia ajuda, chorava ou gritava. Também estabeleceram o numero de ocasiões em que tentou agredir, se negou a andar, falava sem parar ou se portava descontroladamente

As conclusões, segundo o doutor KP Loibowitz, que encabeça o estudo, são singulares. Por exemplo, uma criança de 8 meses de idade pode estar muito feliz brincando até que sua mãe entre no quarto. Nesse momento começa a chorar, a liberar sua raiva e procurar atenção imediatamente.

O mais curioso disso é que essa situação aconteceu em 99,9% dos casos estudados. Em 0,1% em que isso não aconteceu, foi motivado por crianças com pequenas dificuldades de visão ou de audição. Não obstante, ao notar a presença da mãe, começaram a atirar coisas ou a pedir comida, apesar de estarem perfeitamente alimentadas.

E mais, os adultos que se inter-relacionavam com as crianças, exceto a mãe, não necessitavam de muito esforço para que a criança os atendesse. Eram muito mais obedientes sempre que conversassem com eles em um tom normal. Algo que não acontecia com sua mãe. Mesmo conversando no mesmo tom de voz, não recebia a mesma atenção. De maneira que, devia levantar bastante o tom da voz para obter um resultado similar.

O resultado estabelece o odor como ponto crítico

Segundo o estudo do doutor Leibowitz e seus colaboradores, o odor das mães é o que  faz a criança mais travessa. Este comportamento acontece porque a criança, ao sentir o cheiro dos feromônios maternos, modifica seu comportamento. Daí que se pesquise um tipo de aerosol capaz de modificar esta situação.

Não obstante, soa bastante estranho, ainda que nos pareça esquisito pensar que o olfato da criança interfere para decidir seu comportamento. Porém, no estudo não se estabeleceu o motivo do porquê de os feromônios da mãe atuarem dessa forma em cada criança.

21473796202_c3076cb3ea_b

Dê a eles carinho e atenção

Seja como for, e até que apareça esse “fantástico aerosol” que tudo resolverá, temos de nos conformar com as ferramentas que dispomos. Porém, por sorte, são muitas e muito eficazes. Assim que, preste atenção no que está a seguir.

Para cada criança desobediente com sua mãe, encontramos a criança positiva e com grande educação emocional. Temos de conseguir que nossos filhos aprendam conforme vão se capacitando a controlar seu sentimentos, mostrar empatia e ser mais resistentes.

Dê a eles carinho, uma atenção adequada e uma formação sensata conforme suas fase de desenvolvimento pessoal. Caso contrário, não haverá aerosol que melhore os efeitos sobre a criança. Quer dizer, não existem milagres na formação de uma criança.

Talvez os estudos possam nos fornecer dados sobre os feromônios e outras coisas, mas uma criança precisa de carinho. Lembre-se sempre do afeto, segurança, hábitos, rotinas… Essa é a parte realmente importante para seu filho e a que nos deve preocupar.

Se seu filho é travesso, não tem problema, é uma coisa normal. Todas as crianças fazem travessuras e as vão diminuindo conforme cresçam e vejam a importância de suas atitudes. O importante é que você esteja ali para orientá-las e dar as ferramentas necessárias que ensinarão lições importantes de vida em cada uma de suas experiências.

Enquanto aguardamos que um aerosol milagroso apareça vamos nos conformando em fazer felizes a nossos filhos travessos ou não. Dê carinho e bom senso, o restante virá sozinho.