Como a dança beneficia as crianças

3 de julho de 2017

Quando uma criança aprende a dançar desenvolve suas capacidades intelectuais e sociais, cultiva a criatividade, e fortalece sua autoestima. A dança traz benefícios que perduram a vida toda. As crianças que desde tenra idade praticam a dança, ou algum tipo de dança crescem com maior senso de equilíbrio, ritmo, e consciência do valor de seu corpo.

Para todas as crianças dançar é uma atividade muito divertida. Em tenra idade, dançar é um exercício que por si só, é espontâneo. E não importa se seu filho for o melhor dançarino ou o criador de um novo ritmo louco, o importante são as habilidades que as crianças adquirem com essa prática. Elas vão muito mais além do domínio alcançado através de uma rotina de dança.

Dançar além de ser uma prática sensacional também traz consigo muitos benefícios para as crianças. Quando se trata de crianças cuja idade é 5 anos ou mais, a dança auxilia no desenvolvimento físico do corpo, pois define a fisionomia corporal. Além disso, proporciona uma imagem positiva para as crianças porque gera sentimentos de confiança em si mesmos, disciplina, graça, entre outras qualidades.

Os programas de dança que são acompanhadas por música e reforçam atividades que envolvem motricidade e movimento, demonstraram que melhoraram consideravelmente problemas comportamentais e o estudo das crianças que sofrem deles. As pesquisas e processos de observação que fizeram em relação a esse tipo de caso, fez com que a maioria das crianças inseridas nesse tipo de programa melhorasse com um determinado tempo de prática das atividades de dança.

Quanto melhor dançarina, mais criativa é a criança

dança para crianças

Dançar desenvolve a criatividade e a imaginação das crianças, em especial quando tem tenra idades e lhes facilita e ajuda a interagir com outras crianças da mesma idade ou mais velhas que elas. As aulas de dança também as ajudam a adquirir elasticidade, organização, harmonia, equilíbrio e concentração.

A dança é um meio de expressão que melhora as habilidades inatas e a confiança das crianças, que através dessa arte potencializam sua autoestima, a qual lhes auxilia na tomada de boas decisões no dia-a-dia.

Um ponto pouco abordado a respeito da prática da dança como disciplina é o da música, seja qual for a utilizada, a criança tem que gostar dela, já que a música utilizada também desempenha um papel muito importante na hora de praticar a dança, pois ajuda as crianças a soltar o seu corpo com mais facilidade. A partir de aí deriva a importância de que elas gostem da música.

A dança e a música facilitam o trabalho em grupo

Estás atividades aumentam a força e resistência física das crianças, lhes ajuda a melhorar a postura, a circulação e o gingado, também a desenvolver uma boa coordenação motora corporal. Uma prática de dança regular que se traduz em duas aulas por semana ajuda a criança a ter uma boa saúde cardiovascular.

A coesão de grupo é importante durante as aulas, já que é necessário que as crianças aprendam a cooperar e a trabalhar em equipe para alcançar bons resultados. As coreografias em grupo são interessantes no momento em que se experimenta a união com os outros colegas.

A dança ajudou a resolver problemas dos membros inferiores nas crianças. “A dança ajuda a tratar de problemas no pé, joelhos e pernas; deu muitos bons resultados porque os médicos ortopedistas nos recomendam ela no auxílio a resolver esses problemas de saúde”, garante Iris Fuentes que é especialista no assunto.

Dança de uma forma saudável

Dança de uma forma saudável

As crianças que dançam, costumam se tornar pessoas empreendedoras e veem o ato de dançar como uma esperança, um caminho saudável. Dançar é um dos melhores estilos de vida, é mais espiritual”, segundo a especialista, que reafirma que dançar, da mesma maneira que outras artes, traz muitos benefícios para o desenvolvimento mental e intelectual das crianças.

De acordo com diversos estudos, as crianças que dançam, tendem a ser mais bem-sucedidas em nível acadêmico; o ponto-chave observado nesses estudos quase sempre é a disciplina aprendida. Na verdade, as crianças que praticam essa arte aprendem a reter informação na escola, e é graças aos diversos passos que devem memorizar em uma escola de dança.

Crianças que dançam durante sua infância, se dedicam a outras coisas quando crescem. Elas não se tornam profissionais e muito poucas continuam dançando, mas a disciplina aprendida na época em que praticaram a dança as ajudará a progredir nas suas carreiras profissionais e a ter uma vida saudável.