Como dar ordens de modo que as crianças te deem ouvidos

30 Setembro, 2020
São muitos os momentos em que damos uma ordem ou fazemos um pedido ao nosso filho e ele não nos dá ouvidos. Você quer saber como dar ordens de modo que as crianças te deem ouvidos? Continue lendo.

Quantas vezes você já teve que chamar a atenção do seu filho e ele não te deu ouvidos? Certamente, muito mais vezes do que você gostaria. Neste artigo, vamos apresentar algumas dicas sobre como dar ordens de modo que as crianças te deem ouvidos.

Ser pai ou mãe não é uma tarefa fácil. Ninguém nos ensina como devemos ser, nem recebemos um manual de instruções. Mas o que sabemos é que queremos educar os nossos filhos da melhor maneira possível. É importante educar os pequenos por meio de uma disciplina positiva, na qual eles sejam respeitados, que tenha como base o amor e o carinho, dando a eles autonomia e proporcionando um ambiente saudável e feliz.

Devemos eliminar a disciplina punitiva baseada em castigos, comparações, sermões que não levam a lugar nenhum, ameaças ou insultos. Às vezes, não paramos para pensar nas consequências negativas para uma criança ao ser educada com base nessa disciplina.

Como dar ordens de modo que as crianças te deem ouvidos

O primeiro passo sempre será falar em um ambiente seguro e confiável. Devemos dar ordens e instruções ou fazer pedidos com calma, porém com firmeza também.

Não adianta dar ordens gritando. Não é porque você está gritando que o seu filho vai te dar ouvidos. Além disso, os pais são os modelos dos pequenos e, a longo prazo, eles vão usar com os outros essa mesma maneira de expressar a raiva, ou seja, por meio de gritos.

Maneiras de dar ordens de modo que as crianças te deem ouvidos

dar ordens de modo que as crianças te deem ouvidos

Escolha o momento certo

Antes de fazer um pedido, é fundamental que a criança esteja receptiva. Ou seja, isso não deve ser feito quando ela estiver chateada. Portanto, é preciso esperar que o pequeno esteja em uma situação receptiva para que possamos conversar e nos comunicar com ele.

Olhar nos olhos sempre que conversar

Esse aspecto é muito importante para uma comunicação adequada com as crianças. Não é a mesma coisa gritar com elas do outro lado da casa para fazerem algo do que falar olhando nos olhos.

Ter cuidado com a maneira como falamos com elas

Temos que usar um tom de voz firme, porém tranquilosem gritos, bem como uma linguagem adequada para os pequenos, para que eles entendam o que estamos pedindo.

Ser claro e conciso ao dar uma ordem

Usar frases curtas e fáceis de entender para que os pequenos entendam o que queremos dizer ou o que estamos pedindo. 

Sempre ser consistente

Se não quisermos perder a autoridade que conquistamos, sempre devemos ser firmes ao dar ordens à criança. Por exemplo, se pedirmos ao pequeno para fazer uma coisa em um dia, não podemos nos contradizer no outro e pedir que faça o contrário.

Ser coerente

Se dermos uma ordem, mas ambos os pais não estiverem de acordo, o pai ou a mãe que não concordar deve apoiar o outro, mesmo que depois eles discutam essa ordem ou pedido a sós para chegar a um entendimento.

dar ordens de modo que as crianças te deem ouvidos

Sempre elogiar a criança quando fizer algo bem

Se dermos uma ordem e a criança nos der ouvidos imediatamente, ou se ela tiver comportamentos positivos, sempre devemos parabenizá-la e valorizá-la de forma positiva.

Não exagerar ao dar ordens

Devemos dar ordens uma por uma e nunca devemos nos contradizer. Se tivermos que fazer vários pedidos, devemos espaçá-los um pouco ao longo do tempo, nunca um seguido do outro.

Devemos cuidar da linguagem

Quando quiser dar ordens de modo que as crianças te deem ouvidos, não é aconselhável dizer “não” continuamente, nem usar a forma imperativa em excesso. Assim como nós, adultos, gostamos de receber pedidos de maneira adequada, o mesmo também acontece com as crianças.

Não ameaçar

Usar ameaças para que a criança te dê ouvidos não tem efeito algum, principalmente se as usarmos com crianças pequenas. Também não devemos ameaçar com punições que não vamos cumprir depois, como, por exemplo, “recolha os seus brinquedos ou não vamos ao parque”, pois, no final das contas, nós mesmos vamos recolher os brinquedos e levar a criança ao parque.

Com isso, a única coisa que conseguimos é fazer com que a nossa palavra e autoridade percam o valor que têm.

Sobre como dar ordens de modo que as crianças te deem ouvidos

Certamente, apesar dessas dicas para dar ordens de modo que as crianças te deem ouvidos, haverá momentos em que elas não vão obedecer, simplesmente porque não entenderam a ordem por causa do seu desenvolvimento evolutivo, que ainda não está suficientemente preparado para entender certas instruções.