A dentição afeta o sono das crianças?

Alguns pais afirmam que a dentição afeta o sono das crianças. Por isso, vamos mostrar como o surgimento dos dentes realmente altera a maneira como os pequenos dormem.
A dentição afeta o sono das crianças?

Última atualização: 20 Junho, 2021

Em algumas crianças, o aparecimento dos dentes de leite ocorre sem grande desconforto. Mas para outras é um momento doloroso. Os bebês ficam agitados e os pais dizem que a dentição afeta o sono dos filhos.

O surgimento dos dentes de leite é um processo lento e progressivo que geralmente começa por volta dos 6 meses de vida e termina por volta dos 3 anos de idade. É por isso que os pais devem ter conhecimento e contar com ferramentas para ajudar seu filho a passar por essa fase com muito amor e paciência.

Aqui vamos contar como a erupção dentária se manifesta e se pode afetar o descanso da criança. Além disso, compartilhamos algumas dicas para tornar esse momento mais agradável.

Sintomas de que os dentes do bebê estão surgindo

Como já mencionamos, o processo eruptivo geralmente começa por volta dos 6 meses de vida. Embora cada criança tenha seu próprio ritmo de crescimento. Em algumas começa mais cedo, enquanto em outras demora mais alguns meses.

Antes que o dente esteja visível na boca, existem algumas manifestações que os pais podem notar em seus filhos que indicam que um dente está emergindo. São os seguintes:

Pais escovando os dentes do bebê.

  • Inflamação da gengiva ou o aparecimento de uma pequena protuberância esbranquiçada nela.
  • Necessidade de colocar tudo na boca, morder e esfregar objetos na gengiva.
  • Excesso de baba.
  • Irritabilidade, nervosismo e choros mais habituais sem motivo aparente.
  • Desconforto ao comer (pode ficar mais difícil de mamar nesses dias e a criança pode se recusar a se alimentar).
  • Aumento dos despertares noturnos.

Além disso, a erupção dos dentes pode causar um ligeiro aumento da temperatura, mas não provoca febre nem diarreia. Contudo, se a criança apresentar esses sintomas, eles não devem ser atribuídos à dentição e o pediatra deve ser consultado para descobrir sua origem.

Como a dentição afeta o sono das crianças?

Embora não possa ser confirmado que a dentição afeta o sono das crianças, é um problema bastante associado a essa fase. Muitos pais relatam que seus filhos passam por mudanças na hora de dormir durante o processo de erupção dentária.

Para muitas crianças, o aparecimento dos dentes de leite gera desconforto, desconforto e sensibilidade na boca. Esses sintomas podem contribuir para dificultar o momento do descanso.

No entanto, a falta de sono e a impossibilidade de dormir tendem a deixá-las ainda mais irritadas. Assim, às vezes, o fato de não conseguir pegar no sono se deve ao cansaço e à frustração gerados por não ser capaz de dormir.

Portanto, a causa dos despertares dos pequenos pode não ser exatamente o surgimento dos dentes. Às vezes, ao mesmo tempo que se dá a erupção, ocorrem outros processos nas crianças que podem se combinar e fazer com que elas durmam mal. A falta de horários ou uma mudança nas rotinas podem ser a fonte do problema, por exemplo.

Independentemente de a causa se dever aos dentes ou a outra origem, acordar à noite e não conseguir voltar a dormir deixará a criança irritada com o cansaço. Manter uma rotina e ajudar o filho a adormecer novamente faz parte dos cuidados que os pais devem prestar. Mesmo que a essa hora da noite seja um pouco mais difícil.

Dicas para acalmar o bebê

Aqui estão algumas dicas que podem ajudar seu bebê a se sentir melhor durante o processo eruptivo. Além disso, várias dicas podem ser úteis quando a dentição ou outro motivo afetar o sono das crianças:

  • Mordedores: para aliviar a necessidade de morder tudo, o ideal é oferecer aos pequenos mordedores que podem ser colocados na boca. Eles têm diferentes texturas e consistências e podem ser colocados na geladeira para que fiquem gelados.
Bebê sem dentes com mordedor.

  • Massagens nas gengivas: a rotina de limpeza das gengivas com gaze ou dedal de silicone pode ser muito agradável nesse momento.
  • Chupeta: se a criança está acostumada a usar chupeta, pode precisar um pouco mais dela nessa fase.
  • Alimentos frios: o frio ajuda a reduzir a inflamação da região e traz sensação de alívio. Oferecer pedaços de frutas ou vegetais gelados, se a criança já souber comer sozinha, ou sorvete feito de leite materno, podem ser úteis.
  • Manter certas rotinas: repetir ações na mesma ordem, em determinados momentos do dia, pode promover o sono. Tomar banho, jantar, ler uma história ou cantar uma canção e colocar o pequeno na cama sempre da mesma forma podem predispor ao descanso.
  • Manter bons hábitos: cada mãe e pai escolhem a forma de descanso da sua família, mas se determinadas formas de dormir com as quais estão de acordo já estiverem estabelecidas, não devem ser mudadas. Por exemplo, se uma criança que dorme sozinha no berço acorda no meio da noite, é aconselhável acompanhá-la e ajudá-la a voltar a dormir no seu espaço, em vez de transferi-la para a cama dos pais.
  • Medicação: em geral não é necessário, mas às vezes, se houver muito desconforto, o pediatra pode recomendar o uso de algum analgésico.

Se a dentição afetar o sono das crianças, tenha paciência

Talvez você ainda tenha várias noites longas com o filho chorando e chateado pela frente. Isso ocorre por causa do surgimento dos dentes ou até que a criança seja capaz de incorporar uma rotina de sono adequada. Acompanhar o pequeno com paciência e amor é o segredo desse processo. Assim, tanto o bebê quanto os pais passarão por esses episódios noturnos da melhor maneira.

Pode interessar a você...
Dor nas gengivas dos bebês
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Dor nas gengivas dos bebês

A dor nas gengivas dos bebês é uma consequência do longo e doloroso processo de dentição sofrido pelas crianças durante os primeiros meses de vida.