Desenvolvimento da linguagem em crianças de 0 a 6 anos

Quando um filho fala as primeiras palavras, começamos a percorrer junto com ele um caminho de surpresas e muito entusiasmo. Por trás dos primeiros sons, há um desenvolvimento que segue algumas fases, as quais explicaremos neste artigo.

Durante os primeiros anos, ocorrem as mudanças mais rápidas da vida do ser humano. As crianças desenvolvem habilidades fundamentais, tanto no nível físico quanto psicológico e social. O desenvolvimento da linguagem em crianças de 0 a 6 anos reflete essas mudanças rápidas e profundas.

É uma fase na qual a criança tem uma predisposição natural para aprender. Portanto, a estimulação precoce favorece essa evolução. O meio familiar é essencial como facilitador desses progressos.

No campo da linguagem, as pessoas que convivem com a criança têm muita importância. No desenvolvimento da linguagem em crianças de 0 a 6 anos, a imitação assume um papel importante. Por isso, os modelos com quem a criança convive são fatores determinantes.

Fases do desenvolvimento da linguagem em crianças de 0 a 6 anos

0 a 12 meses

  • É a fase “pré-linguística”. A criança não usa palavras. É uma fase preparatória da linguagem como a conhecemos.
  • A criança se comunica com as pessoas. Ela chora se está com fome, se sente frio ou se precisa que sua fralda seja trocada. Sorri socialmente e grita para pedir atenção.
  • É um período de choros e gritos indiferenciados. A mãe é capaz de entender cada uma das mensagens do bebê. Ela sabe se o choro é de fome ou frio, pois cada choro tem diferentes nuances.
  • Ao final dessa fase, a criança testa seu aparelho vocal. Ela balbucia, aprende a pronunciar vogais e algumas consoantes. Começam a aparecer sons como “ma” e “pa” que não estão relacionados com as palavras “mamãe” e “papai”. São apenas testes de sons diferentes.
  • Os progressos continuam paulatinamente. Ao terminar esse período, a criança compreende que existe uma relação entre seu nome e ela mesma. Ela começa a empregar palavras simples. Entende perfeitamente alguns vocábulos que designam ações importantes para ela.  “Dá” e “pega” são, geralmente, as primeiras palavras que a criança entende.
desenvolvimento da linguagem em crianças

 12 a 24 meses 

  • Nesse período, a criança compreende ordens e as obedece. Ela é capaz de usar palavras simples. Geralmente substantivos que se referem a objetos conhecidos.
  • Ela comunica o que deseja com palavras: “upa”, “no”, “esse” ou “mais” são alguns exemplos. Já consegue combinar duas palavras, um substantivo e um verbo, por exemplo: “mamãe leite”. Acompanha a linguagem com gestos, especialmente para mostrar o que quer.
  • À medida que progride, consegue repetir algumas músicas simples.
  • Existem crianças que chegam ao final desse período com um bom domínio de vocabulário e de estruturas linguísticas. Essa evolução depende, em grande medida, da estimulação que ela recebe por parte das pessoas com quem convive.

 “No desenvolvimento da linguagem em crianças entre 0 e 6 anos, a imitação exerce um papel importante”

2 a 6 anos

  • Se o desenvolvimento da criança foi normal até agora, ela chega aos 2 anos com um desenvolvimento completo das habilidades linguísticas. Ela se expressa naturalmente, com fluidez e consegue comunicar com exatidão o que quer.
  • Mas ainda pode apresentar alguns problemas na pronúncia de grupos consonantais. Não se preocupe, esses problemas provavelmente vão desaparecer com a prática. Caso persistirem, é aconselhável consultar um especialista. Ele poderá sugerir estratégias para ajudar a criança a se corrigir desde cedo.
  • Aos 4 anos de idade, o repertório linguístico básico está completo.  A criança combina as palavras em frases simples. Os enunciados vão se tornando, pouco a pouco, mais complexos e melhor estruturados.
  • O nível de compreensão também foi desenvolvido.
desenvolvimento da linguagem em crianças

  • Se, durante essa evolução, o contato com os livros for estimulado, a criança já vai começar a se interessar pela linguagem escrita. Ela reconhece que as letras compõem mensagens. É o momento para ensinar com qual letra o nome da criança começa e palavras significativas para ela, como “mamãe” e “papai”. Essa tarefa pode ser tratada como uma brincadeira e vai ser uma boa iniciação para o caminho da leitura e da escrita.
  • É frequente que, ao ter um livro de contos nas mãos, a criança pergunte: “o que fala aqui?”. Essa pergunta indica que ela reconhece que os contos são formados por palavras.

Como estimular o desenvolvimento da linguagem em crianças entre 0 e 6 anos

Ajudar a criança a interiorizar a compreensão e o uso da linguagem é uma coisa que podemos realizar através de algumas tarefas simples e cotidianas. Veja a seguir algumas delas:

  • Incentivar a criança a usar a linguagem para dizer o que sente e o que quer. Responder a palavras e não a gestos quando a criança pedir alguma coisa.
  • Ensinar músicas, rimas, poemas.
  • Conversar com a criança sem usar “formas infantis”.

É importante não subestimar a capacidade linguística de uma criança e se lembrar de que ela entende muito mais do que é capaz de falar.

Recomendados para você