Dicas para comer fora em família

Comer fora pode ser um desafio quando o objetivo é manter uma dieta balanceada. Com as dicas que vamos propor a seguir, facilitaremos as escolhas.
Dicas para comer fora em família

Última atualização: 15 Março, 2021

Com que frequência você come fora? Seus filhos sempre comem em casa? Sabemos que manter uma alimentação saudável é mais fácil quando preparamos os alimentos em casa. Mas algum dia vocês terão que comer fora em família.

Aqui estão algumas sugestões para escolher as melhores opções entre as que estiverem disponíveis. Você verá que escolher as alternativas mais saudáveis é fácil. Seguindo nossos conselhos, você poderá melhorar sua saúde sem abrir mão de uma refeição variada e rica.

Escolha um local com opções variadas

Se vocês vão comer fora em família, experimente escolher um local com um menu variado. Obviamente, as crianças vão preferir comer em um fast-food, mas, se vocês puderem, procurem um restaurante normal.

A melhor opção podem ser aqueles lugares com menu em estilo buffet ou self-service. Claro, certifique-se de que não seja temático, para que a variedade não fique prejudicada. Por exemplo, um buffet de massas pode não ser a melhor opção, visto que não é saudável que 60% dos alimentos ingeridos sejam massa. Certifique-se de que há opções com vegetais, frutas, carnes e cereais.

Peça ou sirva uma variedade de pratos

Prato saudável self-service

Se você escolheu um restaurante clássico para comer fora, peça alimentos semelhantes aos que são preparados em casa. Se você optou por um restaurante estilo buffet, deve ter cuidado para não abusar de alimentos pouco nutritivos ou deixar de comer alimentos saudáveis.

Uma dica que funciona perfeitamente é dividir o prato da seguinte forma:

  • ½ do prato para os vegetais. Se for possível que sejam cozidos ou no vapor, será melhor. Se você não tiver controle sobre isso, pelo menos evite que sejam fritos ou que façam parte de pratos com muita gordura.
  • ¼ do prato para os carboidratos. É fundamental observar que existem várias opções e escolher o que mais gosta: porção de macarrão, purê de batata, batata frita etc.
  • ¼ do prato para as proteínas. Normalmente, você encontrará proteínas cozidas com alguns vegetais ou carboidratos. Você pode escolher as opções com vegetais, se for possível.
  • Não se esqueça de beber água natural ou com sabor preparada com frutas naturais em vez de refrigerantes.

Essa composição do prato se enquadra no método conhecido como prato de Harvard, que pode ser incluído no que se conhece como dieta mediterrânea. Esse tipo de dieta tem se mostrado benéfico para a saúde a médio e longo prazo.

Cuidado com as sobremesas!

Seus filhos provavelmente vão querer comer fora por causa das sobremesas. É uma boa ideia deixá-los comer alguma coisa, desde que não se torne a refeição principal e que a quantidade não seja excessiva. Para garantir que todos tenham comido de forma saudável, você pode estabelecer como regra terminar o prato principal primeiro.

Se vocês forem comer em um restaurante, dê preferência a sobremesas feitas de frutas, iogurte natural e outros elementos naturais. Geleias, frutas picadas ou frutas com iogurte são boas opções.

Lembre-se de que o consumo de frutas é benéfico para a saúde. Uma pesquisa publicada em International Journal of Epidemiology garante que a ingestão desses vegetais está associada a uma mortalidade mais baixa, independentemente das causas.

Caso vocês forem a um restaurante buffet, os seus filhos irão certamente ver algumas sobremesas com um elevado teor calórico. Uma boa dica é equilibrar frutas ou vegetais como cenoura ralada com limão com uma pequena fatia do bolo que eles possam ter visto.

Comer saudável no cinema?

Comer saudável no cinema

Além de comer fora em família, vocês podem, por exemplo, sair para ir ao cinema. Algumas dicas para tornar os momentos de relaxamento em família mais saudáveis são:

  • Escolha pipoca natural ou de manteiga e evite pipoca de chocolate ou caramelo. As duas primeiras opções são mais saudáveis porque não usam açúcar nem conservantes. Embora as pipocas de manteiga devam ser a última opção, elas ainda são uma alternativa.
  • Água ou refrigerante de baixa caloria em vez de refrigerante normal. O ideal é escolher apenas água, mas se quiser algum sabor, pode ser refrigerante de baixa caloria. É melhor esquecer o refrigerante normal.
  • Lanches naturais em vez de doces. A maioria dos cinemas possui uma área onde você pode comprar sementes e doces naturais como amendoim, pistache, nozes ou frutos secos. É preferível escolher uma opção desse lugar do que chocolates, sorvetes e outros doces com alto teor de açúcar.

Coma comida saudável em fast-foods

Ao comer fora em família, às vezes a vontade é ir a um fast-food. Nesse caso, tente seguir as regras do prato saudável.

Na maioria dos restaurantes já existem opções de saladas, mas evite molhos, pois contêm muito açúcar e sal. Complemente com o hambúrguer ou uma pizza de sua escolha e, para beber, água ou refrigerante de baixa caloria.

Os fast-foods são a alternativa mais complicada. Para começar, seus filhos vão querer pedir exatamente o que é menos saudável no cardápio. Além disso, encontrar boas opções saudáveis não é fácil.

Com essas dicas para comer fora em família, temos certeza de que você será capaz de manter todos saudáveis, mesmo quando não puder cozinhar em casa.

Pode interessar a você...
Comer de forma saudável fora de casa durante a gravidez
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Comer de forma saudável fora de casa durante a gravidez

Evite alimentos que possam causar algum problema para você ou para seu bebê e aumente o consumo daqueles que tragam benefícios. Para comer de forma...



  • Salas Salvadó J., Becerra Tomás N., García Gavilán JF., Bulló M., et al., Mediterranean diet and cardiovascular disease prevention: what do we know? Prog cardiovasc Dis, 2018. 61 (1): 62-67.
  • Aune D., Giovannucci E., Boffetta P., Fadness LT., et al., Fruit and vegetable intake and the risk of cardiovascular disease, total cancer and all cause mortalit a systematic review and dose response meta analysis of prospective studies. Int J Epidemiol, 2017. 46 (3): 1029-1056.