"A lista feliz" para ensinar as crianças a valorizar as coisas simples

"A lista feliz" é uma técnica muito eficaz para ensinar as crianças a valorizar as coisas simples que também podem fazer com que elas sejam muito felizes, sem a necessidade de recorrer a coisas materiais.
"A lista feliz" para ensinar as crianças a valorizar as coisas simples

Última atualização: 29 Dezembro, 2020

Atualmente, as crianças estão acostumadas a receber muitos presentes que fazem com que se sintam felizes, mas essa felicidade é muito passageira. Logo depois de recebê-los, elas já querem outras coisas e deixam de gostar do que tinham. “A lista feliz” é um método que ajuda as crianças a valorizar as coisas simples da vida.

Estamos de acordo quanto a existirem milhares de coisas maravilhosas em torno das crianças que não são materiais e que podem fazer com que elas sejam muito felizes, mesmo que não sejam levadas em consideração pelas crianças.

É por isso que nós, como pais, devemos ensiná-las a valorizar as pequenas coisas que podem nos fazer muito felizes. Como podemos fazer com que os nossos filhos valorizem as coisas simples? Por meio da técnica da “lista feliz”.

O que é “a lista feliz”?

Certamente, se perguntarmos ao nosso filho o que o faz feliz, a sua resposta inicial será o desejo de algo material. Contudo, se continuarmos investigando e o deixarmos pensar mais, ele encontrará coisas simples no seu dia a dia que também fazem com que se sinta feliz, desde o início do dia até a hora de ir para a cama.

"A lista feliz" para ensinar as crianças a valorizar as coisas simples

Se dissermos ao nosso filho para fazer a sua “lista feliz”, será muito gratificante descobrir que existem muitas coisas ao seu redor que podem fazê-lo imensamente feliz e que podem ser mais divertidas. E por que os pais não fazem a sua própria “lista feliz” também?

O lado bom dessa técnica é que podemos adicionar coisas à nossa lista conforme formos nos lembrando, e também podemos dedicar um dia da semana para atualizar a lista de cada um e, assim, contribuir para a felicidade de toda a família.

Como podemos fazer a “lista feliz”?

Aqui está um exemplo de como pode ser “a lista feliz”, mas você pode adaptá-la, adicionando ou removendo coisas… Qualquer um pode fazer a lista de acordo com os seus gostos e preferências.

Em primeiro lugar, é preciso se perguntar o seguinte: “O que me faz feliz?”. Ou, no caso de querermos que o nosso filho faça a sua “lista feliz”: “O que te faz feliz?”

Fora de casa

  • Ir para o campo passar o dia com a família.
  • Apreciar o nascer do sol na praia.
  • Ver a chuva cair em um dia chuvoso.
  • Brincar com o meu cachorro.
  • Ir ao parque e brincar com os meus amigos.
  • Deitar no campo ou na praia e ver as estrelas, principalmente durante o verão.
  • Observar as formas engraçadas de algumas nuvens.
  • Andar descalço na areia da praia.
  • Ouvir e observar os pássaros voando.

Em casa

  • Tomar um banho quente com os meus brinquedos de banho favoritos.
  • Abraçar os meus bichinhos de pelúcia.
  • Aproveitar o calor da minha cama enquanto está fazendo frio lá fora.
  • Aproveitar a água e a luz (muitas crianças não têm essas comodidades).

Com a família

  • Comer a minha comida favorita, que a minha mãe prepara tão bem.
  • Ouvir as histórias contadas pelos meus pais ou avós.
  • Fazer pipoca e curtir um filme em família.
  • Brincar com a mamãe e o papai.
  • Curtir uma tarde de jogos de tabuleiro com a família.

Individual

Essa lista é infinita e as atividades acima são apenas exemplos, pois podemos adicionar coisas, trocar uma por outra, etc. Todos os dias, podemos descobrir coisas novas e simples que nos fazem sentir bem. Então, vamos todos começar e fazer a nossa “lista feliz”.

"A lista feliz" para ensinar as crianças a valorizar as coisas simples

Quais são os benefícios da técnica da “lista feliz”?

  1. Essa técnica ajuda não só as crianças, mas também os jovens e os adultos a começar a ver e a valorizar as coisas que trazem alegria, bem-estar, satisfação, calma ou qualquer outro sentimento positivo que façam com que se sintam bem.
  2. Também ajuda as crianças a se conhecerem melhor, descobrindo os seus gostos individuais e aumentando, assim, a sua autoestima e autoconfiança.
  3. Essa estratégia também é muito útil quando as crianças estão se sentindo tristes, com raiva ou frustradas. Essa lista oferece opções para fazer com que se sintam melhor nesses momentos.
  4. Apreciar as coisas simples que nos fazem bem nos torna mais humanos. Dessa forma, estaremos ensinando os pequenos a serem gratos, menos materialistas, mais simples, mais generosos, menos egoístas e mais compassivos.

Em suma, agora que você já sabe o quanto ela é útil e todos os benefícios que a “lista feliz” possui, é hora de colocá-la em prática e descobrir todas as maravilhas que a vida pode nos oferecer sem ter que recorrer às coisas materiais. Então, o que você está esperando para implementar essa estratégia? Ela trará grandes benefícios tanto para os filhos quanto para os pais.

Pode interessar a você...
Dicas para evitar o consumismo compulsivo em crianças
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Dicas para evitar o consumismo compulsivo em crianças

Evitar o consumismo compulsivo em crianças é uma tarefa difícil. A publicidade está cada vez mais disponível para todos. Então, como evitá-lo?