Mitos sobre as frutas

17 Abril, 2020
Descubra os 4 mitos sobre as frutas que estão mais difundidos entre a população.

A nutrição é uma ciência na qual existe uma grande quantidade de mitos. Os mais antigos e difundidos entre a população são os mitos sobre as frutas, embora elas sejam saudáveis e ofereçam diversos nutrientes. Por isso, neste artigo, vamos explicar os 4 mais famosos.

Evite frutas ricas em açúcar para emagrecer, um dos mitos sobre as frutas que está mais difundido

Você já foi a um nutricionista ou endocrinologista? A partir dos anos 80-90, quem quisesse emagrecer recebia uma lista de alimentos proibidos, incluindo algumas frutas como bananas, uvas, figos, caquis e ameixas. No entanto, os tempos mudaram e as evidências científicas mostraram que não há relação entre o índice glicêmico e o emagrecimento.

Para quem não sabe, o índice glicêmico é a resposta gerada pelo nosso corpo diante do teor de açúcar contido nos alimentos. Quanto mais alto, mais rápido ele será absorvido pelo sangue. No entanto, isso depende do alimento como um todo.

Ou seja, as fibras desaceleram esse efeito, que é o que acontece com as frutas. Portanto, você pode comer até 3 porções de frutas diariamente, pois elas são benéficas para evitar o aparecimento de diabetes, doenças cardiovasculares e obesidade.

Mitos sobre as frutas: menina ao redor de várias frutas

Pessoas com diabetes não podem comer frutas

Conforme dissemos anteriormente, as frutas são basicamente formadas por água e fibras, especialmente se forem frescas. Além disso, elas fornecem vitaminas e minerais. Também contêm glicose e frutose, açúcares simples de absorção rápida.

Ao considerar esse último dado, poderíamos pensar que os diabéticos não conseguiriam metabolizá-las bem, piorando, assim, os seus níveis de açúcar no sangue. No entanto, como elas contêm fibras, ajudam a regulá-los, retardando a sua absorção.

Um copo de suco é igual a uma porção de frutas

É a alegação usada pela publicidade de sucos de frutas industrializados. Sem dúvida, eles são feitos com frutas, mas, quando elas são espremidas, as fibras são perdidas. Dessa forma, o corpo reage de forma diferente, aumentando os níveis de glicose no sangue rapidamente.

Isso significa que, após 2-3 horas, se você tiver diabetes, terá um risco maior de hipoglicemia por tomar apenas o suco e, ao mesmo tempo, ficará com fome novamente. Isso acontece porque o suco é um líquido que satisfaz apenas momentaneamente.

Inclusive, para a Organização Mundial da Saúde, os sucos fazem parte do grupo das bebidas açucaradas, por isso é aconselhável reduzir o seu consumo diário.

Mitos sobre as frutas: meninas tomando suco de frutas

É melhor comer frutas entre as refeições, outro dos mitos mais conhecidos

Você já ouviu falar que a fruta ingerida após as refeições seria fermentada? Não é necessariamente assim, a menos que você tenha uma indigestão.

Geralmente, aqueles que defendem essa afirmação usam como justificativa a ingestão de proteínas na mesma refeição. Mas, pelo contrário, existem frutas, como o abacaxi e o mamão, que contêm enzimas digestivas que facilitam a digestão das proteínas. Portanto, não faz sentido reforçar esse motivo para evitar comer a sobremesa.

Outro aspecto que deve ser levado em consideração é que, ao realizar um processo de emagrecimento ou para controlar a ansiedade alimentar, pode ser útil comer as frutas antes das refeições. Por quê? Como são ricas em fibras, água e vitaminas, elas nos dão uma sensação de saciedade, o que nos permite resistir até o meio-dia ou o jantar.

Para encerrar esse mito, acrescentamos que a razão pela qual as frutas geralmente são restringidas após as refeições é a intolerância à frutose. Esse açúcar também é encontrado em alguns legumes, hortaliças e oleaginosas, tais como passas, ameixas secas, etc.

Então, se na mesma refeição ingerirmos vários alimentos com altas doses de frutose, o transportador que permite a sua absorção ficará saturado, fazendo com que o excesso chegue ao intestino sem ser digerido. Então, as bactérias vão fermentá-la, produzindo sintomas digestivos como gases, inchaço e sensação de peso no estômago.

Em conclusão, consuma pelo menos 2 ou 3 porções inteiras de frutas frescas diariamente para obter os benefícios que elas proporcionam para a saúde. E não se esqueça de que a nutrição evolui com o tempo. Assim, o que pode ser bom hoje, talvez não seja mais outro dia. Inclusive, é sempre necessário adaptar a dieta à pessoa.

  • Karl JP, Roberts SB, Schaefer EJ, Gleason JA, Fuss P, Rasmussen H et al (2015). Effects of carbohydrate quantity and glycemic index on resting metabolic rate and body composition during weight loss. Obesity (Silver Spring):23(11): 2190-8.
  • Silva KC, Neri Nobre L, Emanuelle de Castro Ferreira Vicente S, Lopes Moreira L, do Carmo Lessa A, Alves Lamounier J(2016). Influence of glycemic index and glycemic load of the diet on the risk of overweight and adiposity in childhood. Rev Paul Pediatr, 34(3): 293-300.
  • Christensen AS, Viggers L, Hasselström K, Gregersen S. (2013) Effect of fruit restriction on glycemic control in patients with type 2 diabetes–a randomized trial. Nutr J,12:29.
  • Mamluk L, O’Doherty MG, Orfanos P, Saitakis G, Woodside JV, Liao LM et al (2017) Fruit and vegetable intake and risk of incident of type 2 diabetes: results from the consortium on health and ageing network of cohorts in Europe and the United States (CHANCES). Eur J Clin Nutr, 71(1): 83-91.
  • Muraki I, Imamura F, Manson JE, Hu FB, Willett WC, van Dam RM et al. (2013). Fruit consumption and risk of type 2 diabetes: results from three prospective longitudinal cohort studies. BMJ, 347.
  • Diabetes a la carta. ¿Se puede comer fruta con diabetes? Consultado el 21 de enero de 2020. Disponible en: https://diabetesalacarta.org/preguntas-frecuentes/
  • OMS. Nota informativa sobre la ingesta de azúcares recomendada en la directriz de la OMS par adultos y niños. Organización Mundial de la Salud, 2015.
  • Julio Basulto (Comer o no comer). Mejor una fruta entera que un zumo. [Actualizado el 8 de septiembre de 2015] Consultado el 21 de enero de 2020. Disponible en: https://comeronocomer.es/los-consejos/mejor-una-fruta-entera-que-un-zumo
  • Juan Revenga (Patia diabetes). (2019) No es recomendable sustituir fruta por zumos. Consultado el 21 de enero de 2020. Disponible en: http://www.patiadiabetes.com/no-recomendable-sustituir-fruta-zumos-2/
  • Ubois, L.; Farmer, A.; Girard, M. y Peterson,K. Regular sugar-sweetened beverages consumption between meals increases risk of overweight among preschool-aged children. J Am Diet Assoc 2007, 107(6): 924-34.
  • Yoshida, Y y Simoes, EJ. Sugar-Sweetened beverage, obesity and type 2 diabetes in children and adolescents: policies, taxation and programs. Curr Diab Rep 2018, 18(6): 31.
  • Pérez Aisa, A y Riquelme, A. (n.d.). Intolerancia a la fructosa-sorbitol. AEGASTRO(Asociación Española de Gastroenterologia). [Consultado 14 agosto 2019] Disponible en: https://www.aegastro.es/sites/default/files/archivos/documento-grupo/intolerancia_fructosa_-_sorbitol_0.pdf   
  • Guía Metabólica. (n.d.). Intolerancia Hereditaria a la Fructosa. [Consultado 14 de  agosto de 2019] Disponible en: https://metabolicas.sjdhospitalbarcelona.org/ecm/intolerancia-hereditaria-fructosa-ihf