5 dicas para evitar os pesadelos em crianças

16 Setembro, 2020
Os pesadelos fazem parte do desenvolvimento de uma criança entre os 2 e os 6 anos de idade. Contudo, podemos seguir algumas dicas para que os pesadelos apareçam com menos frequência.

Os pesadelos são normais durante o desenvolvimento infantil. Geralmente, aparecem entre 2 e 3 anos e, com eles, a criança expressa as experiências vividas. No entanto, isso não significa que os pequenos não se sintam mal quando eles aparecem. Neste artigo, vamos ver como podemos evitar os pesadelos em crianças.

Quando as crianças têm pesadelos, elas podem ficar com medo de alguma coisa com a qual sonharam ou até mesmo não querer voltar a dormir para não ter outro pesadelo. Vamos ver algumas dicas para evitar os pesadelos para que a criança possa dormir tranquilamente.

Possíveis causas para os pesadelos em crianças

Os pesadelos geralmente ocorrem na segunda metade da noite, durante a fase REM. As causas podem ser:

  • Não há uma rotina estabelecida.
  • Quando as crianças estão doentes ou com febre, os pesadelos são acentuados.
  • Não dormir a quantidade de horas necessárias.
  • Ansiedade ou estresse causados por alguma mudança na vida, tais como mudar de casa, o nascimento de um irmão, etc.
  • Quando as crianças estão muito cansadas, também é mais provável que elas tenham pesadelos.

Dicas para evitar os pesadelos em crianças

dicas para evitar os pesadelos em crianças

Ter conforto no quarto

Podemos acender uma luz noturna para trazer um pouco de iluminação para o quarto, mas nada exagerado. A criança pode dormir com um ou mais bichos de pelúcia favoritos e isso vai fornecer segurança e estabilidade.

Monitorar o que assistem na televisão e não permitir que fiquem assistindo uma hora antes de dormir

Temos que tentar fazer com que elas não assistam televisão uma hora antes de ir para a cama. Mas, se assistirem, devemos procurar conteúdos que não sejam violentos ou agressivos. Se forem desenhos animados, podemos buscar os que não sejam muito coloridos, para que não estimulem o cérebro na hora de dormir.

Criar rotinas

É importante estabelecermos rotinas todos os dias, pois isso traz segurança e equilíbrio. Dessa forma, as crianças saberão o que deve ser feito a cada momento do dia e não haverá nenhuma surpresa. Elas devem ter o mesmo horário para tomar banho, comer, escovar os dentes e dormir todos os dias.

Ler uma história antes de dormir

É muito importante introduzir a leitura de uma história adaptada à idade da criança no momento antes de dormir, pois isso vai fazê-la relaxar. Também podemos trazer relaxamento por meio de uma música suave e sons da natureza, a fim de induzir o sono do pequeno e relaxá-lo.

O que podemos fazer se os pesadelos aparecerem mesmo seguindo essas dicas?

  • Você deve ir para o quarto da criança para acalmá-la.
  • Com uma voz suave e de forma carinhosa, converse com ela para que ela não fique ainda mais assustada do que já está.
dicas para evitar os pesadelos em crianças

  • Diga que tudo já passou e que foi apenas um pesadelo, que a mamãe ou o papai estão ao lado dela. Conte uma boa história para distraí-la e fazê-la esquecer tudo de ruim que aconteceu durante o pesadelo.
  • Quando a criança tiver um pesadelo, não devemos levá-la para a nossa cama, pois, se agirmos dessa forma, ela vai acabar criando esse hábito e teremos dificuldade para corrigir essa situação futuramente. Devemos acalmá-la no quarto dela, para que ela possa voltar a dormir na própria cama.
  • Se os pesadelos se repetirem todas as noites, você deve consultar o pediatra porque talvez exista um distúrbio do sono ou a criança esteja sofrendo estresse pós-traumático. Isso também pode ser uma indicação de um problema psicológico derivado do ambiente da criança.

Sobre como evitar os pesadelos em crianças

Embora os pesadelos sejam normais durante o desenvolvimento da criança, especialmente dos 2 aos 3 anos, eles podem continuar aparecendo até os 6 anos de idade. No entanto, vão desaparecer conforme a criança for crescendo.

Essas são algumas dicas para evitar os pesadelos em crianças e sobre o que devemos fazer se, apesar de tudo, eles ainda aparecerem. No entanto, se o pequeno continuar tendo pesadelos e realmente estiver se sentindo mal, é importante consultar o pediatra.