Meu filho tem dificuldade para fazer amigos

29 de agosto de 2019
Algumas crianças têm dificuldade para fazer amigos. Para ajudá-las a socializar, precisamos conhecer a causa dessa dificuldade a fim de propor soluções.

Certamente, a amizade é importante em todas as fases da vida. No entanto, ter uma vida social saudável e ativa desde a infância melhorará a segurança e a autoestima. A maioria das crianças não têm dificuldade para estabelecer relacionamentos com seus pares, mas pode ser que o seu filho tenha dificuldade para fazer amigos. Se esse for o caso, então este artigo pode ser do seu interesse.

É essencial que o nosso filho entenda claramente o conceito de amizade e o que isso significa. Os componentes básicos dela são:

  • O amor pelo outro.
  • A reciprocidade e o apoio mútuo. Saber que o outro se sente igualmente unido conosco e que isso é incondicional.
  • Confiança e sinceridade. Podemos falar sobre tudo o que nos preocupa, sem sermos julgados. Pelo contrário, haverá confiança para ouvir uma opinião sincera.
  • A busca. Existe um interesse e preocupação mútuos. Isso os leva a se comunicar, passar tempo juntos ou saber sobre o outro.

Antes de tentar resolver a dificuldade dos filhos para fazer amigos, é conveniente saber qual pode ser a verdadeira causa. A seguir, vamos listar algumas das possíveis situações que podem ocorrer.

dicas para ajudar o nosso filho a superar as dificuldades

Por que o meu filho tem dificuldade para fazer amigos?

Maturidade

A capacidade de fazer amigos é um processo de amadurecimento. Isso é alcançado em torno dos 4 ou 5 anos, embora cada criança tenha o próprio ritmo e isso possa depender de outros fatores.

Questões de personalidade, um dos possíveis fatores pelos quais o seu filho tem dificuldade para fazer amigos

Uma criança introvertida tende a procurar momentos de solidão, até mesmo fugindo da companhia dos outros. O barulho e a multidão a oprimem.

Por outro lado, a criança tímida (ou com baixa autoestima) ficará insegura, esperando que os outros deem o primeiro passo. Ela terá dificuldade para expressar as suas preferências e se deixará levar.

Problemas comportamentais

Sem dúvida, uma criança com falta de limites, caprichosa ou agressiva terá muita dificuldade para fazer amigos. Os outros não se sentirão à vontade na sua companhia e evitarão compartilhar as brincadeiras com ela.

Dificuldades físicas (linguagem, audição, mobilidade, etc.)

Essas dificuldades podem causar problemas na comunicação do nosso filho com os outros. Isso fará com que o restante das crianças (não sensibilizadas) o vejam de maneira diferente e não queiram ou não saibam interagir com ele.

Da mesma forma, o nosso filho pode não se sentir compreendido. Assim, fica difícil estabelecer um bom relacionamento.

Problemas de hiperatividade ou atenção

Essas crianças dão a sensação de serem muito disruptivas ou podem fingir que não se interessam pelos outros. Elas podem provocar rejeição entre seus pares, até mesmo entre os outros pais.

Crianças com altas capacidades

Algumas crianças com capacidade cognitiva acima da média podem sentir que não se encaixam com seus pares. Elas têm dificuldade para encontrar pares que compartilhem dos seus interesses e da sua maneira de entender a vida. Isso fará com que se sintam deslocadas, incompreendidas e, até mesmo, rejeitadas.

Crianças que sofrem bullying escolar

O fato de ser maltratado ou ignorado na escola fará com que a sua autoestima seja muito baixa. Será difícil confiar nos outros, e elas evitarão se aproximar de novas crianças por medo de serem ridicularizadas e maltratadas.

Meu filho tem dificuldade para fazer amigos. Como evitar isso?

As crianças aprendem a socializar, bem como sobre o valor da amizade, através dos pais. Nós somos o melhor exemplo que elas podem ter. Devemos ouvi-las, saber do que precisam, como se sentem e como agem com o restante das crianças.

Algumas dicas para ajudar o nosso filho a superar as dificuldades que ele possa ter para fazer amigos são:

  • Compartilhe situações sociais com amigos. Ou seja, estimular o seu filho a aprender habilidades sociais através da sua experiência. Certifique-se de que, nestas reuniões, haja crianças da mesma idade com quem ele possa compartilhar experiências e brincadeiras.
Por que o meu filho tem dificuldade para fazer amigos?

  • Fale sobre o significado da amizade. Faça com que ele entenda que nem todo mundo é amigo e que pode haver algumas decepções. Além disso, explique que nem todos os amigos permanecem para sempre, mas que existem outros que sim, e que tudo dependerá das circunstâncias pessoais e do tipo de relacionamento estabelecido.
  • Pergunte sobre as crianças que ele conhece e o tipo de relacionamento que ele tem com elas. Mostre interesse por aquilo que ele pensa sobre os outros e sobre como se sente com seus pares. Facilite a comunicação com ele e promova a sua segurança e empatia.
  • Procure atividades extracurriculares de seu interesse ou leve-o a reuniões onde haja crianças com os mesmos gostos e interesses. Dessa forma, será mais fácil para ele se sentir integrado e interessado em ir a mais eventos sociais com seus pares.
  • Ajude-o a resolver os conflitos que possam surgir nos seus relacionamentos. Mas não intervenha ativamente, a menos que seja necessário. Ensine ferramentas para resolver os problemas sozinho. Dessa forma, a autoestima da criança vai aumentar e ela ganhará independência.
  • Caso o seu filho esteja sofrendo bullying escolar, informe à escola e tome as medidas adequadas.
  • Villarreal González E, Sánchez Sosa JC, Musito Ochoa G. (2010). Cómo mejorar habilidades sociales. Universidad Autónoma de Nuevo León, México.
  • Ruiz Lázaro, PJ. (1998). Promoviendo la adaptación saludable de nuestros adolescentes. Ministerio de Sanidad y Consumo, España.
  • Gallego Ortega, JL. (1994). Educación Infantil. Ed: Aljibe.
  • Parets Luque C. (2014). Mi lado de la bufanda. Ed: CreateSpace Independent Publishing Platform.