O que é a doação de óvulos?

29 Agosto, 2020
A doação de óvulos pode ser uma opção para as mulheres que têm dificuldade para conceber por causa de problemas com os próprios óvulos. Em que consiste essa técnica?
 

A doação de óvulos é uma técnica de reprodução realizada por meio da fertilização in vitro. É aplicada a mulheres com problemas nos óvulos, para que elas possam conceber através da doação de óvulos saudáveis ​​de outras mulheres. Pode ser realizada com os espermatozoides do parceiro da mulher ou com os de um doador.

A fertilização in vitro a partir da doação de óvulos consiste em unir o óvulo doado e o espermatozoide do parceiro ou de um doador fora do corpo da mulherOs embriões resultantes são incubados durante um período de 3 a 6 dias. Então, são selecionados aqueles que têm maior probabilidade de implantação para que sejam transferidos ao corpo da mulher.

Como é o processo de doação de óvulos para a paciente doadora?

Diante da escolha de fazer a doação, há certas recomendações que devem ser atendidas, mas somente um especialista pode determinar quais são as características fundamentais.

  • Recomenda-se que a doadora tenha entre 20 e 30 anos de idade, boa saúde física e mental, não seja portadora de nenhuma doença sexualmente transmissível ou genética e não seja adotada (pois ela não poderia fornecer informações sobre o histórico médico dos seus pais biológicos).
  • Fazer testes para verificar se os requisitos podem ser atendidos, garantindo, assim, sua boa saúde e o sucesso do tratamento. Nessa parte, são avaliados o histórico familiar e os hábitos pessoais.
  • Banco de dados de doadoras. Se todos os exames realizados tiverem resultados favoráveis, a mulher será incluída no banco de dados até a chegada de uma receptora compatível com suas características físicas.
 
  • Escolha de uma doadora. Para a seleção, há o cuidado de que as características físicas coincidam com as da paciente receptora.
  • Aspiração folicular. Após a ovulação, para extrair os oócitos, é feito um procedimento ambulatorial com sedação (por via intravenosa) e, através da vagina, é realizada uma punção dos ovários para extrair os oócitos (que precedem ao óvulo) dos folículos (que fazem parte do ovário).
  • Estimulação ovariana. A doadora recebe injeções subcutâneas de hormônio durante um período de duas semanas. Além disso, também há o monitoramento através de ultrassons e exames de sangue.
a doação de óvulos

Processo de doação de óvulos para a paciente receptora

A paciente receptora também deve atender a uma série de requisitos. Assim como acontece com a doadora, esses requisitos só podem ser confirmados por um especialista.

  • Recomenda-se que a receptora tenha entre 35 e 45 anos.
  • Características que geralmente levam a optar por essa técnica: más condições dos ovários, baixa operabilidade dos ovários, poucos oócitos, mulheres que apresentaram menopausa precoce.
  • Realização de exames: são feitos para confirmar que a mulher esteja em boas condições físicas e para descartar qualquer doença que ponha em risco a sua vida ou a vida do bebê.
 
  • Preparação do útero para receber os embriões: o procedimento será feito através de medicação hormonal e monitoramento por ultrassom e exames de sangue, a fim de preparar o endométrio (membrana mucosa que reveste a cavidade do útero) da paciente receptora para a transferência dos embriões.
  • Transferência dos embriões: pode ser feita de duas maneiras: a fresco (simultaneamente e as pacientes não necessariamente devem se conhecer), ou com embriões congelados, na qual primeiramente os óvulos da doadora são extraídos e, posteriormente, introduzidos na receptora, que decide quando o processo deve começar.
  • Período de espera: é o período entre a transferência e a gravidez, que pode durar de 12 a 14 dias.

“A fertilização in vitro a partir da doação de óvulos consiste em unir o óvulo doado e o espermatozoide do parceiro ou de um doador fora do corpo da mulher”.

Quando podemos ver a doação de óvulos como uma opção?

Conforme uma mulher vai ficando mais velha, as chances de engravidar com seus próprios ovários se tornam menores. Isso ocorre porque a reserva ovariana vai se esgotando e a sua qualidade diminui. Ou seja, com o passar do tempo, a mulher se torna menos fértil.

Portanto, a idade média para ser uma paciente receptora para a doação de óvulos pode ficar entre os 35 e os 45 anos, até um limite de 50 anos de idade. Essa técnica reprodutiva oferece uma excelente oportunidade de ser mãe para as mulheres maduras que não têm óvulos ideais para a procriação.

a doação de óvulos
 

Por que é estabelecido um limite de idade para a paciente receptora?

Não há uma lei que defina um limite de idade. No entanto, Josep Oliveras, um biólogo especializado em técnicas de reprodução humana assistida, recomenda um limite de idade de até 50 anos para a realização dessa técnica por causa de todos os riscos e complicações que podem surgir durante a gravidez. Alguns exemplos disso são o diabetes gestacional, a hipertensão arterial ou o trabalho de parto prematuro.

No entanto, para que seja bem-sucedida, é necessário que a mulher procure um especialista que a oriente e indique o tratamento a ser seguido, bem como os exames que devem ser feitos, com o objetivo de que ela esteja em boas condições ao iniciar o processo e, assim, possa ter uma gravidez e um parto sem complicações.

 
  • González Pla, F., Cambra Badii, I. A., Giambo, L., Mastandrea, P. B., Paragis, M. P., Tomas Maier, A., … & Michel Fariña, J. J. (2017). Ovodonación y subjetividad: aportes clínicos a partir de un estudio teórico empírico. https://ri.conicet.gov.ar/handle/11336/49954
  • Hilario, R., Dueñas, J., Santos, R. D. L., Garcia, J., & Velarde, L. (2015). Mujer con falla ovárica prematura a los 15 años de edad, logra embarazo con ovodonación. Revista Peruana de Ginecología y Obstetricia, 61(2), 151-156. http://www.scielo.org.pe/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2304-51322015000200009
  • Lumbreras, M., Lluesma, S. M., Rodriguez, B., Conti, M. S., & Hurst, S. Infertilité, FIV, Ovodonation: parcours d’une vie.