Educação financeira para crianças

31 de maio de 2018
Preparar as crianças sobre como lidar com os choques econômicos de hoje em dia, assim como administrar de maneira divertida e efetiva o dinheiro desde pequenos, será uma grande ferramenta para quando atingirem a idade adulta.

Hoje em dia a economia está muito instável em todos seus níveis. Parece correto que as crianças em casa sejam orientadas sobre algumas noções de economia. É o que poderíamos chamar de educação financeira para crianças.

Olhando por um ponto de vista prático, a educação financeira para crianças evitaria muitos problemas futuramente. Para isso, só é preciso encontrar as ferramentas necessárias para ensinar esses conhecimentos de maneira divertida, para que assim os pequenos se sintam motivados com essa atividade.

“Durante a infância os hábitos começam a ser formados, desse modo, é a época mais propícia para que aprendam sobre economia financeira.”

Benefícios da educação financeira para crianças

A educação financeira as ajuda a perderem a aversão pelo dinheiro, além de que permite planejar melhor suas economias e pequenos gastos.

À medida que a criança poupa e percebe as vantagens que essa ação traz consigo, se motivará a organizar seus gastos e se planejar melhor.

moedas conceito de poupança mesada

O papel dos pais na formação financeira

O primeiro passo sempre é dado pelos pais, determinando uma mesada mensal ou semanal, ou mesmo alguma recompensa por algum trabalho extra. Como comentamos anteriormente, assim se ensina o hábito de poupar.

O esforço de ganhar o dinheiro deve ser da criança. Os pais, claro, tem o dever de ajudar, porém sempre deixando a maior parte da responsabilidade para a criança.

Devemos deixar bem claro quais serão as tarefas ou atividades que serão recompensadas monetariamente. Mas muita atenção: as obrigações de casa, ter um bom comportamento ou as notas escolares fazem parte das obrigações, portanto não devem ser recompensadas com prêmios de espécie alguma.

Devemos dar às economias o valor que elas merecem. Uma das funções mais importantes da educação financeira é fazer com que as crianças entendam o que realmente significa poupar. Deverão ter um objetivo, assim a motivação será maior.

Educação financeira através dos jogos

Um dos métodos mais efetivos de ensino é, sem dúvida alguma, a utilização de jogos. Nesse caso especifico, o jogo “Banco Imobiliário” seria o mais indicado.

Nesse divertido jogo, a criança começa a comprar imóveis, economiza e raciocina sobre o que necessita para ganhar a partida. Planeja estratégias de maneira individual e se diverte nesse processo.

Sempre é interessante perguntar ao jogador sobre as ações tomadas ou sobre as que pretende tomar. Por exemplo, se ele pensa em comprar determinada casa, não seria melhor poupar para comprar outro imóvel depois? Perguntas simples que ajudem com futuros lucros.

“A criança sempre deve levar em conta suas necessidades e interesses. O jogo a ajudará a enxergar de maneira astuta e responsável as decisões a serem tomadas.”

Estabelecer objetivos e cumpri-los

O fato de saber em que se vai  gastar o dinheiro é muito importante. É fundamental que a criança tenha uma noção clara do destino das suas economias. Elas sempre querem ter brinquedos novos. Assim, esse desejo pode ser utilizado como um objetivo para promover a poupança.

A ferramenta mais utilizada para este método de poupança é o do famoso porquinho de moedas. A criança cada vez que obtiver algum dinheiro, deposita no porquinho até que ele fique cheio e assim possa materializar o sonho de ter o brinquedo desejado.

Caso aconteça que o dinheiro poupado não seja suficiente para comprar o brinquedo desejado, podemos arcar com a diferença. A ideia com isso é que a criança sinta o apoio de seus pais para dessa maneira poder alcançar os objetivos propostos.

jogo monopólio

É muito importante observar a conduta de poupador da criança e incentivar a não perder de vista as metas e os objetivos propostos. Dessa modo se conseguirá que ela aprenda a poupar e tomar decisões acertadas a respeito do dinheiro.

Em vários países um dos aspectos mais importantes na educação financeira para menores é criar consciência sobre seus gastos e como administrá-los; no futuro formará parte de seu dia a dia como adultos.

Sempre é conveniente esclarecer para a criança que tudo na vida tem seu custo, daí a importância da poupança. É bastante simples aplicar essa ideia, mediante pequenos gastos que a criança possa e se sinta segura de assumir.

Preparar os jovens para serem consumidores responsáveis, ensinar a eles o valor de saber administrar de maneira efetiva seu dinheiro e formar bons hábitos com eles, ajudará para que sejam adultos com uma excelente responsabilidade financeira.