O que é o efeito Mateus?

“Quem tem mais benefícios recebe mais benefícios, assim como quem tem menos recebe menos”. Isso é conhecido como efeito Mateus. Neste espaço, vamos falar sobre a sua relação com a aprendizagem.
O que é o efeito Mateus?

Última atualização: 22 Janeiro, 2021

O termo ‘efeito Mateus’ tem sido usado desde meados do século XX pela sociologia e pela psicologia para explicar o efeito de que as pessoas que têm certos benefícios acabam obtendo mais benefícios, enquanto as pessoas que têm menos benefícios também têm menos possibilidades para conseguir acessá-los.

No início, esse conceito se referia apenas ao acúmulo de bens materiais, riqueza ou fama. Mais tarde, no entanto, esse termo também passou a ser usado por outras áreas, tais como educação, psicologia e economia.

Nas linhas a seguir, vamos explicar em que se baseia esse efeito e como essas desigualdades podem ser explicadas.

“Os ricos ficam mais ricos e os pobres mais pobres.”

– Percy Shelley-

o efeito Mateus

Por que é chamado de efeito Mateus?

Esse fenômeno deve o seu nome à passagem bíblica do Evangelho de São Mateus, mais especificamente ao capítulo 13, versículo 12, que diz “porque a todo aquele que tem será dado, e terá em abundância; mas daquele que não tem, até o que tem será tirado”.

Esse conceito foi utilizado para explicar a distribuição de benefícios materiais ou imateriais, explicar por que quem tem mais possui mais e vice-versa. Existem muitas áreas em que esse termo foi usado para explicar a distribuição desigual.

Por exemplo, quando aplicado no campo econômico, o dinheiro, a riqueza ou os bens materiais são usados ​​como parâmetro. Entretanto, em outros campos, tais como a psicologia e a educação, o conceito faz referência a valores como confiança, prestígio social, etc. Portanto, dependendo da área que se queira explicar, serão estudados diferentes parâmetros para a medição.

Nesse sentido, a seguir, vamos nos concentrar no campo da psicologia da educação para explicar esse fenômeno.

O efeito Mateus na leitura

O psicólogo Keith Stanovich (1984) foi o primeiro a adotar esse conceito para explicar os problemas de leitura e escrita que observou durante as suas pesquisas. Crianças que possuem ótimas habilidades de leitura desde o início têm maiores vantagens ao longo da vida em comparação com aquelas que não têm essa habilidade.

Isso pode ser explicado porque as crianças que falham na leitura ou têm dificuldade para ler apresentam problemas de motivação e de perda de autoconfiança. Portanto, elas leem menos e acabam se distanciando dos colegas que possuem uma maior capacidade de leitura, já que esses colegas leem mais e têm uma maior motivação e autoconfiança.

A tudo isso também se soma o tratamento diferenciado dado pelos professores às crianças com necessidades educativas especiais. Como elas davam menos retorno, os professores esperavam menos de suas respostas ou visitavam com menos frequência suas mesas.

Como reverter o efeito Mateus?

Para reverter esse efeito na escola, os professores devem incentivar e ajudar as crianças que mais precisarem. E nós, como pais, devemos fazer o mesmo em casa. Mas como?

  • Passando um tempo com elas.
  • Parabenizando pelas conquistas que obtiverem.
  • Dando tempo quando tiverem que responder a uma pergunta feita pelo professor.
  • Motivando-as para que se sintam autoconfiantes e capazes de atingir as metas.
  • Nem sempre dizendo o que está errado, porque assim elas não vão tentar melhorar. Pelo contrário, devemos reforçar o que fizerem corretamente.
  • Não fazendo comparações entre os colegas. Cada um é diferente do outro, com diferentes ritmos de aprendizagem.
  • Não incentivando a competição entre os colegas. É necessário incentivar a competição de cada um consigo mesmo, para que possa se superar a cada dia.
o efeito Mateus

Com tudo isso, conseguiremos garantir uma igualdade de oportunidades para todas as crianças e proporcionar essa possibilidade para aquelas que ainda não adquiriram um determinado aprendizado acabem adquirindo-o e, dessa forma, fiquem cada vez mais próximas do restante dos colegas.

Quanto ao efeito Mateus…

Agora você já sabe um pouco mais sobre o efeito Mateus e a importância de educar as crianças para a participação e não para a competição. Está nas mãos dos adultos corrigir as desigualdades que às vezes surgem entre as crianças e que sempre são fomentadas, para o bem ou para o mal.

Portanto, devemos ajudar aqueles que mais precisam ou menos sabem, para que possam alcançar os seus objetivos e metas. Se esses pequenos não receberem apoio suficiente, acabarão fracassando.

Pode interessar a você...
A Banda de Um Homem Só: um curta para refletir sobre a rivalidade
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
A Banda de Um Homem Só: um curta para refletir sobre a rivalidade

A Banda de um Homem Só é um curta de animação da Pixar, que nos faz refletir sobre o problema da rivalidade. Conheça essa bela criação!