Estimulação sensorial para bebês

· 11 de novembro de 2017

O cérebro dos bebês, e o nosso, trabalha com a informação fornecida pelos sentidos e pelo seu próprio corpo sobre o ambiente. É assim que os pequenos vão aprendendo como é a voz da mamãe, a distância até um objeto, como deve colocar suas pernas para pegar impulso, como se sente algo frio ou úmido…

Enfim, é por meio dos sentidos e dos sistemas vestibular e proprioceptivo que os bebês aprendem a viver. Esso é o ponto de partida para a estimulação sensorial nos bebês.

Sentido do tato

Para estimular o sentido do tato no bebê você deve escolher algumas destas atividades de acordo com a idade do pequeno. Com certeza você já tentou algumas delas e tem outras em mente:

  • Com uma escovinha macia, que você usa para penteá-lo, faça cócegas passando sob sua pele, como se estivesse penteando o pé ou as mãozinhas. Faça isso principalmente nos braços, nas pernas, nas mãos e nos pés.
  • Toque, faça carinho e cócegas no bebê.
  • Deixe o pequeno brincar com potes cheios de água com diferentes temperaturas, coloque em um deles água morna, no outro água em temperatura ambiente e no outro coloque água fria. Coloque alguns brinquedos em cada potinho e incentive-o a explorar.
  • Leve o bebê para a praia e deixe brincar na areia. Também é muito prático ter sua própria caixa de areia em casa com alguns brinquedos. É possível guardar a areia em uma pequena piscina inflável, certificando-se de mantê-la coberta quando estiver sendo usada.
  • Dê objetos de diferentes texturas ao bebê. Você pode comprar bolas de borracha do tamanho de uma bola de beisebol e forrá-las com diversas superfícies: algodão, tecido, plástico bolha, papel alumínio, papel celofane. Você deve ter cuidado que os materiais que você colar não se desprendam, para que o bebê não possa colocá-los na boca.
  • Encha algumas vasilhas com grãos de diversos tamanhos, uma com arroz, outra com grão de bico e outra com bolinhas de gude. Esconda dentro das vasilhas alguns brinquedos para que a criança tenha que colocar as mãozinhas e explorar. Fique atenta para que ela não coloque nada na boca.
  • Deixe que explore, brinque e se suje com a comida. Os bebês adoram sujar os rostos e os braços com papinha. Deixe-o tentar comer sozinho também. Para a sua tranquilidade, você pode ir dando a comida em outro prato e assim terá a certeza de que seu filho comeu bem.
  • Deixe que brinque com substâncias “estranhas”: viscosas como a gelatina ou com outras inéditas, como a espuma ou as massinhas de modelar.
estimulação sensorial

Sentido do paladar

  • Assim que o pediatra permitir, introduza na dieta do bebê novos alimentos que o incentivem a descobrir novas texturas, novos sabores e novos aromas. A princípio vai parecer estranho. Mas faz é parte do que significa descobrir e despertar os sentidos.
  • Dê a ele também alimentos com temperaturas diferentes.
  • Existem uns saquinhos nos quais você pode colocar pedacinhos de fruta, carne, frango ou vegetais para que o seu bebê possa chupá-los sem o risco engasgar.

Sentido do olfato

  • Deixe o bebê sentir o cheiro das frutas, ensine-o a apreciar o cheiro dos alimentos.
  • Quando ele crescer um pouco mais, vocês podem brincar de tapar os olhos e adivinhar o que está cheirando.
  • Ensine seu filho a ser curioso com o olfato, deixe que cheire os seus cremes, os xampu e outros produtos com algum cheiros diferentes.

Sentido da audição

  • Converse com seu bebê, não há nada que os bebês gostam mais do que a voz da mamãe. Quando seu filho estiver mais grandinho, brinque de fazer vozes diferentes com caras engraçadas.
  • Cante pra ele, sem medo. Os bebês sempre acham que suas mães cantam muito bem.
  • Leia historinhas com imagens grandes e simples.
  • Deixe o bebê brincar com papéis bem barulhentos que façam muito barulho ao serem amassados, como o papel celofane, ou rasgar pedaços de papel jornal.
  • Dê a ele brinquedos com sons ou que emitam sons, como os instrumentos musicais.
  • Escute músicas variadas.
  • Ensine o som que alguns animais fazem.
  • Fale com ele usando palavras simples e frases curtas. Não é preciso gesticular muito nem pronunciar de maneira exageradamente lenta as palavras. Seu bebê é um pequeno ser humano que fala o mesmo idioma que você, não é um extraterrestre incapaz de compreender.
  • Deixe seu filho brincar com a voz. Você vai ver como ele grita e sorri ao mesmo tempo. Os bebês adoram fazer isso.
estimulação sensorial

Sentido da visão

  • Deixe vários móbiles ao seu dispor. Você também pode adicionar outras partes para pendurar nos móbiles de sua casa. Tenha cuidado para que não se soltem.
  • Dê um passeio com seu bebê pelo parque, observem as plantas, os pássaros e as nuvens no céu. Embora pareça muito romântico, é uma ótima estimulação.
  • Deixe seu filho brincar com brinquedos de várias cores, brilhantes, opacos, fosforescentes, de tons pastéis, monocromáticos, com luzes.
  • Ensine a acompanhar os brinquedos com os olhos. Movimente-os suavemente na frente do bebê no sentido horizontal, de um lado para o outro e também de cima para baixo.
  • Mostre a ele historinhas com imagens grandes e coloridas

Sistema vestibular

  • Coloque o bebê em alguns momentos de barriga para cima e em outros virado para baixo.
  • Coloque ele sobre uma bola grande, de praia ou de fazer ginástica e balance-o com cuidado.
  • Balance-o no seu colo.
  • Pegue o bebê no colo e dance suavemente, às vezes mais rápido… sempre mudando de música.
  • Coloque-o numa cadeirinha ou em uma rede para bebês e comece a balançá-lo permitindo que seu corpo se acomode ao movimento e possa gerar novas posturas e equilíbrio.

Sistema proprioceptivo

  • As massagens infantis estão na moda atualmente. Elas são ideais para estimular o sistema proprioceptivo.
  • Abrace seu filho tão forte quanto puder.
  • Aperte-o brincando com ele.  Aperte seus bracinhos e pernas de maneira que ele adquira consciência de que estão aí.
  • Enrole o bebê com algum cobertor durante alguns minutos e depois o desenrole.

Respeite os limites

Todas essas atividades são ideais desde que você não abuse e o estimule além da conta. Caso contrário, você poderá criar um bebê hiperativo. Aproveite sua rotina diária para incluir da maneira mais natural possível esse tipo de atividades. Respeite os gostos do seu bebê. Se ele não se sente confortável com alguma delas, entenda e respeite.