Estudo revela que filhos de mães mais velhas são emocionalmente mais saudáveis

Apesar da crença popular, ser mãe em uma idade mais avançada pode estar associado a alguns benefícios. Por exemplo, a ciência afirma que a saúde emocional das crianças é melhor nesses casos. Descubra mais informações a seguir.
Estudo revela que filhos de mães mais velhas são emocionalmente mais saudáveis

Última atualização: 03 Agosto, 2021

As mães mais velhas enfrentam muitos desafios quando a maternidade chega tardiamente. No entanto, muitas mulheres que passaram por essa experiência revelaram que se sentiram bem e ficaram felizes com sua decisão. Claro que acreditamos nelas, mas há outros fatores: os pesquisadores descobriram que seus filhos também são mais felizes e emocionalmente mais saudáveis.

Um estudo com cerca de quatro mil mulheres dinamarquesas revelou que os filhos de mães mais velhas tinham menos problemas emocionais. Nesse sentido, a maternidade tardia trouxe benefícios comuns para mães e filhos. As mães dessas crianças são equilibradas, sabem o que desejam e tiveram sucesso em muitos sentidos.

Apesar desses resultados, os cientistas não querem dizer que com outras mulheres isso não aconteça. Somos filhos de mães de diferentes idades e não se pode dizer que a maioria de nós sofre de problemas emocionais. No entanto, esse tipo de investigação revela algumas diferenças evidentes.

Por que mães mais velhas têm filhos emocionalmente mais saudáveis?

 

Você sabia que mães mais velhas têm filhos emocionalmente mais saudáveis?

Os estudiosos analisaram a criação dos filhos em vários estágios. Mais de 4700 mulheres que se tornaram mães após os 33 anos de idade participaram da pesquisa. O comportamento das crianças foi analisado em pelo menos três etapas, aos 7 anos, depois aos 11 e finalmente aos 15 anos.

Entre as principais descobertas da pesquisa está o tipo de punição que essas mães implementam. Por exemplo, foi observada menos repreensão física e verbal. Essas mulheres são um pouco mais compreensivas com os filhos, orientando-os de forma gentil e sem tantas repreensões. Aparentemente, segundo os especialistas, isso significa que seus filhos não são afetados por palavras ofensivas, certas injustiças e muito menos maus-tratos.

Eles explicam detalhadamente que aos 7 anos de idade as crianças apresentam menos problemas emocionais, comportamentais e sociais. Isso se mantém pelo menos até os 11 anos de idade. No entanto, como em qualquer caso, quando as crianças completam 15 anos, o cenário se altera. Os ânimos dos adolescentes mudam de qualquer modo, mas quando são filhos de mães mais velhas, a mudança não é tão drástica.

Para chegar a uma conclusão, os pesquisadores levaram outros fatores em consideração. Por exemplo, a situação econômica da família e o seu grau de escolaridade geral. Então, concluíram que a paciência com que as mães mais velhas educam é algo que elas adquiriram ao longo dos anos.

Benefícios de ter crianças quando se é mais velha

Além da paciência na criação, outro benefício encontrado é o nível de expectativa de vida. As mães mais velhas sabem o que é bom e o que é ruim em diferentes aspectos. Aquelas que não foram mães anteriormente podem não se preocupar tanto com sua saúde e são menos cautelosas. No entanto, quando ficamos mais velho, temos mais medo de um desfecho trágico. Portanto, quando a maternidade ocorre tardiamente, a expectativa de vida aumenta.

 

Estudos anteriores mostraram que a expectativa de vida das mulheres que tiveram filhos após os 35 anos aumentou até 50%. Ou seja, elas têm 50% mais chances de chegar aos 95 anos em relação às mulheres que foram mães entre 20 e 29 anos.

Outros benefícios descobertos em 2016 é que os filhos de mães mais velhas tendem a ser mais altos e mais inteligentes. Porém, sabemos que isso não é uma exclusividade. Todos os nossos filhos são bonitos e inteligentes. No entanto, esses dados foram obtidos de estudos nos quais foi constatado que uma população de 1,5 milhão de pessoas nascidas de mulheres mais velhas apresenta melhor forma física. Outra característica que definiu esse grupo foram as melhores notas.

Estudos sobre a maternidade em mulheres com mais de 50 anos mostraram que elas têm mais energia do que se pensa. Na maioria dos casos, essas mulheres se tornaram mães graças à doação de óvulos. Como é de se esperar, esses tratamentos são difíceis, mas seus níveis de energia eram mais elevados.

Por outro lado, os especialistas não conseguiram determinar por que os filhos de mães mais velhas são emocionalmente mais saudáveis. Do mesmo modo, não foram capazes de explicar por que eles possuem outras qualidades notáveis. No entanto, presumem que tudo tem a ver com os genes.

Pode interessar a você...
Não é o sangue, mas o coração que nos torna uma família
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Não é o sangue, mas o coração que nos torna uma família

Muitos dos nossos filhos não cresceram em nosso útero, são filhos de nosso coração. Porque o que faz uma família nem sempre é sangue ou genes.