Como evitar a dermatite de fralda?

23 de maio de 2017

A dermatite causada pela fralda é uma inflamação muito comum nos bebês. Ela aparece na região da pele que sempre está em contato com a fralda, mas também pode aparecer no resto do corpo. Pode aparecer de diferentes maneiras, mas em geral é uma irritação nessa região, que se complica pela presença de fezes e urina.

Para reconhecer se de fato se trata de dermatite, deve-se observar se há vermelhidão na região genital e nas nádegas do bebê. Também pode aparecer algum inchaço, ou ocorrer o aumento da temperatura na região da pele afetada. Da mesma forma, é frequente o surgimento de pequenas bolhas ou pontinhos avermelhados que, mesmo localizados em pequenas regiões, algumas vezes podem se espalhar para as coxas e até para a barriga.

Essa inflamação pode ser evitada tomando algumas medidas nos momentos adequados. A dermatite aparece por volta dos doze meses de idade e nem todos os bebês apresentam essa inflamação. Entretanto, é muito importante prevenir o aparecimento porque é uma inflamação que pode trazer sérias complicações ao bebê. A dermatite é recorrente nos casos em que há diarreia ou quando o plástico da fralda é mais agressivo.

Consequências da dermatite de fralda

Na maioria dos casos, a dermatite de fralda é facilmente resolvida, pois o pediatra pode receitar cremes corticoides, fungicidas ou antibióticos que vão ajudar a eliminar rapidamente a inflamação. Entretanto, em alguns casos podem aparecer algumas complicações que requerem maiores cuidados.

Para evitar que as consequências da dermatite sejam mais graves é preciso que a inflamação seja tratada desde o começo. À medida que ela vai se espalhando, vai ficando mais difícil de curar.

A esse respeito, sabe-se que dentre os fatores que desencadeiam esse problema está a maceração da região. Se a esse problema somarmos uma dermatite, as consequências podem desencadear, por exemplo, uma infecção por bactérias.

derma

A umidade e a irritação da pele na região da fralda podem ativar as bactérias presentes, que vão se desenvolver com rapidez, ocasionando uma infecção na própria dermatite. Essa complicação faz com que apareçam feridas amareladas.

Outra consequência grave e um pouco mais comum que a infecção é a contaminação produzida por um tipo de fungo conhecido como cândida. Essa infecção causa um superpopulação desse organismo na região afetada pela dermatite. Ela faz com que as lesões se tornem avermelhadas e arroxeadas, e algumas vezes ocorre a cicatrização dessas lesões.

Medidas para evitar a dermatite de fralda

Apesar de se tratar de uma inflamação frequente e de fácil tratamento, não é preciso esperar ela aparecer. Assim, é preferível e possível tomar medidas para evitar o aparecimento da inflamação. Nesse sentido, as medidas a tomar devem ser coerentes e respeitar as recomendações indicadas pelos especialistas.

dermatite

As considerações a tomar nesse sentido, incluem respeitar as regras de higiene e utilizar produtos fabricados especialmente para bebês. Dentre as medidas necessárias para evitar as consequências da dermatite de fralda, recomenda-se os seguintes conselhos:

  • Ficar atento à necessidade de trocar a fralda porque é arriscado deixar o bebê se secar quando está sujo. Além disso, no momento da troca é recomendável limpar a região com cuidado, sem usar sabões ou perfumes.
  • Em relação aos produtos que se pode utilizar, o talco é uma opção. Mas somente quando a pele não está ulcerada. Lavar com leite de limpeza para bebês também é uma boa opção.
  • Se o bebê já manifestou propensão à dermatite é aconselhável deixá-lo algumas horas por dia sem fralda. Também é recomendado não apertar muito a fralda a fim de evitar o atrito intenso.
  • Deve-se considerar o uso de hidratantes, por meio de formulações que proporcionem um nível adequado de hidratação.
  • Evitar o uso de fraldas que dificultam a respiração da pele. Isso implica escolher cuidadosamente as fraldas que ofereçam mais qualidade nesse aspecto. A maioria das fraldas é desenhada para permitir que a pele respire e para evitar o atrito e a umidade. Por isso é importante escolher a fralda certa para o seu bebê.
  • Passar cremes à base de água e que tenham componentes com função adstringente. Esses produtos devem ser aplicados após a limpeza da área. Eles funcionam como uma barreira entre a fralda e a pele, impedindo o aparecimento de irritações.