Você tem que evitar que seus filhos se tornem crianças mimadas

· 2 de janeiro de 2019
Os bebês são mimados porque precisam ter as suas necessidades básicas atendidas, choram porque sentem sede, fome, o incômodo da fralda suja, ou sono.

Os bebês se tornam crianças mimadas quando cedemos mais do que devemos. Quando mimamos nossos filhos, quase sempre, fazemos com que não valorizem o que têm, o que os leva a querer cada vez mais e mais.

Quando as crianças são pequenas, querem tudo porque não conhecem outra forma de pedir as coisas. Essa atitude é considerada normal até os 4 anos de idade, no máximo.

No entanto, quando passam dessa idade, muitas vezes querem porque querem, apresentando, assim, um comportamento temperamental e mimado.

Que pai ou mãe não se lembram da vergonha que seus filhos os fizeram passar quando fizeram uma birra homérica em alguma reunião?

Mas a verdade é que, às vezes, sem saber, nós somos responsáveis por esse comportamento. Por isso, é melhor evitar que os seus filhos se tornem crianças mimadas. Fazer isso será melhor para o seu filho e para você também, sem dúvida.

Conheça alguns traços apresentados por crianças mimadas

Quase sempre as constantes vontades das crianças passam do limite e dão lugar a situações incômodas, uma vez que a criança faz manha e tem um ataque de malcriação que perturbam o ambiente familiar ou qualquer reunião.

Geralmente, as crianças muito pequenas costumam ser mimadas e o tratamento dado a esse comportamento desde o primeiro momento é crucial, sobretudo para não se prolongar e provocar danos à personalidade do futuro adolescente.

crianças mimadas

No entanto, às vezes, não é tão fácil identificar se o seu filho é mimado ou não. Por isso, é bom relembrar quais são os traços mais comuns desse tipo de comportamento:

Uma criança mimada é teimosa. Ela é capaz de fazer birra, manha e apresentar outros comportamentos inapropriados para chamar atenção para aquilo que quer se você disser não.

A falta de empatia e a pouca capacidade para atender as vontades e necessidades dos outros é uma das características de uma criança egocêntrica, que acha que quase tudo gira em torno do seu umbigo.

Geralmente, esse tipo de comportamento faz com que essas crianças se tornem infelizes e insatisfeitas, crianças que só sossegam quando veem rapidamente as suas vontades atendidas e que logo em seguida se cansam e voltam a reclamar de novo.

Além disso, não valorizam as coisas, já que com frequência não se preocupam com nada. Isso, às vezes, acontece porque são capazes de conseguir mais coisas com facilidade fazendo manha.

Consequentemente, acham que é capaz de conseguir tudo o que querem com pouco ou nenhum esforço, o que as impede de dar valor ao trabalho, à disciplina e à boa educação.

Uma criança mimada pode ser corrigida sempre que seus comportamentos inadequados que levaram a essa situação forem corrigidos. Sempre que você corrigir esse tipo de comportamento, deve demonstrar firmeza e equilíbrio.

Algumas dicas de como corrigir uma criança mimada

Se você vê semelhanças entre o caso do seu filho e o que descrevemos anteriormente, a seguir oferecemos algumas dicas de como corrigir esse mau comportamento:

  • É importante que a criança aprenda a diferença entre vontade e necessidade. Se você cede à vontade dela quando ela quer um brinquedo, é preciso que não dê o brinquedo que ela quer, enquanto ela estiver fazendo birra.
    • Ela vai ter que se conformar em ter esse brinquedo por um bom tempo.
  • As regras e os limites ajudam a criança a saber o que deve e o que não deve fazer. E quanto antes souberem lidar com esses limites, vão compreender melhor.
  • Para evitar que toda hora ela tenha caprichos, você pode estabelecer determinadas rotinas, como comprar guloseimas só aos domingos ou dar de presente um brinquedo em um momento especial.
  • Em relação às crianças pequenas, uma solução eficaz para evitar situações incômodas geradas pelos caprichos é aplicar a técnica da distração, que consiste em buscar uma alternativa, algo diferente que não atenda às vontades da criança, mas que seja atraente o suficiente para distraí-la e fazê-la esquecer do objeto desejado.
crianças mimadas

É importante que a educação que busca prevenir esse comportamento mimado seja realizada da mesma forma por ambos os pais.

Se um deles sempre tiver um comportamento mais permissivo que o outro, é provável que a criança acabe procurando aquele que satisfaça à sua vontade, negada pelo outro pai.

É normal que determinados familiares ou amigos adultos tenham um comportamento mais permissivo com as crianças e cedam aos seus caprichos.

Você não tem que proibir esses gestos. Mas é preciso fazer a criança entender que se trata de situações especiais, e que não é por isso que elas podem agir como quiserem.

O “não” na criação

Você precisa entender que dizer “não” ao seu filho deve ser para você um comportamento tão natural quanto dizer “sim”.

Procure fazer isso carinhosamente, sem se alterar nem se deixar levar pelas possíveis reações dele. Essas reações, logicamente, serão diferentes de quando recebem um “sim” como resposta.

Mostre firmeza quando o seu filho reagir de forma negativa diante de um “não” e tente não negociar decisões já tomadas. Isso vai ajudar você a pensar com muito cuidado sobre a resposta que for dar.

Quando a decisão já tiver sido tomada, mantenha-a até o fim, procure fazer com que o “não” seja compatível com o pedido feito pela criança e que você não reaja com base no seu estado de espírito ou de acordo com a emoção do momento, e sim com uma reação adequada à situação que se apresentar.

Não dê um “não” como resposta quando você estiver irritada, cansada ou porque você se deixou levar pelo que estava sentindo no momento ou por comportamentos anteriores.