Exames feitos nos recém-nascidos

7 de maio de 2019
Os exames feitos nos recém-nascidos são de vital importância para detectar e tratar a tempo qualquer patologia que possa surgir no recém-nascido. Vamos fornecer uma breve descrição dos principais exames nessa fase.

Os exames que são feitos nos recém-nascidos durante as primeiras horas e dias de vida têm como função poder conhecer plenamente o estado de saúde do bebê. Você sabe quais são eles e para que servem?

Os tipos de exames existentes tentam descartar complicações de todos os tipos ligadas a: pressão arterial, tônus muscular, desenvolvimento do sistema respiratório e auditivo e até mesmo possíveis patologias de ordem metabólica.

É importante que os pais saibam que muitos desses exames são feitos de acordo com as formalidades estabelecidas. De fato, são muito úteis para tomar ações imediatas e eficazes em caso de qualquer complicação.

Exames feitos nos recém-nascidos

Pelo menos 80% dos exames de triagem ou descarte nos recém-nascidos são feitos no mesmo dia do nascimento. Eles são essenciais para conhecer o estado físico do bebê, já que enquanto o feto está no útero, alguns aspectos de seu funcionamento e saúde não podem ser medidos.

Os primeiros exames no bebê são os seguintes:

Teste de Apgar

Representa a primeira avaliação completa que é feita no recém-nascido no momento do nascimento. Pode ser feito pelo médico especialista ou pelos enfermeiros assistentes no parto. O teste examina:

  • As vias respiratórias, antes do uso do aspirador nasal.
  • O tom da pele do bebê.
  • Os batimentos do coração, que devem se aproximar de 100 por minuto.
  • A mobilidade e o tônus muscular de suas extremidades.

Teste de Apgar

Após essa avaliação, os dados do teste começam a ser registrados: um número entre 0 e 10 é atribuído para registrar a resposta da criança em relação às quatro avaliações. Nesse sentido, o zero será estimado como um resultado nulo e o dez como a melhor resposta da criança.

Esse teste é realizado a cada cinco minutos e, em todas as crianças saudáveis, vão sendo obtidas melhores respostas à medida que as horas vão passando, devido à sua adaptação ao novo habitat fora do útero da mãe.

Exames de sangue

O próximo exame a ser feito também nas primeiras horas de vida é o exame de sangue. Seu objetivo é o determinar os níveis de oxigenação no sangue e também o tipo sanguíneo.

No Brasil, parte desses exames é conhecida como ‘teste do pezinho’, aludindo à área de onde a amostra é retirada. Com esse exame, os médicos podem, por exemplo, solicitar que sejam feitas análises de hipotireoidismo, anemia falciforme e toxoplasmose, entre outras 19 possíveis doenças metabólicas.

“Os exames feitos nos recém-nascidos são muito úteis para tomar ações imediatas e eficazes em caso de qualquer complicação.”

Peso e tamanho do bebê

Trata-se, como o próprio nome indica, de medir o peso e o tamanho do bebê para posteriormente compará-los com as estimativas estabelecidas. Os pesos mais comuns estão entre 2,5 e 4 quilogramas; a média é de 3,25 kg.

Com relação ao tamanho, a etnia dos pais é levada em consideração para avaliar as suas medidas; nesse caso, a média está entre 45 e 50 centímetros, por exemplo.

Certamente outra medida importante que é tirada é a medida do crânio do bebê. Esse exame também é importante para descartar possíveis anomalias. As medidas padrão de circunferência estão entre 33 e 37 centímetros.

Análise dos canais para a eliminação de resíduos

Esse exame também é um dos primeiros a ser realizado. De fato, nele, verifica-se se o trato urinário e o canal para defecar não estão obstruídos para que a criança possa evacuar corretamente.

Idade de gestação

Esse exame é feito nos recém-nascidos que tenham nascido de forma prematura para estimar a sua idade exata de formação. Da mesma forma, tenta-se saber até que ponto seus órgãos vitais foram formados.

Peso e tamanho do bebê

Aspectos físicos gerais

Nessa etapa, as características físicas e visíveis da criança são observadas para descartar uma possível malformação. Por exemplo, os dedos das mãos e dos pés são contados, e verifica-se que o bebê tenha duas orelhas e que elas tenham a forma adequada.

Outros exames de rotina

Outros exames de rotina incluem a verificação contínua da condição do coto onde o cordão umbilical estava conectado, a verificação dos reflexos da criança e o estado dos seus olhos, juntamente com a aplicação de pomadas e gotas.

Em suma, todos esses exames rotineiros e obrigatórios ajudarão os médicos a determinar o estado de saúde do pequeno recém-nascido, seja para dar alta rapidamente ou para iniciar qualquer tratamento necessário a tempo de garantir o seu completo bem-estar físico.